Home/Tutoriais/Como estudar história

Como estudar história

junho 1st, 2009|Tutoriais|59 Comments


Agora é prá valer!! Já fazia um tempo que eu vinha prometendo escrever esta dica, mas custei a publicá-la. Isto porque, como sou um cara pentelho criterioso, tentei encontrar mais fontes com sugestões para a rapaziada se dar bem em história. Encontrei a inspiração deste artigo no blog do professor Eustáquio Vidigal.

Luneta antiga sobre mapa histórico

Através de um roteiro simples, ele sintetiza o conjunto de conhecimentos necessários para evitar estudar história através da decoreba de fatos e datas. Estas dicas valem, especialmente, para alunos do ensino fundamental e médio.

A Dica

1- Situe o fato no tempo e espaço: Saber quando e onde ocorreu determinado fato histórico é condição elementar para saber história.
2- Analise o contexto histórico: contexto histórico é o conjunto de acontecimentos que cerca o fato em questão. É o ponto mais importante do roteiro, pois mostra que não existem fatos isolados. A noção do contexto histórico rompe com a decoreba de conteúdos.
3- Conheça os antecedentes: antecedentes são as causas de determinado fato histórico, e estão interligados ao contexto histórico. As causas permitem entender os motivos que levaram ao fato.
4- Compreenda o fato: isto é, entenda o evento propriamente dito, através de suas características e seu significado histórico.
5- Perceba os seus desdobramentos: desdobramentos são as consequências do fato estudado. Conhecer as consequências permite estabeleceremos um gancho para analisar o próximo fato histórico.

Aplicação

Exemplo de aplicação deste roteiro:

a) Fato Histórico: Primeira Guerra Mundial.
b) Espaço e Tempo: Europa, de 1914 a 1918.
c) Contexto Histórico: Imperialismo, Política de Alianças, Paz Armada.
d) Causas: Disputa de mercados imperialistas, Divergências político-econômicas, Revanchismos, Nacionalismo.
e) Evento: A guerra, O início, Blocos militares em conflito, Etapas, O término.
f) Consequências: Tratado de Versalhes, Fim da hegemonia européia, Surgimento de novas nações, EUA como potência mundial, Criação da Liga das Nações, Revanchismo alemão, Fortalecimento do nazi-fascismo.

Legal, não é? É trabalhoso também, mas vale a pena. Precisamos, urgentemente, romper com o ensino de história baseado na decoreba e este é um caminho legal. E se alguém quiser deixar novas sugestões para aplicar este roteiro, escolha um fato histórico e mande ver nos comentários 😉

59 Comments

  1. Rita Quaresma Avellar 2 de junho de 2009 at 18:20 - Reply

    Olá Prof. Michel
    Seu blog, como sempre, nos trazendo assuntos de grande interesse para os estudantes.Gostaria de pedir permissão para reproduzir este seu artigo no meu blog e lançar um desafio para os alunos tentarem fazer uma ficha semelhante a do exemplo, dos temas que estamos estudando. Desde já obrigada pela atenção. abraços Rita.

  2. Prof_Michel 2 de junho de 2009 at 20:12 - Reply

    Boa idéia, Rita. Eu vou lançar o desafio para os meus alunos também. Em sala de aula, claro, por que apenas pelo blog não é suficiente. Ah, e pode reproduzir o artigo como desejar. Um grande beijo.

  3. Wagner Fonseca 2 de junho de 2009 at 22:01 - Reply

    Michel, faltou citar a ligação de Hitler com o satanico rasputin ali sobre a segunda guerra mundial…..rsrs

    Tá muito bom o blog meu amigo!

  4. Prof_Michel 2 de junho de 2009 at 22:26 - Reply

    Hahah, cortaram a cabeça de Hitler no museu de cera da Alemanha. Será que foi Rasputin? ;_

  5. Vitor Guglielmi 8° A 3 de junho de 2009 at 12:51 - Reply

    dai michel, muito boas essas dicas, agora vou estudar assim e ver se ganho notas melhores uhauha abraço

  6. Prof_Michel 3 de junho de 2009 at 13:54 - Reply

    É isso aí, Vitor. Um abraço

  7. Sonia Regly 4 de junho de 2009 at 10:42 - Reply

    Amigooo,
    Adorei esse Blog, achei-o dinâmico e muito criativo.Vou linká-lo lá no meu Compartilhando as Letras.Esse post é excelente, se vc me permitir eu publico lá no Compartilhando as Letras e coloco um link para cá, divulgando o seu Blog.Aguardo retorno.
    http://www.compartilhandoasletras.com

    Obrigada

  8. Sonia Regly 4 de junho de 2009 at 10:42 - Reply

    Achei assunto aqui relevantes. Visite o Compartilhando e me dê seu parecer.Grata.

