Resumo: Hebreus

Home » Resumos » Resumo: Hebreus

Neste resumo, você vai conhecer sobre os antigos hebreus, uma das primeiras civilizações da antiguidade a adotar o monoteísmo. Vai aprender sobre o surgimento do judaísmo e as origens do cristianismo. Ao terminar de ler o conteúdo, faça o quiz e teste seus conhecimentos.

  • Quiz sobre os hebreus: Teste seus conhecimentos sobre este assunto com o quiz. Aprenda os principais conceitos desta aula e fique fera nas avaliações.
Resumo-Hebreus-I

Clique na imagem para ampliar

  • Teleaula: Fenícios e Hebreus: Você verá algumas diferenças entre os povos que habitavam o Egito e Mesopotâmia. A religião dos hebreus era diferente das religiões dos povos do Oriente.
  • Vídeo: Ciência Contida na Bíblia [Completo]: O tema abordado é a Bíblia, o exame dos textos bíblicos podem revelar o segredo de mistérios que, para alguns, são exagerados ou nunca ocorreram.
Resumo-Hebreus-II

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Hebreus-III

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Hebreus-IV

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Hebreus-V

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Hebreus-VI

Clique na imagem para ampliar

  • Questão: Judaísmo e Islamismo: Tente resolver esta questão sobre aspectos de ordem cultural e histórica que unem o islamismo e o judaísmo, duas das maiores religiões da atualidade.
By | 2014-12-01T10:29:44+00:00 15 de outubro de 2011|Categories: Resumos|Tags: , , , , |49 Comments

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

49 Comments

  1. LL 17 de agosto de 2009 at 20:46

    Excelente resumo! Eu sou uma amante de história, embora ela esteja longe da minha formação académica. Esta apresentação é muito clara e interessante.

    Parabéns pelo artigo!
    Abraços
    Luísa

  2. Prof_Michel 17 de agosto de 2009 at 21:17

    Obrigado, LuLei, e seja bem vinda ao blog? Um grande beijo

  3. Comentários de meu cotidiano 17 de agosto de 2009 at 21:35

    Não sou especialista, apenas curioso mas, de acordo com o que conheço, Moisés, que poderíamos chamar de patriarca do povo hebreu, já que foi quem estabeleceu suas leis, fundamentou seus princípios em estudos realizados no Egito, durante o reinado de Ramsés I e Ramsés II. Estes reis (faraós), sucederam Akhenaton.

    Sabemos que Akhenaton instituiu no Egito a predominância do Deus Amon-Rá sobre os demais, provocando a fúria dos sacerdotes dos demais deuses, que ficaram desempregados e sem influência, destituindo-o através de um golpe militar liderado por Paramessu que, ao se tornar faraó, se autodenominou filho de Rá (Ramsés).

    Será que Moisés não se baseou no Amon-Rá para firmar o conceito do monoteísmo? E se assim for, não teriam sido os egípcios autores da idéia do monoteísmo mesmo que por um só reinado?

  4. Prof_Michel 17 de agosto de 2009 at 22:26

    É um debate muito interessante. Realmente, o culto ao deus Amon, no Egito, é considerada a primeira manifestação do monoteísmo, ainda antes dos hebreus.

    Ocorre que, na essência, a informação colocada no resumo não está incorreta. Akhenaton inovou ao propor uma crença monoteísta, mas foram poucos os egípcios que aderiram ou mantiveram esta tendência.

    Já os hebreus, por sua vez, afirmaram a fé em Javé em toda a sua história, fundamentando as grandes crenças como o cristianismo e o islamismo.

    Ainda que alguns hebreus de "desviassem" da fé, adorando outros deuses, a base de toda a crença hebraico/judaico/israelita era o monoteísmo.

    Obrigado por ter indicado esta questão. Um abraço

  5. Ricardo 26 de agosto de 2009 at 13:31

    tambem nao concigui fazer o download desse resumo:S
    tem algum outro jeito de eu imprimir?

  6. Sabia 26 de agosto de 2009 at 22:08

    É isso ai, Prof Michel é o-cara!!
    Me mato de rir escutando estes podcasts rsrs

    me ajudou muito no conteúdo da atividade :B
    Obrigado!!

