10 fatos históricos muito mal contados

Home » Curiosidades » 10 fatos históricos muito mal contados

Existem fatos na história que se tornam senso comum, de tão repetidos que são, não é mesmo? A história é uma ciência que está sempre mudando e, de vez em quando, acreditamos em certas “verdades” sem questionar. Esta lista vai mostrar 10 fatos históricos que não foram contados corretamente. E serve para provar que, mesmo errando, não podemos perder o bom humor.

Esta lista foi adaptada da Revista Mundo Estranho. Acompanhe o blog nas redes sociais.

1- Buda e o Peso

Estátua de Buda sorrindo

[Você ouviu falar que…] Buda era gordo

Sabe que aquela imagem de um careca cheinho, com pouca roupa, barrigão de fora e bem sorridente? O gordinho simpático representa Buda, fundador do budismo. A religião budista, uma das maiores do mundo, nasceu na região onde hoje fica o Nepal e atualmente tem cerca de 400 milhões de seguidores.

[Mas a verdade é que…] Buda era magrinho

De acordo com os textos budistas, Sidarta, fundador da religião, teria sido um príncipe que saiu pelo mundo para descobrir a cura do sofrimento humano. O cara viveu como mendingo e passou dias sem comer, em meditação. Por isso, na Índia as estátuas do Buda mostram um homem alto e magro meditando.

2- Calendário Maia e 2012

Desenho do Calendário Maia

[Você ouviu falar que…] O calendário dos Maias prevê o fim do mundo em 2012

A civilização que habitou o sul do México entre 2000 a.C. e o século 17 dominava astronomia e criou um calendário de 365 dias. Está tudo gravado em uma pedra circular que marca os dias até 21 de dezembro de 2012. Aí não tem saída: o mundo acaba junto com o calendário desse povo que foi dizimado pelos espanhóis.

[Mas a verdade é que…] O “calendário Maia” é Asteca e não acaba em 2012

O resultado da busca por “calendário maia” no Google é um calendário circular de outro: os Astecas. A Pedra do Sol foi construída com base no calendário Maia – que era retangular e mais complexo – e não acaba em 2012. Tanto para maias como para astecas, o fim de um ciclo astronômico iniciava outro.

3- Cristóvão Colombo e a América

Desenho de Cristóvão Colombo

[Você ouviu falar que…] Colombo descobriu a América

Viajando a serviço da Espanha, o navegador italiano procurava chegar às Índias viajando para o oeste. Dez semanas após partir, seus três navios, Santa Maria, Pinta e Niña, atracaram na ilha de San Salvador, onde hoje ficam as Bahamas. A missão saiu melhor que a encomenda, já que Colombo descobriu um continente novinho em folha.

[Mas a verdade é que…] Colombo não descobriu a América

No livro 1421: o Ano em que a China Descobriu o Mundo, o ex-comandante da marinha britânica Gavin Menzies analisa mapas e rotas e afirma que durante a dinastia Ming, os chineses tinham recursos para ir e voltar da América. Para completar, um mapa-múndi de 1418, encontrado na China, mostra todos os continentes em seus devidos lugares.

4- Galileu Galilei e o Heliocentrismo

Desenho de Galileu Galilei

[Você ouviu falar que…] Galileu foi severamente punido por descobrir o sistema solar

Na Idade Média, a Igreja Católica punia fisicamente quem ia contra seus princípios. A heresia de Galileu foi defender o heliocentrismo, ou seja, que os planetas giravam ao redor do Sol, e não da Terra. Após escrever “Diálogo sobre os Dois Máximos Sistemas do Universo”, o astrônomo foi condenado a passar o resto de seus dias na cadeia, onde sofreu torturas.

[Mas a verdade é que…] Galileu não descobriu o sistema solar e teve uma punição leve

Quem descobriu o heliocentrismo foi Nicolau Copérnico, meio século antes. Galileu, que era católico fervoroso e amigo do papa Urbano VIII, apenas comprou a ideia e resolveu defendê-la escrevendo um livro. A obra acabou inclusa no Index, a lista dos proibidões da época, e o cientista teve que se explicar com a igreja, sem sofrer tortura alguma.

5- Isaac Newton e a Maçã

Desenho de Isaac Newton

[Você ouviu falar que…] Newton descobriu a gravidade com uma maçã caindo em sua cabeça

O físico, matemático, astrônomo, filósofo, alquimista, teólogo e professor Isaac Newton estava descansando debaixo de uma árvore em um parque de Londres quando uma maçã caiu em sua cabeça. Eureka! De repente ele entendeu tudo: o que fazia a maçã cair era a atração da Terra sobre corpos ao seu redor. Logo formulou a Lei da Gravitação Universal.