  9. Prof_Michel 4 de junho de 2009 at 18:20 - Reply

    Oi, Soniaaa. Claro que eu permito. Pode linkar a vontade. Apareça mais vezes. Vou visitar o seu blog. Um grande beijo.

  10. Vanessa Frugoli 17 de junho de 2009 at 15:22 - Reply

    Parabéns! Gostei muito do seu blog, voc~e visitou o meu e pediu para usar alguns links, fique a vontade.
    Também gostei bastante deste artigo e gostaria de usar no meu blog e como técnica com os alunos, pode ser?

  11. Prof_Michel 17 de junho de 2009 at 16:54 - Reply

    Pode sim, Vanessa. Só não esqueça de incluir o link, por favor. Em contrapartida, farei o mesmo com o seu material. Beijos.

  12. Dayana Hashim 21 de junho de 2009 at 21:52 - Reply

    Encontrei este blog por meio de outro hoje… E já estou me amarrando!
    Gosto de história, mas tenho dificuldade de lembrar certos detalhes dos fatos… Vou tentar esse método! Valeu! ^^

  13. Prof_Michel 22 de junho de 2009 at 13:35 - Reply

    Oi, Dayana, fico contente que vc esteja visitando meu espaço. Aproveite o conteúdo e tire suas dúvidas. Um grande abraço!

  14. Igor Fontana 24 de junho de 2009 at 16:33 - Reply

    Eu tambem vou estudar assim xD

  15. Marcelo 30 de junho de 2009 at 13:47 - Reply

    Olá, gostaria de saber como estudar assuntos recentes, como a independência de Kosovo e manifestações na França, por exemplo, visto que esses assuntos forma pedidos em simulados para o novo ENEM. O foco, pelo que vi, também se dá em situações mundiais recentes. E isso não consta na maioria dos livros didáticos…

    Desde já agradeço.

  16. Prof_Michel 30 de junho de 2009 at 13:53 - Reply

    Pois é, Marcelo. Assuntos de atualidades não aparecem em livros didáticos.

    E nem existe referência a eles na matriz de referência em Ciências Humanas. Porém, é certo que vai ser cobrado.

    A melhor forma é se manter atualizado lendo jornais, telejornais e revistas. Acompanhe as discussões sobre estes assuntos e consulte seu professor de atualidades.

    Existe uma revista, chamada "Atualidades", que discute os principais assuntos e com maior relevância. Se não me engano, a revista é bimestral.

    Um abraço e sucesso!

  17. bella zarur 27 de julho de 2009 at 20:39 - Reply

    ótimas dicas michel 😀
    vou usar muito! brigada mesmo!

  18. Igor Fontana 4 de agosto de 2009 at 22:33 - Reply

    Mãe to no blog do soor 🙂

  19. douglas 5 de agosto de 2009 at 18:23 - Reply

    isso vai me ajudar muito quando eu for estuda para a prova
    ou mesmo quando tiver tarefa ou etc….
    abraço

  20. gabriel 6 de agosto de 2009 at 15:54 - Reply

    Para estudar para historia so fazia e tirava notas baixas quem sabe agora com essas dicas eu tir notas boas…Valeu pelas dica Michel

  21. Léo Pinella 10 de agosto de 2009 at 12:24 - Reply

    valeu Michel, pelo menos agora eu sei estuda direito. Parabéns pelo blog.

  22. GUILHERME 10 de agosto de 2009 at 19:07 - Reply

    O bem legal em Michel, cada partizinha, como fazer isso e aquilo, show de bola. Agora que sei como estudar para historia, vou estudar para a tua prova na quinta. Obrigado.

