Home/Visitas Virtuais/Visita Virtual: Museus Internacionais

Visita Virtual: Museus Internacionais

Fevereiro 22nd, 2011|Visitas Virtuais|15 Comments


O Google resolveu se envolver em mais uma empreitada gigantesca: abrir as portas dos mais famosos museus do mundo para visitas virtuais. Para quem ainda não conhece o Google Art Project, vou disponibilizar os links aqui no História Digital.Museu apresentando o projeto Google Arte ProjectAlém do passeio virtual, você ainda tem a possibilidade de analisar as obras, como se estivesse vendo de perto (e sem as cotoveladas dos turistas ao lado). Algumas estão disponibilizadas em gigapixels, ou seja, imagens de alta resolução que permitem perceber detalhes que seriam impossíveis a olho nu. É ou não é demais!!!

Alte Nationalgalerie: Alemanha. É um museu de arte localizado na Ilha dos Museus, em Berlim. Possui uma rica coleção de pinturas e esculturas europeias do século XIX. A Alte Nationalgalerie foi criada em 1861 como Wagenersche und Nationalgalerie, a partir da doação de um acervo de 262 obras de arte pertencentes ao banqueiro Joachim H. W. Wagener.

Frick Collection: Estados Unidos. Localizado em Manhattan, Nova Iorque, é um museu de arte. Fica na antiga casa do magnata do aço Henry Clay Frick, construída em 1913 e 1914. Frick é um dos mais importantes museus de arte dos Estados Unidos. Entre as obras mais importantes estão O Progresso do Amor, de Jean-Honoré Fragonard; três pinturas de Johannes Vermeer e São João, o Evangelista, de Piero della Francesca.

Galeria Nacional: Inglaterra. Localizada na praça Trafalgar, no centro de Londres. Fundada em 1824, é um dos mais importantes museus da Europa e um dos mais conhecidos do mundo. Abriga uma preciosa coleção de mais de 2.300 pinturas, que datam desde a metade do século XIII até o início do século XX.

Gemäldegalerie: Alemanha. É um museu de arte localizado na Kulturforum Potsdamer Platz em Berlim, sendo um dos mais importantes do mundo por sua excelente coleção de arte europeia dos séculos XIII ao XVIII. Além de expor seu acervo, a Gemäldegalerie organiza exposições temporárias especiais como ilustração de pesquisas sobre aspectos diversos de obras e artistas de sua coleção.

Kampa: República Checa. É um museu de arte moderna localizado em Praga. Contém, em seu acervo, obras de artistas da Europa Central. As peças são de uma coleção particular de Meda Mladek, esposa de Jan V. Mladek. O museu abriu as portas em 2003. Há uma grande escultura de uma cadeira no lado de fora do museu, visível de muito longe.

Metropolitan Museum: Estados Unidos. Localizado em Nova Iorque, foi fundado em 20 de fevereiro de 1820, e é hoje um dos maiores e mais importantes museus do mundo. Abriga uma importante coleção de pinturas europeias dos séculos XII ao XX e obras da arte antiga (grega, romana, egípcia e assírio-babilônica) e oriental. São muito importantes as seções dedicadas a instrumentos musicais, armas e indumentária.

Museu de Arte Moderna: Estados Unidos. Mais conhecido como MoMA, é um museu da cidade de Nova Iorque, fundado no ano de 1929 como uma instituição educacional. Atualmente é um dos mais famosos e importantes museus de arte moderna do Mundo. A rica e variada colecção do MoMa constitui uma das maiores vistas panorâmicas sobre a arte moderna.

Palácio de Versalhes: França. Está localizado na cidade de Versalhes, uma aldeia rural à época de sua construção, mas atualmente um subúrbio de Paris. Desde 1682, quando Luís XIV se mudou de Paris, até a família Real ser forçada a voltar à capital em 1789, a Corte de Versalhes foi o centro do poder do Antigo Regime na França.

Galeria de arte com vários quadros

Rijksmuseum: Holanda. Localizado em Amsterdã, é dedicado às artes e história. Ele tem uma larga coleção de pinturas da idade de ouro neerlandesa e uma substancial coleção de arte asiática. O museu foi fundado em 1800 na cidade da Haia para exibir a coleção do primeiro-ministro. Foi inspirado no exemplo francês. Pelos neerlandeses ficou conhecida como Galeria de Arte.

Reina Sofia: Espanha. Localizado em Madri, é um dos mais importantes museus de arte moderna espanhóis. Coloquialmente denominado por Centro de Arte Moderna Reina Sofia, foi inaugurado oficialmente a 10 de Setembro de 1992 e, o seu nome presta homenagem à Rainha Sofia, rainha consorte de Espanha.

State Tretyakov: Rússia. Localizado em Moscou, é uma galeria de arte que expõe as mais belas pinturas russas. Sua história começa em 1856, quando o mercador Pavel Mikhailovich Tretyakov adquiriu obras de artistas russos contemporâneos, com o objetivo de criar uma grande coleção. Em 1892, Tretyakov apresentou suas obras.

State Hermitage: Rússia. Localizado em São Petersburgo, é um museu de arte e cultura. É um dos maiores e mais velhos museus do mundo, fundado em 1764, por Catarina a Grande, e aberto ao público em 1852. As coleções – a maior parte não-permanente – abrange cerca de 3 milhões de peças, incluindo o maior acervo de pinturas do mundo.