[Mas a verdade é que…] Newton descobriu a gravidade, mas não foi inspirado por uma maçã

A história da maçã não está na obra do físico – a hipótese mais provável é que tenha sido usada para explicar a seus alunos a teoria que formulou após muitos cálculos e estudos. Em mémorias que William Stukeley, arqueólogo e biógrafo de Newton, publicou em 1752, há até menção a maçãs. Mas elas só enfeitavam o jardim que o cientista passeava.

6- Graham Bell e o Telefone

Desenho de Graham Bell

[Você ouviu falar que…] Graham Bell inventou o telefone

Alexander Graham Bell era professor de fisiologia vocal na Universidade de Boston. Nas horas livres, com o assistente Thomas Watson, tentava criar um aparelho que usasse eletromagnetismo para transmitir a voz humana à distância. Um dia, testando um de seus protótipos, chamou pelo fone: “Watson, venha aqui”. Estava criado o aparelho telefônico, em 1873.

[Mas a verdade é que…] Graham Bell não inventou o telefone

Em 2002, o Congresso dos EUA reconheceu Antonio Meucci como pai do telefone. Em 1856, o italiano criou um aparelho que transmitia a voz à distância. Com dificuldades financeiras, vendeu sua patente para Graham Bell no início dos anos 1870. Malandro, Bell registrou a patente em seu nome, ficando rico e levando a fama pelo invento.

7- Einstein e os Estudos

Desenho de Albert Einstein

[Você ouviu falar que…] Einstein foi mau aluno

O físico alemão Albert Einstein é sinônimo de inteligência. Quando criança, porém, tirava péssimas notas em matemática. Aos 12 anos, ouviu de uma professora que não ia dar em nada na vida. Estudando por conta própria, virou gênio. Radicado nos EUA, foi professor da Universidade Princeton, ganhou um prêmio Nobel e foi eleito pela revista Time como personalidade do século 20.

[Mas a verdade é que…] Einstein era um aluno genial

O pequeno Albert achava as aulas de matemática e física fracas. Preferia ficar em casa estudando sozinho e, aos 12 anos, dominava cálculo integral e diferencial, que só se aprendem na faculdade. A lenda de Einstein como mau aluno pode ter surgido porque ele foi reprovado, aos 16 anos – dois anos mais novo do que o habitual -, para ingressar na escola Politécnica de Zurique.

8- Santos Dumont e o Avião

Desenho de Santos Dumont

[Você ouviu falar que…] Santos Dumont inventou o avião

O brasileiro foi o primeiro a voar com um aparelho mais pesado que o ar. No arredores de Paris, o 14-Bis ficou 21 segundos no ar, percorrendo 220 metros. Os irmãos americanos Wilbur e Orville Wright, que garantem ter inventado o avião antes de Dumont, não se apresentaram em público, não deram provas consistentes de seus voos e usavam uma catapulta para levantar voo.

[Mas a verdade é que…] Santos Dumont não inventou o avião

Fora do Brasil, pouca gente duvida que Orville e Wilbur Wright inventaram o avião. Três anos antes do 14-Bis, eles voaram com o Flyer I nos EUA. Os irmãos usavam catapulta, mas podiam decolar sem o mecanismo. E houve, sim, apresentações públicas: em 1905, diante de dezenas de testemunhas, o avião dos Wright voou durante 39 minutos, fazendo curvas e oitos no ar.

9- Gandhi e o Pacifismo

Desenho de Mahatma Gandhi

[Você ouviu falar que…] Gandhi era pacifista

Mahatma Gandhi tornou a Índia independente do Império Britânico, em 1947, por meio da satiagraha, a doutrina da não-violência. Dizia não ser correto “usar a violência contra um adversário, pois ele deve ser desarmado de seus erros com paciência e compaixão”. A não-violência tornou Gandhi um símbolo mundial de luta por justiça, liberdade e paz.

[Mas a verdade é que…] Gandhi era racista

O herói indiano viveu na África do Sul entre 1893 e 1914. Nesse tempo, lutou contra rebeldes negros e pregou a inferioridade negra. Considerava correto, por exemplo, proibir negros de usar armas ou partilhar vagões de trem com brancos ou indianos. “A raça mais elevada pode continuar assim evitando que os negros se armem”, escreveu para o jornal Indian Opinion.

