Home/Visitas Virtuais/Visita Virtual: Grandes Museus Brasileiros

Visita Virtual: Grandes Museus Brasileiros

junho 16th, 2011|Visitas Virtuais|25 Comments


No artigo Visita Virtual a Museus Internacionais eu já havia mostrado a grande ideia que é disponibilizar visitas virtuais a museus, uma grande contribuição para o conhecimento humano. E esta contribuição veio para museus brasileiros também! Este é um grande caminho para valorizar nossa cultura. O projeto é uma iniciativa da Era Virtual. Se você curte museus, não perca!!!

Carruagem usada por D. Pedro II durante o Segundo Reinado

Museu Nacional do Mar: São Francisco do Sul, Santa Catarina. O museu foi criado em 1991 com o objetivo de valorizar a riqueza e diversidade do patrimônio naval brasileiro. Com o intuito de valorizar e difundir a arte e o conhecimento dos homens que vivem no mar, o museu reúne exemplares de embarcações originais de todo o país.

Museu do Contestado: Caçador, Santa Catarina. Criado em 18 de março de 1974 pela FEARPE – Fundação Educacional do Alto Vale do Rio do Peixe –, o museu tem o objetivo de documentar, restaurar e preservar a memória e a cultura do passado da região e do município de Caçador.

Museu de Artes e Ofícios: Belo Horizonte, Minas Gerais. O museu é um espaço cultural que abriga e difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios do Brasil. Um lugar de encontro do trabalhador consigo mesmo, com sua história e com o seu tempo.

Museu do Oratório: Ouro Preto, Minas Gerais. Inaugurado em Ouro Preto, em outubro de 1998, o museu apresenta uma magnífica coleção – única em todo o mundo – de 162 oratórios e 300 imagens dos séculos XVII ao XX. O acervo oferece detalhes valiosos da arquitetura, pintura, vestuário e costumes da época em que foram produzidos.

Museu Victor Meirelles: Florianópolis, Santa Catarina. O museu foi inaugurado em 1952, na casa onde nasceu o artista Victor Meirelles. O sobrado, tombado como patrimônio histórico nacional em 1950, foi construído por volta do final do século XVIII e início do XIX e abrigou o comércio da família Meirelles de Lima.

Museu da República: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. O museu foi inaugurado em 15 de Novembro de 1960, após a transferência da capital para Brasília. Estrutura-se em três funções básicas: a preservação, a investigação e a comunicação dos testemunhos materiais e não-materiais vinculados à história da república no Brasil.

Museu Casa Guignard: Ouro Preto, Minas Gerais. Para preservar e divulgar a obra de Veiga Guinard, surgiu este museu. Inaugurado em 1986, tem suas origens, no entanto, em 1960, quando um grupo de amigos de Guignard criou uma fundação destinada a amparar a escola por ele fundada e assegurar apoio moral e material para continuidade de sua produção.

Museu Casa Guimarães Rosa: Belo Horizonte, Minas Gerais. O museu foi inaugurado em 30 de março de 1974, na casa onde nasceu o escritor. Preserva um acervo de vários objetos, composto de registros de sua vida profissional como médico e diplomata, objetos de uso pessoal, vestuário, utensílios domésticos, mobiliário e fragmentos do universo rural descrito por Rosa.

Casa da Ciência: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Inaugurada em 1995, o local vem se constituindo como um centro de popularização da ciência que explora as diversas áreas do conhecimento através de linguagens variadas – teatro, exposições, música, oficinas, cursos, palestras, seminários e audiovisual.

Casa Fiat de Cultura: Nova Lima, Minas Gerais. A exposição “Olhar viajante” propõe uma reflexão sobre a contribuição estrangeira à arte brasileira do século XIX por meio de uma seleção de 182 obras da Coleção Brasiliana. A mostra compõe uma visão do Brasil a partir de três segmentos: Rio de Janeiro e a Corte; Registros de Viajantes e Paisagens do Brasil.

Casa de Cora Coralina: Cidade de Goiás, Goiás. Inaugurado em 1989, o discurso poético de Cora Coralina perpassa uma história de vida que está preservada no Museu Casa de Cora Coralina – sua casa secular de família, às margens do Rio Vermelho, na cidade de Goiás. A Casa Velha da Ponte mantém acessível sua memória.

25 Comments

  1. Claudio Moreira Pereira Júnior 16 de junho de 2011 at 19:40 - Reply

    Nossa, muito interessante, eu dei uma olhada, o desempenho gráfico é exelente, da para visualizar certinho mais é meio bugado as vezes, ótima matéria professor. Assim nos podemos conhecer como são as armas,casas,roupas… daquela época.