Smithsonian Freer: Estados Unidos. A galeria de arte contém acervos renomados da cultura asiática provenientes da China, Japão, Coreia do Sul, Sudeste Asiático e Oriente Próximo. Pinturas, cerâmicas, manuscritos e esculturas estão entre os favoritos do museu. Além da arte asiática, o museu também contém arte norte-americana do séc. XIX e XX.

Tate Modern: Inglaterra. Localizado em Londres, é um museu britânico de arte moderna. Desde sua abertura, em 12 de maio de 2000, o museu promove importantes mostras temporárias de arte moderna e contemporânea, e tornou-se a terceira maior atração londrina. Na coleção figuram algumas importantes obras de Pablo Picasso, Matisse, Braque, Natalya Goncharova, de Chirico, Francis Bacon, Alexander Calder, Chagall, entre muitos outros artistas do século XX.

Thyssen-Bornemisza: Espanha. Localizado em Madri, no Palácio de Villahermosa. Foi organizada quando da aquisição, pelo governo espanhol, em julho de 1993, da maior parte (e mais valiosa) da coleção de arte da família Thyssen-Bornemisza. Mostra as coleções de forma cronológica, começando no Renascimento e terminando no século XX.

Uffizi Galleria: Itália. Localizado em Florença, abriga um dos mais famosos museus do mundo. É dividida em salas ou ambientes, cerca de cinqüenta, nomeadas geralmente pelo artista mais importante exposto. Há salas dedicadas aos maiores artistas do Renascimento, como Leonardo da Vinci e Rafael, salas com arte clássica da Roma antiga, uma grande coleção de quadros de Botticelli.

Van Gogh Museum: Holanda. Localizado em Amsterdã, é um museu que dispõe de trabalhos do pintor neerlandês Vincent Van Gogh e seus contemporâneos. Como não podia deixar de ser , o Museu Van Gogh possui a maior coleção de pinturas de Van Gogh no mundo.

15 Comments

  1. Fátima Campilho 24 de Fevereiro de 2011 at 13:37 - Reply

    Onde ficou sabendo disso?
    Viu no blog?
    Ou foi vc quem enviou a informação?
    Faltou a fonte.
    Bjs

  2. Prof_Michel 24 de Fevereiro de 2011 at 14:03 - Reply

    Oi, Fátima! Acho que esta postagem não precisa de fonte (apesar que está no primeiro link). É um projeto do Google já anunciado há algum tempo. Estou apenas direcionando para as páginas dos museus.

    Beijão

  3. Márcia Ellis 25 de Fevereiro de 2011 at 17:22 - Reply

    Bem interessantes essa "visitas virtuais" aos museus!O do Iraque principalmente…bem legal mesmo!Bruna Praessler

  4. Prof. Adinalzir 27 de Fevereiro de 2011 at 22:34 - Reply

    Aí está mais uma grande cartada do Google em prol da cultura mundial. Muito legal!

  5. Rafael 27 de Fevereiro de 2011 at 22:35 - Reply

    Prof. Michel,
    Seu Blog é muito impressionante. Digo isso porque também tenho um blog que procuro utilizar com meus alunos e sei o quanto é trabalhoso. A propósito gostaria de saber como você consegue para em tão pouco tempo, de 2009 pra cá, ter tantas informações e organizar desta forma. Parabéns! Se puder dar umas dicas… seriam muito proveitosas.
    Este projeto do Google de digitalizar os museus é impressionante. Me parece a mesma tecnologia do google street view. Vou postar a dica no meu blog e dizer que vi aqui. Abraço e fico no aguardo da resposta. O meu blog é http://historiar.autonomia.g12.br

  6. Prof_Michel 27 de Fevereiro de 2011 at 23:49 - Reply

    Rafael, o segredo é: trabalho, trabalho e + trabalho, hehehe.

    Você pode utilizar o link do projeto no seu blog, dando os devidos créditos. Um grande abraço

  7. Blog Do Ramonzinho 28 de Fevereiro de 2011 at 15:13 - Reply

    Esses museus ficaram muito legal em 3d!!! parabens!!proff o seu blog é muito e bom e muito eficiente!!!valeu por nos dar a oportunidade de aprender de uma forma mais legal

  8. Prof_Michel 28 de Fevereiro de 2011 at 17:24 - Reply

    Opa, blz garoto!

  9. www.bielzapelini.com.br 14 de Março de 2011 at 20:16 - Reply

    prof sabe o quiz eu tirei 10 masi de 1000 vezes sera que tirouma nota boa?TOMARA POIS ESSE JOGO ME FEZ APRENDER MAIS A MATERIA CONTINUE ASSIM Q VC VAI LONGE

    ABRAÇOS

  10. Luisa 30 de Março de 2011 at 20:37 - Reply

    Adorei esse programa do google para ver museus virtualmente
    Obrigada professor por me proporcionar isso
    Luisa Serafim

  11. joaopedrodoamarallisboa 5 de Abril de 2011 at 20:52 - Reply

    muito legal professor
    eu só queria saber se tem o museu Louvre em paris??

  12. Prof_Michel 6 de Abril de 2011 at 14:03 - Reply

    O museu do Louvre ainda não está disponível para visitas virtuais no Google Art Project. Mas vou ver com mais calma. Vlw

  13. adriele nery cardoso 7 de agosto de 2012 at 19:41 - Reply

    muito legal …………. gostei muito ..

  14. Cleane Nascimento 13 de junho de 2015 at 13:08 - Reply

    Olá… Acaso esses museus se encaixam como museus de Realidade Virtual?

Leave A Comment