  7. Sonia Regly 5 de setembro de 2009 at 22:37

    Adorei esse post e gostaria de postar lá no Compartilhando as Letras ,se vc me permitir.Adoro história dos povos da Bíblia.Beijão

  8. Prof_Michel 7 de setembro de 2009 at 19:27

    Claro, Sonia. Fique à vontade. Beijão

  9. Manuela Dalla 11 de novembro de 2009 at 15:24

    O resumo está muito bom, desde os mínimos recados.Continue assim.

  10. Almir 18 de Fevereiro de 2010 at 18:08

    Deixaram seus registros em um livro denominado Bíblia , dividida em Antigo e Novo Testamento.

    Na verdade, o livro chamado Bíblia é cristão. O livro que conta a história do povo hebreu (com caráter mais literário e religioso que histórico) é o Tora, de onde provem parte do que os cristãos chamam de Velho Testamento.

  11. Prof_Michel 18 de Fevereiro de 2010 at 23:41

    Sim, mas os primeiros cristãos eram judeus, e os hebreus fazem parte deste grupo étnico-religioso. Bíblia é nome mais comum para a compilação dos textos sagrados. Torá é mais específico da religião judaica.

  12. Jailson 13 de Março de 2011 at 22:42

    Professor Michel!
    o link para baixar o MP3 ta corrompido =[
    Poderia postar outro link com o MP3
    obrigado!

  13. Prof_Michel 14 de Março de 2011 at 14:32

    Jailson, o link está normal. É só baixar e ouvir.

  14. Claudio Moreira Pereira Júnior 7 de Maio de 2011 at 20:35

    Ainda existe a civilização Hebraica?

  15. Prof_Michel 7 de Maio de 2011 at 21:20

    Não, não existe mais.

  16. anna luiza 7 de Maio de 2011 at 21:33

    Ótimo tópico professor.
    Professor eu gostaria de saber por que a região deles era chamada de "Crescente Fértil" ?

    anna luiza

  17. Prof_Michel 7 de Maio de 2011 at 21:43

    Tem um vídeo explicativo do Crescente Fértil. Dê uma olhada:
    https://historiadigital.org/2010/05/saiba-o-que-e-crescente-fertil.html

  18. Luisa 11 de Maio de 2011 at 13:01

    Professor, tópico legal. Eu não sabia que a guerra entre judeus e palestinos tinha começado a tanto tempo atrás.
    Luisa Serafim

  19. Luisa 16 de junho de 2011 at 14:18

    Estou aciosa para aprender sobre esse povo.
    Luisa Serafim

  20. klaus do iate 21 de Março de 2012 at 9:25

    Será que Moisés não se baseou no Amon-Rá para firmar o conceito do monoteísmo?

    Vc quis dizer Aton e nao Amon?
    Muita gente boa tb já aventou isto até Freud , o pai da psicanalise que era judeu, mas nao era historiador , achava que Akenaton e Moises tiveram alguma relação direta.

  21. Michel Goulart 21 de Março de 2012 at 9:35

    Mas o monoteísmo não teve origem em Moisés, mas em patriarcas anteriores, que já criam em um só Deus. A experiência monoteísta no Egito não teve tão longa duração.

  22. klaus provenzano 3 de Abril de 2012 at 11:14

    As evidencias arqueolgcas discutem até a existencia historica destes patriarcas anteriores a Moises! Tudo parece que começa com populações apirus ( quase boiasfrias, mao-de-obra flutante que zanzava do delta do Nilo até Eufrates) , que num dado momento, fizeram uma fusarca dentro do Egito e foram expulsos de lá.Talvez fossem os “leprosos” que Josefus e Maneton citam. Alguns deste caras poderiam ter adotado o atonismo. DE qualquer forma o iasveismo inicial dos reinos de Judá e Israel é uma monolatria, isto é, só admitem como deus a ser respeitado , o deus do patriarca Yacob (Israel), embora reconheçam que exista outros deuses e de vez em quando dão uma escorregada e idolatram estes outros deuses também, conforme admite a Torah, até Salomao fez assim, Acab e outros mais recentes e de existencia mais confirmada por outras fontes fora da Torah. Cananeus idolatravam deuses como El, Baal,Astarte, Asherah, que se confundem com o proprio Yahweh ou uma suposta esposa de Yahweh! A Torah só começa a ser escrita na Babilonia, por exilados, que radicalizam na monolatria até virar monoteismo real. O atonismo diga-se de passagem também era uma monolatria. Akenaton desviava recursos para seu deus unico ,mas a sociedade fora de sua capital só o colocava como cabeça de um panteão. na epoca dos apirus toda Kanaan tinha um panteão parecido onde cada localidade privilegiva um dos deuses como o seu deus tutelar, os hebreus seguiam esta linha inicialmente de monolatria, e não de monoteismo radical.

