Home/Curiosidades/5 invenções militares utilizadas por nós

5 invenções militares utilizadas por nós

janeiro 20th, 2010|Curiosidades|24 Comments


 Do computador ao chocolate, é enorme a lista de produtos criados para fins militares e depois adaptados para o uso no dia-a-dia. Esta lista está limitada às inovações surgidas nos séculos 19 e 20 – e não ultrapassa o ambiente da casa, senão seria incluído aparelhos como o radar e a ultra-sonografia.

Os avanços das pesquisas no mundo militar afetam, claro, os setores diretamente relacionados com a briga em si, como a fabricação de munições ou armamentos. Mas essa evolução sempre respinga nas tecnologias civis.

Esta lista foi extraída e adaptada do Mundo Estranho.

1- Leite Condensado

Pote de leite condensado

O Leite Condensado foi criado por Gail Borden, nos Estados Unidos, durante a Guerra de Secessão (1861-1865). Procurando uma forma de prolongar o armazenamento do leite, reduzir seu volume e contornar a falta de refrigeração, o inventor patenteou um método para fabricar leite condensado, em 1856. A novidade ficou meio esquecida até o início da guerra, quando o exército dos estados do Norte (Ianques) incluiu o produto na ração das tropas, comprando grande quantidade do produto.

Curiosidade: Quando voltavam para casa de licença, os soldados contavam às famílias sobre o novo tipo de leite. O produto ficou tão popular que a fábrica de Borden mal conseguia atender às encomendas.

2- Margarina

Pote de margarina

A Margarina foi criada por Hippolyte Mège-Mouriès, na França, durante a Guerra Franco-Prussiana (1870-1871). Na década de 1860, o imperador francês Napoleão III, sobrinho de Napoleão Bonaparte, ofereceu um prêmio a quem descobrisse uma alternativa barata para a manteiga – na época, um produto caro e escasso. Até hoje os historiadores discutem se o imperador fez isso para facilitar a vida dos franceses pobres ou para abastecer suas forças armadas, às vésperas da Guerra Franco-Prussiana.

Curiosidade: Seja como for, o químico Mège-Mouriès apresentou a margarina, em 1869, levando o prêmio de Napoleão III.

3- Panela de Teflon

Panela de Teflon

A Panela de Teflon foi criada por Roy J. Plunkett, nos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra (1939-1945). Em 1938, o químico Roy Plunkett realizava experiências com gases para refrigeração. Por acaso, uma amostra virou uma substância pegajosa, em que quase nada grudava. Em 1945, a invenção recebeu o nome de teflon. Os primeiros usuários do novo produto foram os militares americanos, que aplicaram o teflon para revestir tubos e vedações na produção de material radioativo para a primeira bomba atômica.

Curiosidade: Depois do fim da Segunda Guerra, a empresa em que Plunkett trabalhava encontrou diversas aplicações para o teflon, como o revestimento não adesivo para panelas.

4- Forno Microondas

Forno Microondas

O Forno de microondas foi criado por Percy Spencer, nos Estados Unidos, durante a Guerra Fria (1945-1991). Quando a Segunda Guerra estava no fim, um funcionário da fornecedora militar Raytheon, o engenheiro Percy Spencer, notou que um chocolate em seu bolso derreteu quando ele inspecionava magnétrons, componentes usados em radares. Deduzindo que a meleca havia sido causada pelo calor gerado pelos magnétrons, Percy criou um aparelho para aquecer comida usando esse princípio. A Raytheon comprou a idéia e lançou o microondas.

Curiosidade: O primeiro microondas pesava 340 quilos e custava de 2 mil a 3 mil dólares!

5- Computador

Pessoas em frente a um computador antigo

O Computador foi criado por engenheiros da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, durante a Guerra fria (1945-1991). O primeiro computador, chamado de Eniac, foi projetado para o exército americano. O aparelho servia para ajudar nos cálculos de artilharia. Ficou pronto em 1946 e ajudou nos cálculos para construir a bomba de hidrogênio, testada pelos Estados Unidos em 1952.

