Home/Atividades/Escreva seu nome em hieróglifo

Escreva seu nome em hieróglifo

Maio 22nd, 2013|Atividades|13 Comments


Há algum tempo atrás, trouxe uma dica quente para aqueles que gostam da cultura da Civilização Mesopotâmica. Tratava-se de um site que convertia o seu nome para a escrita cuneiforme, o primeiro sistema de escrita, criado na antiguidade.

Hoje, a dica é para a galera que gosta da cultura egípcia. Escreva seu nome na antiga língua dos hieróglifos. O processo é bem simples. Basta acessar o site e digitar o seu nome. O site apresenta alguns recursos adicionais, como números, gênero (masculino ou feminino), entre outros.

Para escrever seu nome em hieróglifo, clique na imagem abaixo.

Seu nome em Hieróglifo

Na escrita, os egípcios desenvolveram três sistemas diferentes: o hieroglífico, considerado sagrado e usado pelos sacerdotes; o hierático, mais complexo e utilizado pelos escribas; e o demótico, mais simplificado e popular.

13 Comments

  1. Klaus do Iate 23 de Maio de 2013 at 9:13 - Reply

    Super legal, Mestre Michel. Este programinha está em hieroglifo mesmo, hieratico ou demótico?
    Só sei que é uma versao mais recente, porque o leão para fonema L só apareceu em periodo saíta ou ptolomaico.
    Nosso alfabeto romano é fortemente decalcado no grego que por sua vez é no fenício. O alfabeto fenício que é ancestral do nosso , nào foi o unico! os fenicios incialmente usaram algo similar ao “alfabeto” de pictogramas dos sumero-acadianos, mas em contato com escrita sinaitica. Colonos egpcios nas minas de turquesa e cobre, por praticidade só usavam os fonogramas da mistura maluca de fonogramas, pictogramas e ideogramas que é realmente o sistema de hieroglifos egipcios. Os fenicios adaptaram tais fonogramas para sua lingua e nasceu o alfabeto que é ancestral da escrita greco-romana, do hebraico e árabe usados hoje!

  2. Klaus do Iate 23 de Maio de 2013 at 9:41 - Reply

    Pictograma: cada “letrinha” é uma minireproduçao da coisa como ela é.
    Ideograma: cada letrinha é uma ideia abstrata desenvolvida por associaçao de ideias com uma coisa concreta. As vezes esta associaçao nao é autoexplicativa (como um barco de velas arriadas ser “norte” e nao “barco”
    Rebus: Usar homofonia de palavras faladas associa-las em hieroglifos e pronunciar tudo junto quando ler. Algo como desenhar os hieroglifos correspondentes ao Sol e ao dado para escrever soldado.Uma brincadeira de criança que já foi usada como cisa séria.
    Fonograma: cada letrinha é um fonema. No inicio só consoantes e depois acrescentado vogais. O fonema representado era o primeiro do desenhinho usado. exemplo. Beith (casa) valeria o som B. Por algum tempo o hieroglifo continuou valendo tb como CASA e como B e a diferenciaçao era dada pelo contexto.

  3. Klaus do Iate 23 de Maio de 2013 at 9:46 - Reply

    Hieroglifo vem do grego hiero=sagrado glifo=entalhe, gravaçao. No Egito quase tudo tinha um lado religioso. A escrita especialmente o hieroglifo propriamente dito foi mantido com este lado religioso até o fim. Acreditava-se que eles davam literalmente vida as coisas. Por isto eles se associavam frequentemente a pintura propriamente dita (para dar vida a coisa desenhada), a medicina (para dar vida ao remedio era comum beber junto com ele a tinta retirada da bula escrita) a escultura e até a arquitetura. Assim o texto egipcio pode começar da esquerda p/direita, ou o inverso ou de cima para baixo, acompanhando a estrutura. A sequencia correta da leitura é assinalada porque o bichinhos dos heroglifos olham para o inicio da frase.

  4. Klaus do Iate 23 de Maio de 2013 at 16:28 - Reply

    O japonês atual também tem três sistemas de escrita: hiraganá, katakaná e kanji. O Kanji é omais antigo é composto somente de pictogramas e ideogramas, o que o torna um “alfabeto” com muitas letrinhas. Mas tem a vantagem que sendo importado diretamente da China , um japonês sem saber o odioma chinês é capaz de ler um jornal de Pequim e também ler poemas muito antigos em japonês arcaico, apesar da evolução que houve na fala japonesa entre o autor e o leitor.

  5. Klaus do Iate 23 de Maio de 2013 at 16:32 - Reply

    Hiraganá e katakana não são “alfabetos” de fonogramas , mas de sílabas (cada letra é uma sílaba) portanto ainda são numerosos. Um deles, não lembro qual, é uma criação exclusivamente japonesa e bolada para o idioma japonês, o outro é um silabário para palavras estrangeiras, como “feedback” ou “rendezvous” ou nosso “né”.

  6. Fernanda Paula Gross Berndt 28 de Maio de 2014 at 11:40 - Reply

    Legal esse Jogo!!!

  7. Maria Eduarda Alves 28 de Maio de 2014 at 11:41 - Reply

    Muito legal !!Bjos

  8. Isabelle 8 de agosto de 2014 at 13:51 - Reply

    Oi professor, fiz o meu nome e coloquei no roteiro, adorei essa atividade.

    • Isabelle 8 de agosto de 2014 at 13:54 - Reply

      Oi professor, fiz o meu nome e coloquei no roteiro, adorei essa atividade.

  9. Alex 2 de Janeiro de 2015 at 20:45 - Reply

    Traduz ao pé da letra com muitos erros e nem mesmo tem a letra “x” no programa, que equivale ao símbolo cesto ou um meio cajado, que tb equivalem as letras “c” e “z”…Tbm não assinala que é nosso nome de nascimento e falta opções como “ch” “sh” “th” etc..traduzindo de forma erronea mesmo sendo nomes estrangeiros…fraquícimo o programa…estude HIERÓGLIFOS,é fascinante e vc evita de dar pala por ae.

  10. Alex 2 de Janeiro de 2015 at 21:41 - Reply

    Perdão pero me equivoquei qud disse que cesto e meio cajado equivale tb a letra “z”.
    Esta se representa algo como uma corda com um nó no centro.

  11. Diego 30 de junho de 2015 at 0:40 - Reply

    Boa noite, vasculhei toda a internet e não encontro, alguém sabe onde acho o hieróglifo da escrita do enigma da esfinge? “Decifra-me ou te devoro.”

    Se possível e por gentileza, me mandem por e-mail
    diporto_86 @hotmail.com

    Muito obrigado desde já.

  12. Gustavo daneluz ferreira 7 de novembro de 2015 at 16:46 - Reply

    O site mais legal q eu ja vi na minha vida

Leave A Comment