10- Feministas e o Sutiã

Desenho de feminista

[Você ouviu falar que…] As feministas queimaram os sutiãs

Feministas americanas que consideravam o concurso de beleza Miss America um baita machismo protestaram com os seios de fora, incendiando lingeries em Atlantic City. Afinal, para se manifestar contra a opressão masculina, nada melhor do que queimar sutiãs, símbolos das diferenças entre homens e mulheres. Pegava fogo a luta pela igualdade de direitos entre os sexos.

[Mas a verdade é que…] As feministas não queimaram sutiãs

Cerca de 400 mulheres jogaram sapatos, maquiagem, revistas femininas e até sutiãs em uma lata de lixo. Alguém deu a ideia de pôr fogo em tudo, mas seguranças impediram. Mesmo assim, a jornalista Lindsay van Gelder escreveu a reportagem Queimadoras de Sutiãs e o Miss America. Com o tempo, a metáfora foi esquecida e os sutiãs queimados viraram história.

By | 2014-01-25T09:24:34+00:00 8 de agosto de 2011|Categories: Curiosidades|Tags: , , , |27 Comments

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

27 Comments

  1. André 6 de dezembro de 2012 at 18:45

    Professor, são TANTOS fatos históricos mal contados que, caso o senhor queira por conta própria um dia elaborar uma nova lista com mais 10, deixo algumas sugestões de fatos históricos cuja versão na maioria dos livros de ensino médio é errada – muitas vezes até oposta à verdade! – e aguardo seu parecer sobre elas (se porventura eu estiver enganado em alguma):
    1 – Joana D’Arc NÃO foi queimada pela Inquisição;
    2 – A caça às bruxas foi um fenômeno tipicamente PROTESTANTE;
    3 – A Igreja NUNCA defendeu que a Terra era quadrada;
    4 – Lutero NÃO colou as teses na porta da catedral;
    5 – A Bíblia NUNCA foi incluída no Index;
    6 – O Concílio de Trento NÃO adicionou nenhum livro na Bíblia católica;
    7 – Che Guevarra era RACISTA (não pacifista, revolucionário contra opressão ou algo do tipo).
    8 – Os EUA NÃO implantaram as ditaduras da América Latina;
    9 – A Igreja Católica NÃO apoiou o regime militar nos Anos de Chumbo (em muitos livros aparece que só a CNBB lutou contra a ditadura, numa atitude de “rebeldia” à instituição oficial);
    10 – A Igreja NUNCA disse que os negros não tinham alma e os jesuítas NUNCA incentivaram a escravização de indígenas.

  2. Inês Sofia 31 de Janeiro de 2014 at 17:28

    Adorei o artigo 🙂

  3. Edilson 31 de Janeiro de 2014 at 17:29

    Andre, gostaria muito de saber algumas dessas fonte, interessa-me muito saber. Obrigado

  4. joao 31 de Janeiro de 2014 at 19:36

    O fato de Santos Dumont não se confirmam , pois não a prova de que os irmãos realmente voaram ,a não ser o testemunho deles próprios , onde até hoje os americanos tentam reproduzir um modelo igual ao dos irmãos .Já Santos Dumont , dispensa comentários , essa aí é mais uma dos americanos querendo vender o que não tem .

  5. joao 31 de Janeiro de 2014 at 19:39

    Quis dizer que os irmãos não voaram primeiro que santos Dumont .

  6. Margarete Padilha 31 de Janeiro de 2014 at 19:41

    Cuidado com as certezas quanto aos fatos históricos, pessoal.

  7. Mavi 31 de Janeiro de 2014 at 19:56

    Boa noite, também gostaria de saber as fontes de onde foram retiradas essas informações… Obrigada