  23. Larissa de Souza 10 de agosto de 2009 at 21:42 - Reply

    Boas dicas, agora quando eu estudar, vou usar essas dicas, para melhorar nas notas. 😀

  24. Ruth 17 de agosto de 2009 at 10:26 - Reply

    Adorei as dicas, muito obrigada. Sou graduanda em História (licenciatura) e é muito difícil mesmo, em qualquer nível, absorver tanta informação. Obrigada pela dica, vou usar seu roteiro para me ajudar nos conteúdos.

  25. Prof_Michel 17 de agosto de 2009 at 10:44 - Reply

    Seja bem vinda, Ruth! Aproveite o conteúdo deste blog como desejar. Um grande abraço

  26. Sabia 27 de agosto de 2009 at 16:34 - Reply

    Nunca tive problemas com estudar história, mas foi bom dar uma olhada aqui sim…

  27. Fernanda 15 de outubro de 2009 at 21:21 - Reply

    amei seu blog, visitarei sempre!

  28. Prof_Michel 15 de outubro de 2009 at 22:19 - Reply

    Valeu a visita, Fernanda. Seja bem vinda. Beijos

  29. Luiz Eduardo Bilesimo 4 de novembro de 2009 at 20:38 - Reply

    Isso é muito bom saber, pois essas dicas podem ajudar na nossa prova.
    Eu quando ia estudar para historia e sempre achava que tinha que grava tudo e não é bem assim.

  30. Igor Fontana 6 de novembro de 2009 at 14:24 - Reply

    Estudei assim e minha a nota quase dobrou 😡

    OBS : Da pra perceber que minha nota era boa né 🙂

  31. douglas teixeira 9 de novembro de 2009 at 19:09 - Reply

    o michel ti ajudou a fazer ese topico,quando tu perguntase para a LAURA DO 8ºB ???porque um dia tu pergunto pa ela,ai pensei q poderia ti ajudar a colocar aki no blog ne

  32. Prof_Michel 9 de novembro de 2009 at 21:06 - Reply

    Quem é a Laura do 8.B?

  33. Sabia 16 de novembro de 2009 at 22:36 - Reply

    Post antigo!! Mas muito útil até hoje!

  34. black 24 de dezembro de 2009 at 7:42 - Reply

    ERLON CARLOS

    Olá grande mestre!.Quase desistia de contnuar a minha sangrenta luta para passar no CFOPM/BA,mas com vocês estou aprendendo que na vida não há espaço para desistências.Hoje ao ter acesso esses maravilhosos blogs é como está vestido com as roupas e as armas de jorge.
    VALEU GENTE BOA!

  35. Mariana 24 de abril de 2010 at 15:00 - Reply

    não conhecia esse blog,mas pelo motivo de ter prova semana que vem resolvi dar uma passada aqui pra conhecer e achei muuuuuuuuuito bom, vou indicar para meus amigos

  36. Prof_Michel 24 de abril de 2010 at 17:09 - Reply

    Vai ficar melhor ainda, Mari. Aguarde! 🙂

  37. barone silva 11 de junho de 2010 at 3:42 - Reply

    Nesses resumos há uma analogia com perguntas básicas do jornalismo, com relação à ocorrência de um fato?

    – O que?
    – Onde?
    – Quando?
    – Como?
    – Por que?

  38. Prof_Michel 11 de junho de 2010 at 15:25 - Reply

    Barone, acho que é por aí, mesmo! 🙂

  39. Alan 27 de março de 2011 at 19:35 - Reply

    Excelente post. Sou vestibulando de Medicina. História sempre foi meu ponto fraco. Sempre tive dificuldades pra conseguir entender o conteúdo. Colocarei em prática, garanto que me ajudará muito.
    Obrigado por se preocupar com quem vive nesse "mundo" dos vestibulares. Parabéns!

  40. Prof_Michel 28 de março de 2011 at 13:50 - Reply

    Opa, Alan, estamos aí!

  41. Raphaela Ganem 10 de maio de 2011 at 18:58 - Reply

    Você pode aplicar esse roteiro a Revolução Industrial e à Revolução Francesa? Obrigado.

