Mapa conceitual das religiões no mundo

Home » Atividades » Mapa conceitual das religiões no mundo

Para quem leciona Ensino Religioso ou tem interesse nas diferentes religiões ao redor do mundo, encontrei um mapa conceitual muito legal sobre o assunto. O mapa traz um retrospecto da origem das religiões (segundo os autores, elas têm origem na pré-história) e a maneira como elas se interconectam. Ainda não consegui identificar se há um significado nas diferentes cores.

Mapa Conceitual

Mapa conceitual das religiões no mundo

Como usar em sala de aula

O mapa conceitual pode ser utilizado para levantar várias questões com os alunos:

  • O significado religioso ou simbólico das pinturas rupestres e as diferentes interpretações dadas pelos arqueólogos.
  • O surgimento de diferentes crenças religiosas a partir do animismo pré-histórico e o surgimento do politeísmo.
  • A influência que a Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR) teve no surgimento de várias outras crenças religiosas.
  • As ramificações do protestantismo, a partir das reformas religiosas do século XVI e a ascensão das igrejas evangélicas.

Se você tiver outras formas de abordar este mapa em sala de aula, deixe um comentário que atualizamos aqui posteriormente.

By | 2014-01-24T18:48:27+00:00 6 de agosto de 2012|Categories: Atividades|Tags: , |19 Comments

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

19 Comments

  1. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 15:06

    Show de bola, mas serve apenas de ponto de partida, não dá pra ter a pretensao de citas todas as relações (mesmo se ficarmos só com as importantes). De todo modo, é legal pra ver como a coisa é emaranhada, como nada de novo se cita debaixo do Sol e como não ha sentido em relgião alguma acusar outra de sincretismo. Todas as relgioes nascem como sincretismos de anteriores. Tb não vejo nexo no tipo de cor usado, acho que autor só queria diferenciar relgioes limitrofes como quem pinta os paises em mapa político.

  2. Michel Goulart 7 de agosto de 2012 at 15:09

    Perfeito, acho que é isso mesmo.

  3. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 15:09

    Como pertencemos à civilização ocidental é muito imortante vermos as raizes do nosso pensamento religioso cristão e de como este originou outros pensamentos. Num resumao muito so safado acho que posso diezer que nossas raizes são principalmente judaicas e gregas e que ambas raizes tiveram pesada influencia egípcia. Ha uma terceira raiz pouco citada ou entendida no pensamento relgioso da Europa ocidental: a raiz celto-germana ( mas note como irmaos Grim e Shakespeare exalam esta raiz)

  4. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 15:11

    Tb é interessaante ver onde se origina as crenças reencarnacionistas

  5. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 15:12

    Prof Michel o que vc acha da afirmação de que o crstianismo é um paltonismo pra massas?

  6. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 15:19

    Digo, cristianismo é um platonismo para massas.

    No mapão sinto falta de algumas coisas: isismo helenistico, misterios eleusinos, estoicismo, culto ao Sol invictus, sikismo. Mitraismo nao vem do zoroastrianismo

  7. Michel Goulart 7 de agosto de 2012 at 15:28

    Achei legal, ainda que exiga uma reflexão mais apurada, a ideia de que todas as religiões têm origem nas pinturas rupestres pré-históricas. Ainda não há consenso entre os historiadores sobre o significado das pinturas, mas alguns consideram-nas representações mágico-simbólicas criadas com o intuito de atrair a caça e garantir a carne na mesa. Será?

  8. Michel Goulart 7 de agosto de 2012 at 15:38

    Essa frase foi dita por Nietzsche, um crítico da grande tríade filosófica: Sócrates, Platão e Aristóteles. O alemão comparava o cristianismo ao platonismo no sentido de buscar sempre aquilo que é externo ao homem, ao corpo, à matéria. Acho um exagero. A experiência religiosa ou metafísica de uma pessoa muitas vezes é real, nem sempre envolta em idealismo.

