Surpreenda a banca na redação do Enem

Home » Vestibulares » Surpreenda a banca na redação do Enem

O candidato esperto já sabe que a redação, na prova do Enem, tem um grande peso na nota de corte. Portanto, é essencial estar antenado em como fazer uma boa redação e alcançar a nota máxima. O MEC já lançou um bom material que explica como fazer a redação e a forma como é avaliada. Se você ainda não leu, leia o guia para a redação no Enem 2012. Nesta postagem, vou deixar minhas impressões sobre os aspectos que podem fazer a diferença na hora de fazer a redação.

Redação do Enem 2012

Para começo de conversa, você não deve depender apenas das orientações dos professores. Acorde! Busque você mesmo as informações! Leia o Edital e Matriz de Referência do Enem, conheça as Habilidades e Competências e os Eixos Cognitivos, resolva as Questões do Enem e treine muito com os Simulados Online.

Isto vai fazer com que você antecipe alguns aspectos cobrados na prova e esteja devidamente preparado para esta competição que promete ficar cada vez mais acirrada.

Redação do Enem

Eu não sou especialista em redações e, certamente, existem pessoas que podem orientar muito melhor do que este servo que vos  escreve. Porém, como blogueiro, eu devo saber escrever, e bem. Aí está uma habilidade que a gente acaba tendo que construir, se deseja ter vida longa nesta deliciosa função.

Ocorre que, para escrever bem, existe um requisito que, a depender das estatísticas, poucos brasileiros se adequam: O HÁBITO DA LEITURA. Isso mesmo, leia muito! Livros, jornais, revistas, em diferentes línguas (em especial, inglês e espanhol, considerando as exigências do Enem).

E considerando que você já desenvolve o hábito da leitura, vamos a outras informações que podem torná-lo muito mais competitivo no desenvolvimento da redação. Tenha em mente que para se dar bem no Enem (e até em outros vestibulares), você deve estar atento à famigerada dupla HABILIDADE & COMPETÊNCIA. Veja o que a redação exige que você saiba:

I- Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
II- Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
III- Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
IV- Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
V- Elaborar proposta de solução para o problema abordado, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

O candidato atento já conseguiu associar que este conjunto de competências já estava previsto nos Eixos Cognitivos do Enem, publicados em 2009. Houve apenas uma adaptação para o contexto da redação. Para conseguir cumprir estas competências, leia muito, escreva mais ainda, preste atenção nas aulas, busque informações em outras fontes e fique atento às questões da atualidade.

E mais, não tenha dúvida de que a última competência tem um peso ainda maior do que as outras, considerando o caráter sócio-educativo da prova do Enem e as propostas do MEC.

Assim, considerando estas dicas, você deve visar o nível V no julgamento do avaliador, ou seja

Demonstra excelente domínio da norma padrão, não apresentando ou apresentando escassos desvios gramaticais e de convenções da escrita. Desenvolve muito bem o tema com argumentação consistente, além de apresentar excelente domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo, a partir de um repertório sociocultural produtivo. Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, configurando autoria, em defesa de seu ponto de vista. Articula as partes do texto, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos. Elabora proposta de intervenção inovadora relacionada ao tema e bem articulada à discussão desenvolvida em seu texto.

Querido candidato, não se contente com menos do que isso! Se você é aluno da rede particular, considerando a nova lei das cotas, o empenho deve ser ainda maior. Esta postagem é apenas um esforço para ajudá-lo na difícil tarefa de se sobressair nesta acirrada competição. Busque mais informações com quem entende de redações.

E sucesso no Enem!

By | 2014-01-26T08:22:36+00:00 25 de setembro de 2012|Categories: Vestibulares|Tags: , |4 Comments

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

4 Comments

  1. Sam 25 de setembro de 2012 at 19:22

    Valew Michel!!!! Essas dicas são Ó t i m a s!!! Algumas pessoas subestimam o peso redação, mas são 1000 pnts que, com muito esforço, treino e técnica ,são possíveis de alcançar.
    Vou dar um print screen na tela e colar no meu caderno 🙂 Obrigada o/ !

  2. Bruno 1 de novembro de 2012 at 8:49

    essas dicas são otimas

  3. MICHEL 22 de junho de 2013 at 21:58

    Meu querido muito obrigado pelas dicas, vou tentar o ENEM pela primeira vez e estou muito tempo sem estudar,
    estes recursos tem sido uma maravilhosa contribuição.

  4. Maria Isabel 26 de outubro de 2013 at 17:24

    Obrigada pela dicas, serão de grande ajuda. Mas… “este serve que vos escreve?” TIPO, KENSHIN?????? SAMURAI X???? *OOOOO*

Leave A Comment