Teleaula: Vinda da Família Real

Home » Vídeos » Teleaula: Vinda da Família Real

Na teleaula A Colônia se vestiu de Metrópole, você vai ver que a família real portuguesa veio para o Brasil fugindo da guerra que Napoleão Bonaparte impunha à Europa. Além disso, aprenderá que a chegada da família real trouxe inúmeras mudanças, começando a pôr um ponto final nas práticas de monopólio comercial e modificando radicalmente a cidade do Rio de Janeiro.

[youtube id=”sFnCcr0311Y” width=”600″ height=”350″]

[youtube id=”TSXFyoM7Hho” width=”600″ height=”350″]

By | 2014-01-17T17:57:02+00:00 20 de setembro de 2011|Categories: Vídeos|Tags: , , , |6 Comments

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

6 Comments

  1. klaus do iate 22 de Março de 2012 at 7:25

    A vinda da familia real é o fato mais importante da historia do Brasil. Se nao somos tao bagunçados como nossos hermanos da America Latina, temos que acender velas pra 5 “santos”:
    Napoleão, Joao VI, almirante Cochrane, Pedro II e Getulio Vargas.
    Por um tempo bom, “fomos” o centro do imperio portugues, fomos metropole, o pacto colonial nos beneficiava tinhamos industria, banco, faculdade, exercito que fabricava suas proprias armas, nossa marinha era a segunda do planeta, nosso pais foi um dos primeiros a investir em eletricidade publica. Claro, tinha podres eramos escravocratas , nossa economia era fragil orbitando perigosamente em um só produto que era sobremesa, “o sabe com quem tá falando” era muitissimo mais escancarado. Desnutriçao e morte de mulheres jovens campeava, mas para padroes da epoca parecia que Brasil tinha mais chance de ser melhor que EUA em 1840 que o contrario.

  2. Michel Goulart 22 de Março de 2012 at 8:15

    Os interesses de uma minoria costumam detonar a chance de o país se tornar verdadeiramente grande. Além disso, o legislativo e o judiciário no país são injustíssimos, aumentando o abismo entre aqueles que têm e os que não têm.

  3. klaus do iate 26 de Março de 2012 at 9:13

    Legislativo e judiciarios sao injustos mesmo.Legisladores legislam sobre seus salarios, troca-se de partido como se troca de camisa e partidos de ideologia inversa se aliam facilmente em nome da oprtunidade e juizes sao corruptiveis. Alem disso, os 3 poderes nao sao claramente demarcados: presidentes ainda podem produzir leis, senadores fazem trabalho de detetives em comissoes parlamentares de inquerito (CPI´s). A unica influencia que um poder deveria ter no outro era a de vigiarem a atuação do poder vizinho.

  4. klaus do iate 26 de Março de 2012 at 9:18

    Como dizia o Churchill, porem, democracia é cheia de defeitos, mas ainda é o melhor sistema que conheço. Boa parte de nossa situação atual deriva da inexperiencia que temos como povo de atuar sobre nossos governantes. O povo ficou a margem das decisoes por mais de 20 anos. A democracia do pos-2a guerra era populista, tudo bem , mas se nao tivesse sido interrompida hoje seriamos um povo que teria aprendido por tentativa e erro; e seriamos bem mais politizados, racionais e nao tao facilmente manipulados

  5. klaus do iate 26 de Março de 2012 at 9:21

    Nao tenho duvidas que o Estado é necessario e que ele nao é representativo de todo o povo, nunca foi. O poder vem do povo, as vezes é exercido pelo povo, mas nunca foi para o povo. Mesmo quando se toma um rumo que beneficia toda a socidade, podes crer que beneficiou muito mais a sua elite. A relação elite-massa sempre existira, mesmo dentro do comunismo, o Politiburo tomava ainda a melhor vodka e saia com as modelos mais lindas.

  6. Michel Goulart 26 de Março de 2012 at 16:01

    Concordo plenamente.

Leave A Comment