  23. klaus provenzano 3 de Abril de 2012 at 11:45

    EntreTiro e Acre: El-Amon
    Biblos: Ba’alat Gebal (“Senhora de Biblos”)
    Sidon: Eshmun
    Tiro: Melqart (rei da cidade)
    Beirut: Adon
    Ugarit: El
    Hebreus : Yahweh-El
    Cartago: Baal-Amon

    A confusão se acentua porque ora El é um nome proprio de um certo deus, ora é substantivo comum traduzivel como deus. Então vem toda uma séria de nomes proprios que faz menção a isto entre hebreus : Gabriel, Peniel, Rafael, Miguel.
    Baal tb é ora nome proprio subentendendo Baal Hadad (senhor das tempestades) algo bem proximo de Yahweh, ora é um sbustantivo comum tradzivel como senhor”.E toda uamserie de nomes semitas : Yerubaal, Hanibaal, Aderbal, Adonibaal.
    Adon ora é o substativo proprio , o deus-semente, ora também é traduzivel como o “senhor” e um dos apelidos de Yahweh é Adonai (meu senhor).
    Em Ugarit ficou claro a relação entre estes três deuses originalmente Avô, Pai e filho: El> Adon, Baal Hadad.

  24. klaus provenzano 3 de Abril de 2012 at 11:49

    Note que as vezes , dizer o nome de deus é tabu. Isto prejudica seguir as transformações culturais de um deus com base apenas na linguistica. Com medo de porunuciar o verdadeiro nome d eum deus, um povo que seguisse o deus A poderia chama-lo de produtor de viúvas e u outro povo poderia acentuar outra caracteristica do mesmo deus chamando-o de ” o Bom de Cama”. Por isso a coisa fica dificil. O deus maximo em Tiro é o “rei da cidade”, e quem seria esse certamente nao seria o mortal com cargo de sufete! Seria El? Adon? BaalHadad?

  25. klaus provenzano 3 de Abril de 2012 at 11:55

    E quem seria a baalat (senhora) de Biblos?? Seria Shapash? A deusa-sol? Na epoca dos romanos o deus maximo dem Biblos era o Sol invictus! O deus tutelar dos Severus e depois de Aurelianus e do imperio romano ressuscitado por ele! seria Isis que também era adorada pelos fenicios de Biblos em epoca faraonica muito antiga e pelos romanos quando isis mfoi exporatada? a historia de Biblos e do Egito está tao entranahda um ana outra que o mito diz que Isis foi procurar o corpo de Osiris em Biblos e lá o achou porcausa dos seus olhos sobressaindo em uma coluna de cedro e daí o habito de por olhos na proa dos barcos de cedro (os rimeiros a enfrentar o mediterraneo)!

  26. Michel Goulart 3 de Abril de 2012 at 17:02

    Legal esta questão etimológica. Nunca tinha me ligado que nomes como Aderbal, Asdrúbal, Aníbal, fazem referência a Baal. Talvez por isso estes nomes sejam preteridos em relação àqueles que fazem alusão a Deus: Michel, Gabriel, Emanuel, Gesiel, e assim vai…

  27. Prof. Claudinei 5 de Maio de 2012 at 22:54

    Olá Professor, parabéns pelo site, pois apresenta de forma organizada e criativa os mais importantes fatos da nossa HISTÓRIA, a partir desse bimestre vou utilizar seu site para desenvolver atividades com meus alunos, acredito que a tecnologia tem muito a contribuir com a educação, visite tb o meu blog http://profclaudineihistgeog.blogspot.com

  28. Michel Goulart 6 de Maio de 2012 at 10:20

    Tem sim, Claudinei. Seja bem vindo ao blog. Se possível, me dê um retorno em relação às atividades que você vai desenvolver com seus alunos.

  29. Gabi 20 de junho de 2012 at 9:40

    Adorei, Michel, me ajudou muitoo.

  30. Michel Goulart 20 de junho de 2012 at 9:46

    Fico contente, Gabi. Recomende a página a seus amigos que precisam estudar história!