  9. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 15:59

    Sinto a falta das fontes do kardecismo/espritismo tb que são o gnosticismo, o hinduismo e o cristianismo pelagiano

  10. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 16:09

    é interessante notar tb a relação entre como se obtem comidae o pensamento relgioso. E também a ubquidade certas ideias relgiosas em pontos bem distantes no tempo e no espaço, que podem ser produto de difusão da ideia (mesmo a longa distância se vê coincidentcias entre iedeas relgiosas escandinavas e indianas) ou porque algo é uma verdade universla como 2+2 ser 4 aqui ou em Marte.
    Neste segundo grupo vemos a coincidencia de ideias como: atribuir a Terra um papel feminino e de mãe morenas, a Lua um papel feminino e marcadora de tempo, ao Sol um papel de justiceiro e a deuses vegetais o segredo da imortalidade ou de reencarnação, ha com grande frequencia herois salvadores da humanidade e ha deuses arrependidos de criar os humanos ha deusas mães compassivas, nascimentos virginais, infancias dificeis de semideuses e monstros-forças primimordiais a serem derrotadas, ha muitos deuses-ancestrais, que já acaminharam na terra e fundadores de tribos inteiras, mundos subterraneos dos mortos e fogos sagrados, animais -tabus-totens deuses em sucessão pelo dominio do mundo onde o deuscaçula geralmente é o vitorioso

  11. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 16:11

    No Paleolitico nota-se as primeiros indicios de que alguns humanos acreditavam que a Vida nao terminava com a morte, além disso aligação entre macrocosmo e microcosmo existiria e como absolutamente tudo tem alma, dar uma porradinha no desenho do mamute facilitaria dar um golpe letal no mamute real.

  12. Klaus do iate 7 de agosto de 2012 at 16:15

    A crneça no sagrado feminino já começara tb no Paelolitico, mas o advento da agricutlrua pode ter aprofundado isto. O advento da agricultura tb pode ter iniciado as crenças reencarnacionistas (como nos mistérios eleusinos, culto a osiris, os piatagóricos e o hinduismo). A reencarnação pode ter legitimado o adevento do sistema de castas que foi tão util pra que povos conquistadores pouco numerosos dmantivessem o poder sobre tantos derrotados na India Vedica

  13. Luciana 7 de agosto de 2012 at 16:25

    Professor, o que todas essas religiões tem em comum?

  14. Michel Goulart 7 de agosto de 2012 at 17:41

    Todas elas? De acordo com o mapa conceitual, há uma origem pré-histórica, no animismo, e nas pinturas rupestres.

  15. Raphael 13 de agosto de 2012 at 18:10

    E aí, Michel, tudo bem?

    Então, até onde sei, não há como provar que as pinturas rupestres sejam indícios de religião. Isso é só uma suposição. Já leu “O homem eterno”, do Chesterton?

  16. Subtil 15 de agosto de 2012 at 9:25

    Professor Michel, Tem certeza que não tem uma seta errada ai ? Acho estranho a afirmativa que o Luciferianismo venho como de base a Wicca. Acredito que venho que inclusive antes do Cristianismo e a wicca é oficialmente de 1960.

  17. André 6 de dezembro de 2012 at 18:24

    Por que tem uma seta da Igreja Católica para o satanismo, prof Michel? O.o

  18. edilson 2 de novembro de 2016 at 23:53

    Paganismo africano acho que uma colocação equivocada! mas o material é bom!

  19. William 11 de Janeiro de 2017 at 0:05

    Tem algumas coisas sem sentido ai. Dá pré história vai pro xamanismo nativo americano, algumas organizações que não são religiões, religiões que não estão com seta nenhuma ( testemunha de Jeová é mórmons), Anabatistas e Batistas vindo da reforma protestant sendo que eles já existiam bem ante dá reforma… Sei lá tem várias coisas erradas ai, não tudo, mas tem.

Leave A Comment