  42. vitrons 11 de maio de 2011 at 18:08 - Reply

    Gostei, bastande parece facio mais nao é…A parte mais facio é a parte 1 (Fato Histórico)

  43. Penha 16 de julho de 2011 at 12:47 - Reply

    Já coloquei o link desse site e do site filmes históricos em meu blog Histórias & histórias.
    Gostaria de solicitar permissão para divulgar essas dicas e também a relação de filmes históricos, que são ótimos e tem uma explicação fabulosa.
    Penha Gama

  44. Prof_Michel 17 de julho de 2011 at 19:44 - Reply

    Oi, Penha, pode divulgar as dicas e os filmes. Só peço que cite a fonte, por favor.

  45. nilso bedin 22 de março de 2012 at 16:15 - Reply

    gostei muito do seu roteiro de como se faz para estudar história. Alem da letra f eu acrescento em minhas aulas uma opinião critica no final. um abraço.

    • Michel Goulart 22 de março de 2012 at 16:47 - Reply

      Esta questão da opinião crítica é importante pois extrapola o conteúdo e desenvolve outras habilidades cognitivas. Muito bom

  46. ALINE 7 de maio de 2012 at 16:47 - Reply

    Estou plageando e colando na minha página do facebook para os meu alunos, com os devidos creditos, sempre!!

  47. sandra 12 de setembro de 2012 at 14:07 - Reply

    gostei muito deste blog. ele vai me ajudar muito nas minhas provas. um abraçoooooooooo.

  48. guilherme 8 de março de 2013 at 20:24 - Reply

    gostei muinto desse blog vai me ajudar muinto =)

  49. guilherme 8 de março de 2013 at 20:26 - Reply

    =)

  50. guilherme 9 de março de 2013 at 9:18 - Reply

    🙂

  51. Klaus do Iate 14 de março de 2013 at 22:09 - Reply

    Láá´atrás um amigo pergunta como se estuda fatos historicos muito recentes (atualidades). Mas nenhum fato recente desce de paraqueda e Aristoteles dizia que uma coisa grande e complicada já foi um dia simples e facil de entender e por isto é só voltar no tempo. As chamadas atualidades quando vc estuda a fundo vê que pode ter raizes muito antigas. Portnato o roteiro do Prof Michel continua válido até pra gente naõ embarcar na interpretação da mídia que deveria se resumir a descrever o fato e não dissertar sobre ele. A unica letra do roteiro de uma Atualidade que fica dificil de responder é exatamente sobre as consequencias. A eleição do papa argentino, por exemplo. No item f) (consequencia) fica realmente dificil responder, mas um leopardo nao muda suas manchas e mudanças que vem pra ficar nao se fazem de uma ora para outra. Estudando um pouquinho o passado deste senhor , humilde, franciscano, mas um colaboracionista com a ditadura argentina, na letra f) do roteiro, naõ poderemos esperar muita inovação, podemos esperar uma contratação maciça de ex-hackers catolicos que bolem um sistema de informação quase a prova de leaks, mas nao a permissao de uso do anovulatorio ou de casamento entre homossexuais catolicos, a queda do celibato sacerdotal ou a apuração a fundo de denuncias de pedofilia e desvio de grana do Vaticano.

  52. clecia mirele 21 de novembro de 2013 at 11:29 - Reply

    legal muito bom

  53. Railane 10 de abril de 2014 at 10:30 - Reply

    nossa historia er muito deficio :-p

  54. Railane 10 de abril de 2014 at 11:17 - Reply

    prefiro português

  55. Aderito 23 de abril de 2014 at 11:38 - Reply

    Gostei deste blog, só tenho de agradecer o criador do mesmo.

  56. Klaus do Iate 27 de agosto de 2014 at 15:48 - Reply

    Uma consequência importante da 1aGG ficou faltando: a criação da União Sovietica que não conta como “nação” porque era um Estado multinacional, fortemente mantido coeso por uma ideologia quase -religião. Meio que na contramão das outras tendências do fim da 1aGG quando quatro estados multinacionais foram desmontados (alemão, turco, russo e austrohungaro). A URSS seria amada ou temida por todo o “curto século 20”, como Hobsbaun chamaria o periodo entre 1918-1991

  57. denis 1 de setembro de 2015 at 13:49 - Reply

    É mais facil estudar primeiramente a historia do Brasil ou começo pela da humanidade?

    • Michel Goulart 1 de setembro de 2015 at 14:55 - Reply

      Começa pela História Geral (origem da humanidade), depois integra História Geral e História do Brasil.

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.