Neste resumo, você vai conhecer a história da colonização das treze colônias inglesas na América do Norte, no século XVII, pelos puritanos vindos da Inglaterra. Ao terminar de ler o conteúdo, faça o quiz e teste seus conhecimentos.

  • Quiz sobre as Treze Colônias: Teste seus conhecimentos sobre este assunto com o quiz. Aprenda os principais conceitos desta aula e fique fera nas avaliações.

Antecedentes

Durante o século XVII, diversos grupos ingleses emigraram para a América do Norte. Estes grupos eram compostos, em grande parte, por puritanos, ou seja, protestantes calvinistas que eram perseguidos na Inglaterra por suas crenças religiosas e ideias contra o absolutismo do rei.

Os primeiros puritanos chegaram em 1620, no navio Mayflower e se fixaram em Plymouth, Massachusetts. Outros grupos se estabeleceram em outras regiões, totalizando treze colônias. Situadas na costa leste da América do Norte, essas colônias foram criadas em épocas diferentes e não mantinham vínculos de dependência entre si.

As treze colônias da América do Norte viriam, futuramente, a formar o país que conhecemos atualmente como Estados Unidos.

As treze colônias

As treze colônias da América do Norte foram fundadas dentro de uma ideia do mercantilismo europeu conhecida como Pacto Colonial. Neste caso, a Inglaterra era a metrópole. As treze colônias estavam divididas em colônias do norte, colônias do centro e colônias do sul. As colônias do norte compreendiam as regiões de Massachusetts, Nova Hampshire, Rhode Island e Connecticut.

As colônias do centro compreendiam as regiões de Nova York, Nova Jersey, Pensilvânia e Delaware. Por sua vez, as colônias do sul compreendiam as regiões de Virgínia, Maryland, Carolina do Norte, Carolina do Sul e Geórgia. O modelo de colonização variava de região para região. Enquanto o centro e o norte foram colonizados sob modelo de colônia de povoamento, o sul foi colonizado sob modelo de colônia de exploração.

As colônias de povoamento

O centro e o norte foram colonizados pelos ingleses sob o modelo de colônia de povoamento. Isto ocorreu devido ao clima temperado, muito parecido com o clima da Inglaterra. Os produtos cultivados por lá não concorriam diretamente com os produtos ingleses.

Assim, desenvolveu-se um sistema de produção baseado no trabalho livre, na pequena propriedade e na policultura, sendo que a produção era voltada para o mercado interno. Esta liberdade econômica permitiu um rápido desenvolvimento da produção de manufaturas e das atividades comerciais com outros povos, bem como da pesca e da siderurgia.

As colônias de exploração

O sul foi colonizado pelos ingleses sob o modelo de colônia de exploração. O clima do sul era subtropical, diferente do clima da Inglaterra. Eram cultivados produtos que não haviam no mercado europeu, o que estimulou um controle maior por parte dos ingleses.

Assim, desenvolveu-se um sistema de produção baseado no trabalho escravo negro, na grande propriedade e monocultura, cuja produção estava voltada para os mercado externo. As colônias do sul dependiam essencialmente de suas relações econômicas com a metrópole, para onde exportavam seus produtos tropicais, como algodão e tabaco.