Curiosidade: A máquina tinha mais de 2 metros de altura e ocupava uma área de 15 por 9 metros – algo como um armário gigante. Custou em torno de 400 mil dólares.

24 Comments

  1. Alberth 24 de janeiro de 2010 at 6:04 - Reply

    Muito bom mesmo, o microondas e computador eu já sabia, mas foi muito interessante também a forma que descobriram a margarina e o leite condensado…
    Você sabe me dizer se essa fabrica de Borden seria a atual produtora do "Leite Moça"?

  2. Prof_Michel 24 de janeiro de 2010 at 15:26 - Reply

    Eu dei uma pesquisada. O Leite Moça pertence à marca Nestlé. Assim, creio que não tem relação direta com Borden.

  3. José Paulo Dal Toé Pozzobon 26 de fevereiro de 2010 at 19:15 - Reply

    Professor, me falaram certa vez que durante a guerra fria, os EUA ja tinham acesso à Internet como nós temos hoje em dia. Isso é verdade?

  4. Prof_Michel 26 de fevereiro de 2010 at 20:03 - Reply

    É verdade, a internet já existe desde a Guerra Fria.

  5. José CS Vidal 3 de março de 2010 at 12:11 - Reply

    Os americanos são mentirosos quando se referem a invenções.
    Os ingleses e os russos também alegam que tudo foi inventado, respectivamente, na Inglaterra e na Rússia.
    Essas mentiras tem a intenção de demonstrar que eles são os gênios que reformaram o mundo civilizado.

    Agrava que os norte-americanos exaltam as guerras como momentos de desenvolvimento e criatividade.
    Mas,… quem é aguerrido usa tudo pra detonar os demais, e ainda se gaba de que isso é um "grande avanço" para a humanidade.

    Essa do leite condensado eu nunca tinha lido antes.
    Mas já li que os indianos fazem, há muitos séculos, uma mistura de leite e açúcar aquecida, sem ferver.
    E li, também, que um general uruguaio famoso (não lembro se não foi o próprio José Artigas, o grande herói do Uruguai) tinha uma "cozinheira" de acampamento que fazia pra ele e pros convidados dele uma mistura de leite e açúcar aquecida.

    Como existem antecedentes de mentiras famosas – e irrefutavelmente mentirosas – dos norte-americanos, eu prefiro acreditar nos indianos e nos uruguaios, que seriam, pelo menos no leite condensado, muito anteriores à malfada guerra civil norte-americana.

  6. Marcela Letícia 31 de março de 2010 at 15:40 - Reply

    A Mulher só cria coisa boa =D Humm….
    Somos dez …

    Beijos Marcela ?

  7. Prof_Michel 31 de março de 2010 at 15:44 - Reply

    Hmmm… convencida ;P

  8. Forfou 6 de outubro de 2010 at 0:35 - Reply

    A do computador esta errada.
    os americanos, não inventaram o computador, eles foram os primeiros a apresenta lo.
    O primeiro computador (100% eletrônico) foi o Z-1 (Konrad Zuse) mais foi destruído em um bombardeio aliado. e os americanos nunca se conformaram que os "malditos" nazistas criaram o primeiro computador, ultra secreto (não tão secreto, os seus planos foram roubados e uma replica mais potente foi construída na Inglaterra onde serviu para Encriptação de códigos e cálculos bélicos).
    O majestoso computador britânico erra chamado de colossus.

  9. Igor Fontana Buss 23 de novembro de 2010 at 11:50 - Reply

    Nossa, todas as invenções foram feitas durantes as guerras (as que tu apresentou, cláro). Nenhuma delas foi planejada antes das guerras para ser uma ''possível arma''.

  10. Prof_Michel 23 de novembro de 2010 at 11:58 - Reply

    É, não tinha pensado nisso, realmente.