  8. Eden Pereira 31 de Janeiro de 2014 at 20:01

    Poderia incluir mais algumas aí

    1-Lênin, Stálin e Marx não eram rascistas, antissemitas ou ateus, e prova disto é que Marx era judeu, Stálin ortodoxo e Lênin sem religião, mas não necessáriamente ateu como se diz
    2-Nikhita Khruschev mentiu sobre os Processos de Moscou e os ”crimes” que supostamente forma cometidos na URSS, mais informações no livro Khruschev Mentiu, de Grover Furr
    3-Não houve Grande Terror na URSS, o que houve foram na verdade epidemias de doenças que mataram milhares, não milhões de indivíduos
    4-Os judeus não foram levados a holocausto na Segunda Guerra, foram na verdade todos os povos eslavos e os comunistas(pois Marx, Lukacsi, os principais socialistas eram judeus) da Europa Oriental que juntos somam mais de 40 milhões, um número quase 7 vezes maior que os 6 milhões de judeus, isso sem contar 20 milhões de russos
    5-Jango não era comunista, era getulista e trabalhista a semelhança dos nacionalista, só foi taxado assim por gente como Lacerda como desculpa para implantar a ditadura para salvar o Brasil
    6-O cristianismo não foi fundado por Jesus Cristo e sim pelo Imperador Romano Constantino que queria não tornar cristão o Império, mas unificar todas as religiões em uma única para os povos romanos pegando elementos de todas as religiões
    7-Jesus não foi o verdadeiro homem que nasceu a 2000 anos atrás, mas sim um outro indivíduo que fez as mesmas coisas com um nome desconhecido, e que na verdade Jesus é o nome derivado de Iesus, ou Esus da Galácia, deus greco-romano

  9. Eden Pereira 31 de Janeiro de 2014 at 20:06

    8-Quem promoveu a abertura no Brasil não foi o povo, foram os militares que fizeram a transição e não uma revolta que os derrubou, semelhante a Nicarágua

  10. Eden Pereira 31 de Janeiro de 2014 at 20:10

    9-Os EUA não foram e nem são democráticos, vivem um regime de bipartidarismo, e excluíram durante muito tempo a população negra e latina do país com as Leis de Jimm Crow entre 1876 e 1965
    10-Quem provocou a Primeira Guerra Mundial foram França e Grã-Bretanha que contrataram os serviços da Mão Negra na Sérvia para assassinar Francisco Ferdnando

    Poderia falar até mais

  11. Jonatha Rodrigues 31 de Janeiro de 2014 at 21:48

    Não conhecia esse lado do Mahamta Gandhi, o cara era racista e já pegou em armas, é o que parece quando o menciona que já lutou contra os negros rebeldes na África do Sul, que decepção!

  12. Vicente Netto 1 de Fevereiro de 2014 at 8:08

    Isto prova que nos, povo, estamos sempre a ser manipulados por interesses de terceiros.
    Gostei muito.

  13. Michel Goulart 1 de Fevereiro de 2014 at 8:20

    Jonatha, não sinto decepção. Gandhi era um ser humano como os outros, apesar de incomum. Ele viveu em um período histórico pró-apartheid. Não creio que ele tenha mantido esta postura até o fim de sua vida.

  14. Isaia 1 de Fevereiro de 2014 at 19:01

    Gostaria de saber as fontes dos ítens elencados pelo Sr André…já que nunca ouvi falar sobre eles….mas aposto um picolé que o mesmo é católico fervoroso….só um palpite,,…..

  15. Luiz Roberto curtarello 2 de Fevereiro de 2014 at 12:03

    Isaia,em relação ao seu comentário ele mostra a dificuldade que tem de mostrar a vendeira história.Concordo com o André,a história tem que ser revelada a verdade sem paixões.Sem nenhum tipo de paixão.Apenas a verdade.

  16. Klaus do Iate 4 de Fevereiro de 2014 at 7:39

    o mundo acaba junto com o calendário desse povo que foi dizimado pelos espanhóis.

    NA VERDADE, os espanhois contataram os maias primeiro e os astecas depois. Os maias da ocasião eram apenas uma sombra do que tinham sido. No entanto, Cortez , a´pos conquistar imperio asteca enviou uma expedição ao territorio maia. A expedição foi surrada. Embora o territorio tenha sido tomado com dificuldades tempos depois, os maias estão aí, bem vivinhos , falando seu idioma, vivendo em um dos mais pobres estados do Mexico, mas organizando uma guerrilha que ainda nao foi batida (os zapatistas do subcomandante Marcos).

  17. Klaus do Iate 4 de Fevereiro de 2014 at 7:42

    Lutero NÃO colou as teses na porta da catedral;

    Claro que o fez. Era o costume dos professores universitarios saxoes (como Lutero) CONVIDAR AO DEBATE PARA DETERMINADO ASSUNTO.Basicamente Lutero expunha 95 motivos para nao existir a venda de indulgencias. O convite ficou sem resposta por anos até o enviado papal Eck aceitar.