  31. matheus123 30 de julho de 2012 at 13:10

    quero saber quando comesou e quando terminou de nabucadososor

  32. Michel Goulart 30 de julho de 2012 at 19:49
  33. Bruno Gonçalves 18 de Fevereiro de 2013 at 17:23

    Claro e objetivo!!!

  34. Michel Goulart 18 de Fevereiro de 2013 at 18:02

    Obrigado

  35. natalie 12 de Março de 2013 at 16:48

    Adorei! Seria possível sei la, se você pudesse disponibilizar esse texto para eu colocar em meu trabalho escolar? Se possível, agradeço desde já!

  36. Bruna Gabriela 9 de Maio de 2013 at 0:25

    Muito bom esse resumo, me ajudou bastante no trabalho…Parabéns !!!

  37. RENATA 10 de junho de 2013 at 21:40

    AMEI FALA TANTA COISA DOS HEBREUS QUE EU NEM SABIA MAIS POR OUTRO LADO NÃO É …

  38. abigael 6 de agosto de 2013 at 8:13

    eu sou judeo

  39. Larissa 8 de setembro de 2013 at 15:24

    Esse site é tudo de bom! Descobri ele ano passado e sempre que preciso de algo encontro aqui, esses slides me ajudam muito, parabéns Michel, admiro muito seu trabalho!

  40. Michel Goulart 8 de setembro de 2013 at 18:47

    Legal, Larissa

  41. Klaus do iate 15 de Janeiro de 2014 at 3:14

    O paralelo entre avô> pai> filho de deuses gregos (serie Urano> Krono> Zeus) e cananeus (El> Adon> Baal Hadad) é muito bom, pois alem do parentesco há os mesmos atributos (um deus-Céu-diurno-ensolarado, um deus-devorador de crianças/devorado e um deus-trovao-raio-chuva).

  42. Klaus do iate 15 de Janeiro de 2014 at 3:22

    Adon é sinonimo de Dagon

  43. fabia 23 de Abril de 2014 at 10:24

    prof vc e mesmo incrivel nota 100000000 ta me ajudando muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  44. nathalia 22 de Maio de 2014 at 15:35

    e muito legaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaal

  45. STEPHANY 20 de outubro de 2014 at 8:45

    gostei. mas n era bm isso que eu achei que ira encontrar

  46. Jessé Perraro 13 de Fevereiro de 2015 at 13:15

    Só faltou voces falarem da dinastia dos Macabeus I e II quando após a morte de alexandre o Grande da Macedônia seu império se dividiu em quatro reinos na região da judeia ficou dividido entre os Seleucias e o Egito dos Ptolomeus até que Macabeu I filho de uma família nobre dos judeus se aliou em secreto com a Parthia que era a nova Persia que tentava recuperar a sua antiga capital a Babilônia que estava em poder dos seleucias ….A parthia deus dinheiro e armou macabeu I e assim eles fizeram a sua independência como reino estabelecido mas não durou muito pois a guerra entre israel e seleucias e egito dos ptolomeus seria abalda pela chegada das tropas de Pompeu do 1° triunvirato de Romaos seleucias foram expulsos da antioquia que hoje é damasco os egipcios dos ptolomeus foram derrotados em batalha e convertidos em protetorado de Roma e a judeia com a morte de Macabeu II na antiga batalha contra os seleucias não ofereceu resistência contra os romanos assim Roma seria a maior triunfante dessa época Lembrando que a 1° Rebelião que ouve na Judeia contra o periodo de jesus cristo como tantos historiadores falam só aconteceu a.C no periodo da ocupação dos seleucias em jerusalem

  47. ROGÉRIO 16 de Março de 2016 at 4:36

    Olá,muito bom esse blog!Me tire uma dúvida:se o patriarca dos hebreus,ABRAÃO saiu de UR,na MESOPOTÂMIA e emigrou com sua família para CANAÃ e com certeza nela já haviam habitantes, por que até hoje persiste o fato em ditarem que tal terra pertence aos judeus?

  48. Lanna 21 de Março de 2017 at 10:23

    Excelente resumo!

  49. Sérgio Carvalhais Lopes 10 de Janeiro de 2018 at 9:57

    Parabéns pelo resumo, fiz várias pesquisas na internet e irei utilizar o seu resumo como base de apoio para uma Palestra que irei apresentar amanhã a noite no Grupo Espírita Luzes da Alma.

Leave A Comment