    Abraços, http://www.gamblegamer.blogspot.com

  2. Luisa 16 de junho de 2011 at 19:49 - Reply

    Muito bom esse tópico professor! Adoro visitas virtuais.
    Luisa Serafim

  3. Prof_Michel 16 de junho de 2011 at 22:23 - Reply

    Legal, não é?

  4. Luisa 17 de junho de 2011 at 19:02 - Reply

    Super! Eu acho muito legal essas visitas por que você pode visitar locais que estão a milhares de quilômetros de distancia.
    Luisa Serafim

  5. Prof. Adinalzir 18 de junho de 2011 at 20:00 - Reply

    Valeu, Prof. MIchel! Adorei e os meus alunos também. Abraços!

  6. anna luiza 19 de junho de 2011 at 18:22 - Reply

    Muito interessante esse tópico professor!!

    Abraços anna luiza

  7. anna luiza 19 de junho de 2011 at 18:27 - Reply

    Eu não faço muitas visitas virtuais, mais eu acho que elas facilitam a vida de várias pessoas.

    Abraços anna luiza

  8. Prof_Michel 19 de junho de 2011 at 18:39 - Reply

    Também, acho, Anna! 🙂

  9. anna luiza 19 de junho de 2011 at 18:40 - Reply

    Professor, você já visitou todos esses museus? Caso não tenha, tem vontade de visita-los?

    Aguardo sua resposta, anna luiza

  10. Prof_Michel 19 de junho de 2011 at 18:44 - Reply

    Você quer dizer pessoalmente? In loco?

  11. Luisa 20 de junho de 2011 at 12:31 - Reply

    Um museu que eu gostaria de visitar é o Louvre na França.
    Luisa Serafim

  12. Prof_Michel 20 de junho de 2011 at 12:35 - Reply

    Estou louco para que este museu tenha uma versão virtual decente em breve! o/

  13. Luisa 20 de junho de 2011 at 18:57 - Reply

    Eu quero tanto ver a Mona Lisa que pode até ser virtualmente.
    Luisa Serafim

  14. Bruno Garbelotto 21 de junho de 2011 at 12:59 - Reply

    É como se estivesse num museu, mas meu sonho é ir no museu do Rio de Janeiro, onde morava D.Pedro I 😀

    • Luisa 29 de fevereiro de 2012 at 14:49 - Reply

      Eu não consegui ver nada!!!

  15. Prof_Michel 21 de junho de 2011 at 13:31 - Reply

    Hahaha, o meu também! LoL

  16. Claudio Moreira Pereira Júnior 24 de junho de 2011 at 20:45 - Reply

    Interessante o post, uma maneira mais facil de visitar os grandes museus, em 3 dimensões,o material contém todos os museus?

    abraços, http://www.gamblegamer.blogspot.com

  17. Luisa 25 de junho de 2011 at 15:54 - Reply

    Ótimo tópico professor!
    Luisa Serafim

  18. Prof_Michel 25 de junho de 2011 at 20:07 - Reply

    Todosssssss, todosssssss não, né xD

  19. Prof. Adinalzir 27 de junho de 2011 at 8:54 - Reply

    Seu artigo é simplesmente fantástico! Deixo aqui também os meus cumprimentos aos idealizadores e parceiros desse projeto. É disso que o Brasil precisa, difundir a cultura também na era virtual. Abraços!

  20. Prof_Michel 27 de junho de 2011 at 12:20 - Reply

    É isso aí, professor. Apoiado! o/

  21. Cida Santos 23 de agosto de 2013 at 22:05 - Reply

    Sou Prof. de História e esse Blog é o mais completo que já ví. Adorei tudo e estou visitando sempre. Adorei o Jogo sobre o Feudalismo, gostaria de compartilhar com meus alunos. Até agora encontrei poucos jogos com conteúdos de História. Você tem alguma sugestão onde posso encontrar outros?

  22. Klaus do Iate 4 de julho de 2014 at 6:36 - Reply

    Prof Michel, há na entrada do Museu Nacional, em São Crsitovao, Rio, RJ, na frente do prédio uma laje selada com um aviso em metal. Ela é uma capsula do tempo onde foi depositado ” um importante documento da nossa historia em 1952. Em 2022 a laje será quebrada. O que ela conterá? Algo inédito sobre a ditadura? Uma bobeira? Eu fotografei a laje, tentarei te enviar.

    • Michel Goulart 4 de julho de 2014 at 19:23 - Reply

      Sensacional! Eu já vi esta laje. O que será que tem lá???

  23. Klaus do Iate 4 de julho de 2014 at 6:37 - Reply

    ERRATA: Enterrada em 1972

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.