  11. Edson 31 de maio de 2012 at 16:45 - Reply

    Toda e qualquer invenção foram importante para a civilização terráquea.Desde o telefone, veículo, televisão, computador, escova de dente, etc… foram importantes para a sociedade em todo mundo.

  12. llyni 28 de outubro de 2012 at 12:27 - Reply

    faltou a internet

  13. GUTEMBERG TORQUATO 28 de outubro de 2012 at 19:33 - Reply

    e o padre brasileiro inventor do rádio, o outro que criou o balão…

  14. magda 12 de agosto de 2013 at 13:54 - Reply

    me ajudou no trabalho hehehehe

  15. Nobel 14 de setembro de 2013 at 14:06 - Reply

    Bacana, mas não são “invenções militares”, como diz o título. São “invenções de tempo de guerra”, o que é diferente.

    Militares não inventam nada, no máximo usam para o mal as invenções dos outros.

  16. Klaus do Iate 16 de setembro de 2013 at 9:12 - Reply

    José Vidal, tb nao morro de amores pelos americanos, mas subestimar o “inimigo” é o primeiro passo para perder para ele. Recentemente fui convencido por A+B que os Wrhigts inventaram avião antes de Dumont.

    Nobel, não embarque no “politicamente correto”. Nao vejo grande diferença inveçao militar e ivencao em tempo de guerra” ou entre o militar usar e inventar, se muitas vezes ele banca e dá toda infraestrutura para os cientistas. Nao fique com imagem romantica que os cientistas sao inocentes uteis sempre. Openheimer (pai do do orjeto Manhatan) sabia o que estava construindo, por exemplo.

    O brabo é conceituar o que seria o primeiro computador , já que Pascal já apresentava algo similar no seculo XVII! Conceituando computador como algo capaz de reter memoria de informaçao e fazer calculos logicos com estas informaçoes e ser movido por eletricidade, diria que o primeiro computador realmente foi nazista e da IBM e serviu para catalogar dados pessoais d emilhares de cidadaos visando facilitar catalogar quem era judeu ou nao. Que primeiro uso mais improdutivo…

  17. Klaus do Iate 16 de setembro de 2013 at 9:15 - Reply

    prof Michel, por que esta lista nao aparece no indice “Home” do site HD?

  18. Klaus do Iate 17 de setembro de 2013 at 10:56 - Reply

    Este artigo de feitura recente nao deveria aparecer quando clicamos a aba HOME do site?

  19. willian 23 de dezembro de 2013 at 17:47 - Reply

    Referente a invenção do computador:
    ENIAC não foi o primeiro computador construído, mas sim o primeiro projetado pelo EUA. Colossus foi projetado e construído pela liderança de Alan Turing em 1943 para quebrar o código nazista da Enigma. Quem quiser saber mais sobre como se desenvolveu a elaboração do primeiro computador moderno leia “O homem que sabia demais – Alan Turing”.

  20. Michel Monaco 17 de fevereiro de 2014 at 21:18 - Reply

    Ainda antes do Colossus, forma criados:

    Z1, Konrad Zuse, Alemanha, 1936.

    Z3, Alemanha, 1941.

    Mark I, II e III, IBM em conjunto com a Marinha dos EUA a partir de 1944 e para uso em cálculos balísticos. A criadora da linguagem COBOL, Grace Hopper (oficial da marinha e matemática) participou dos trabalhos.

  21. luciano 17 de fevereiro de 2014 at 21:45 - Reply

    Sobre a história do leite condensado ela não foi criada pelos ou para os militares e sim foi uma descoberta por acidente.
    leia no link abaixo.
    http://www.leitecondensado.com/?tag=gail-borden

  22. Luiz Paulo 18 de fevereiro de 2014 at 14:32 - Reply

    Prof_Michel, não é leite moça, a matéria fala de leite condensado, leite moça realmente é da nestlé, mas o leite condensado não..

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.