  18. Klaus do Iate 4 de Fevereiro de 2014 at 7:43

    6 – O Concílio de Trento NÃO adicionou nenhum livro na Bíblia católica;

    E o livro de Judith? Ele não consta na lista judaica e nem dos protestantes

  19. Klaus do Iate 4 de Fevereiro de 2014 at 7:48

    Os EUA NÃO implantaram as ditaduras da América Latina;

    Claro, a Operação Condor foi organizada pelas próprias ditaduras que se implantaram, sem nenhuma ajuda da CIA, do mesmo modo que Coelhinho da Pascoa traz ovos, e Papai Noel traz presentes. Faça-me o favor. Da mesma forma a Igreja Catolica na America Latina se rachou em duas, como já fazia desde seculo XIX: o Alto Clero disse amem ao Anticomunismo e o Baixo Clero se simpatizou com o movimento dos Sem-Terra.

  20. Klaus do Iate 4 de Fevereiro de 2014 at 7:52

    os jesuítas NUNCA incentivaram a escravização de indígenas.

    Isto é verdade. Os jesuitas ajudaram a desmontar a coalizao antilusa dos tamuias,mas nunca foram a favor da escravização. Sao Paulo era uma escola que resistia aos escravocratas de Sao Vicente. Os jesuitas, foram mais longe, incentivaram a resistencia armada e a criação de estados teocraticos guaranis que detiveram as tropas bandeirantes e as tropas estatais de dois Estados: Portugal e Espanha decididos a dividir a bacia Platina entre si.

  21. Klaus do Iate 4 de Fevereiro de 2014 at 8:00

    O jovem Gandhi na Africa, vivia em um tempo onde a alta ciencia europeia havia “comprovado cientificamente” que os negros eram inferiores e deviam ser tutelados como menores de idade. Gandhi apesar já já ser todo nacionalista indiano ainda era um advogado formado ao molde ingles. A ideia dele na época era igualar o indiano ao ingles e diferencia-lo das outras nações do imperio ingles. Demonstrar aos metropolitanos do imperio o grau de excelencia que os indianos tinham e que estavam mais aptos que nunca ou a tomar o destino da India em suas proprias maos ou serem chamados como socios igualitarios no comando de todo imperio. Tudo o que digo explica, nao justifica.

  22. Rubens 18 de Abril de 2014 at 18:45

    *Os EUA financiaram as Ditaduras na América Latina, inclusive no Brasil, a Marcha da Família foi financiada, além do plano de Apoio do Golpe, a operação Brother Sam, em que Navios de Guerra estavam a postos para invadir o RJ caso Jango não fosse derrubado de imediato.

  23. Rubens 18 de Abril de 2014 at 18:49

    * A Igreja justificou a Escravidão africana com o Mito de Cam: “Maldito seja Canaã, disse ele; que ele seja o último dos escravos de seus irmãos!” , suposto genitor do africanos

  24. afonso lobo 18 de Abril de 2014 at 20:34

    Somente o caso da aviação eu conhecia. Achei fantastico.
    Gostaria que grande parte dos “faceanos” tivessem lido a materia.
    .

  25. Hugo 18 de Abril de 2014 at 21:40

    SEm ser advogado do diabo, ou pensar de forma tão simplista a ponto de acreditar que seres humanos se equivocam às vezes, mas é meio estranho isso sobre Gandhi ”concordar ” com o racismo e divisões nos trens, pois o mesmo era indiano e uma grande característica física deles é a pele escurecida, e até aonde sei nas biografias que lemos sendo que algumas delas escritas por ”historiadores”, contam que Gandhi ao ir até a África para trabalhar com advogado foi expulso de um trem e não ficou muito contente com isso. Não sou historiador ou algo do tipo é só um dúvida, alguém poderia me dizer de onde vem tal fundamento para afirmar isso?

  26. David 20 de Abril de 2014 at 2:36

    Os vikings descobriram a América entre 990 e 1000, e a chamaram de Vinland.

  27. Adriana Tanaka 1 de junho de 2017 at 12:49

    O “Buda” gordo não é a representação do fundador do budismo, mas sim um monge chinês que teria atingido a iluminação. Na China é conhecido pelo nome de “Budai”, no Japão é conhecido pelo nome de “Hotei”. A confusão se dá porque no Brasil por muito tempo se criou um folclore muito difundido de comprar o “Buda” para colocar ele sentado em moedas e coçar a barriga. Isto foi criado por alguém que queria vender estátuas de “Buda”, pois esta história só é contada aqui.

Leave A Comment