Home/Resumos/Resumo: Descolonização da África e da Ásia

Resumo: Descolonização da África e da Ásia

agosto 15th, 2009|Resumos|15 Comments


Neste resumo, você vai conhecer o processo que levou à Descolonização da África e da Ásia, que conseguiram se tornar livres do imperialismo europeu, causas, líderes e desdobramentos. Ao terminar de ler o conteúdo, faça o quiz e teste seus conhecimentos.

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-I

Clique na imagem para ampliar

  • Infográfico: Conflitos da África: Conheça os conflitos e as disputas pelo poder no turbulento continente africano. Em Angola, o enclave de Cabinda abriga vários movimentos de independência.
Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-II

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-III

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-IIII

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-V

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-VI

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-VII

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-VIII

Clique na imagem para ampliar

Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-VIIII

Clique na imagem para ampliar

  • Livro: Longa Caminhada Até a Liberdade: No livro Longa Caminhada Até a Liberdade, Nelson Mandela conta a história de sua vida — um épico de lutas, revezes, esperança renovada e finalmente
Resumo-Descolonizacao-Africa-Asia-X

Clique na imagem para ampliar

15 Comments

  1. larissa 13 de novembro de 2012 at 23:39 - Reply

    Precisoo de um resumo descente

  2. larissa 13 de novembro de 2012 at 23:39 - Reply

    Nao to achando a respoosta 🙁

  3. Vanessa 13 de dezembro de 2012 at 17:57 - Reply

    Ótimo site, era o que eu estava procurando.

  4. Klaus do Iate 15 de maio de 2013 at 5:19 - Reply

    Show de resumo. Só gostaria de comentar a respeito do Egito, que era uma importante provincia do imperio turco otomano até inicio do seculo XIX. Apesar dos sucessos iniciais, Napoleão foi corrido de lá. No processo seu sequito de cientistas fez nascer a Egiptologia. Um habil general do imperio otomano, nascido albanês, foi enviado para lá para esmagar revoltas de fanáticos islamicos. O cara habilmente acabou se tornando dono na pratica de todo Egito para ele mesmo a do vale do Nilo ao sul, mas sem romper de vez com o imperio otomano e tendo apoio da Inglaterra. Este joguinho de Mohamed Ali de se vincular aos turcos a aos ingleses sem perder sua autonomia não durou muito após seus sucessores e por volta do início do seculo XX, o Egito era uma colonia inglesa em tudo exceto no nome. O Egito era fudamental para ingleses dominar a rota naval mais curta entre a Inglaterra e sua colonia mais importante a India. Cecil Rhodes, general inglês posteriormente conseguiu que a Africa se tornasse toda inglesa do Cabo ao Cairo, com a vitória sobre franceses e nativos e finalmente com a vitória da Inglaterra sobre Turquia e Alemanha na Primeira Guerra Mundial. No Oriente Medio asiático desta época a Inglaterra teve seu melhor momento sem ter que temer russos, franceses ou turcos. Fez surgir os paises que quis (Iraque, Jordania, kuwait, Arabia Saudita, Oman e Emirados Arabes e se comprometeu com judeus a criar um Estado para eles na Palestina. Os petroderivados sobrepujavam o carvão e a Inglaterra descobriu jazidas dele na região. Porém a Crise de 29 e a 2a GG atrapalharam tudo.

  5. Klaus do Iate 15 de maio de 2013 at 5:28 - Reply

    Uma importante causa de descolonização foi a formação de uma elite nativa que estudara nos centros metropolitanos dos imperios coloniais (Gandhi é um exemplo disso). Eles seriam as únicas opções de lideranças nos novos países, já que lideranças tradicionais sem tecnologia ocidental não teriam chance de conseguir a independencia. Além da tecnologia, estes líderes tinham as ideologias necessarias, sejam comunistas ou capitalistas, ditadores ou tecnocratas, para viabilizar seus países como estados-nação pelo menos politicamente independentes. Somente em 1979, com a revolução dos aiatolás do Iran, surgiu a primeira tomada do poder por líderes genuinamente comprometidos com as tradições nativas, ainda que também sejam dependentes da Ciencia e Tecnologia Ocidentais e das vendas de petroleo ao Ocidente para manter sua soberania.

  6. Klaus do Iate 15 de maio de 2013 at 5:46 - Reply

    Cedo, a Inglaterra notou que conceder a independência poltica a suas colônias era o melhor meio de mantê-las ainda depdendetes economicamente dela. Conseguiam manter o que havia de mais lucrativo no colonialismo sem ter que bancar a parte ruim, os custos administrativos e militares.Nos locais onde a ex-colonia poderia se tornar um concorrente, a Inglaterra estimulou a divisão (e daí o nascimento de Paquistão, Bangladesh, Cingapura, Irlanda do Norte e Birmania). Nos locais dominados por colonos europeus, a Inglaterra mais rapidamente concedeu a independencia (como Canadá, Australia, Africa do sul e Nova Zelandia). Alguns locais como a Rodesia do Sul (atual Zimbabwe), esta elite “nativa” branca declarou a independencia sem esperar aval da Inglaterra por medo do regime que surgiria se tornar realmente representativo da maioria da população. Coisa que também fez a Irlanda, por ter uma idosa rixa nacionalista celta com os conquistadores ingleses.

  7. Klaus do Iate 15 de maio de 2013 at 5:49 - Reply

    Em torno de 1970, a maioria das colônias tinha conseguido sua independencia coisa que 60 anos antes seria inimaginável.

  8. Klaus do Iate 15 de maio de 2013 at 5:55 - Reply

    Ó governo ingles sobre a Palestina sempre foi dificil porque teve que fazer promessas aos judeus sionistas (em troca de apoio contra os alemães) e aos árabes em troca de apoio contra turcos

  9. Klaus do Iate 15 de maio de 2013 at 5:56 - Reply

    Infelizmente as independências foram conseguidas mais por fraqueza das metropoles do que por força dos colonizados.

  10. Thiago 18 de agosto de 2013 at 16:50 - Reply

    Ótimo resumo e o quiz também! Parabéns, virei um seguidor do site! Deus abençoe ;D

  11. Érica 20 de agosto de 2014 at 14:24 - Reply

    Meu ovo

  12. naty 8 de outubro de 2014 at 16:55 - Reply

    nao to achando a resposta

  13. renato gomes 11 de julho de 2015 at 16:03 - Reply

    excelente resumo para os que entende de história!

  14. Lila 26 de julho de 2015 at 21:55 - Reply

    Ótimo site … sou professora e indico sempre aos meus alunos ! Resumos simples e didáticos..além de questões, curiosidades, jogos .. Parabéns pelo site!!!

  15. Jakeline Barbosa 25 de novembro de 2015 at 21:17 - Reply

    O site está de parabéns… sou seguidora fiel.

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.