Visita Virtual: Campos de Concentração

Home » Visitas Virtuais » Visita Virtual: Campos de Concentração

Um dos assuntos mais polêmicos dos últimos 70 anos é o holocausto. Como esquecer a morte de milhões de judeus, ciganos, homossexuais e inimigos do estado nazista que, enclausurados em campos de concentração, nunca mais teriam liberdade? Relembrar é preciso! Por este motivo, estou disponibilizando esta visita virtual a campos de concentração.

Para fazer a visita virtual, clique na imagem abaixo

Entrada do campo de concentração de Auschwitz

Mas atenção! As imagens são fortes. Portanto, navegue com cautela!

Auschwitz era, na verdade, dois campos de concentração/extermínio:

  • Auschwitz I: Polônia. É um campo de concentração, símbolo do Holocausto perpetrado pelo nazismo. Criado em 1940, inicialmente, o campo foi utilizado para trabalho forçado e execução de judeus, prisioneiros de guerra da União Soviética, prisioneiros comuns alemães, elementos anti-sociais e homossexuais.
  • Auschwitz II-Birkenau: Polônia. Campo de concentração onde foram executados mais de um milhão de judeus e ciganos. O objetivo principal do campo era o extermínio. Para cumprir esse objetivo, equipou-se o campo com quatro crematórios e câmaras de gás. Cada câmara de gás podia receber até 2.500 prisioneiros por turno.

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

41 Comments

  1. Luisa 10 de Maio de 2011 at 19:14

    Muito bom mostrar esse assunto professor. Eu me pergunto como os nazista podiam fazer aquilo com pessoas inocentes, que estavam admitindo a sua religião ou até o seu próprio "eu".
    Luisa Serafim

  2. Luisa 10 de Maio de 2011 at 19:16

    Muito bom mostrar esse assunto professor. Eu me pergunto como os nazista podiam fazer aquilo com pessoas inocentes, que estavam admitindo a sua religião ou até o seu próprio "eu".
    Luisa Serafim

  3. Prof_Michel 10 de Maio de 2011 at 19:50

    Boa pergunta, Luisa. Na verdade, não há explicação lógica para o espiríto humano.

  4. anna luiza 10 de Maio de 2011 at 20:41

    Ótimo assunto à ser comentado e discutido entre todos professor!!!

    Nós aprendemos que pouco tempo atrás os escravos das fazendas de café ou dos engenhos morriam por causa de fome e sede ou eram executados por tentativa de fuga e fraqueza.

    NÃO ACHÁVAMOS QUE PODIA SER PIOR!!
    MAS PODIA!!

    O "Holocausto" era dez mil vezes pior, principalmente em relação ao preconceito e por fazerem a execução e o abuso de pessoas inocentes!!

    Abraços anna luiza

  5. Prof_Michel 10 de Maio de 2011 at 21:57

    Oi, Anna, você pode inserir este tema no fórum, como um tópico novo. Que tal?

  6. Luisa 11 de Maio de 2011 at 19:49

    Professor, eu pesquisei sobre o assunto e olha o que eu achei:
    Entre 1933 e 1945 a Alemanha nazista construiu cerca de 20.000 campos para aprisionar sua milhões de vítimas. Os campos eram utilizados para várias finalidades: campos de trabalho forçado, campos de transição (que serviam como estações de passagem), e como campos de extermínio construídos principalmente, ou exclusivamente, para assassinatos em massa. Desde sua ascensão ao poder, em 1933, o regime nazista construiu uma série de centros de detenção destinados ao encarceramento e à eliminação dos chamados "inimigos do estado". A maioria dos prisioneiros dos primeiros campos de concentração era formada por alemães considerados inimigos do nazismo: comunistas, social-democratas, ciganos Roma, Testemunhas de Jeová, homossexuais e pessoas acusadas de exibir um comportamento "anti-social" ou fora dos padrões sociais. Estas instalações eram chamadas de campos de concentração porque nelas os detentos ficavam fisicamente "concentrados".

    Luisa Serafim

  7. Prof_Michel 11 de Maio de 2011 at 21:56

    É um assunto bastante polêmico. Vamos discutir mais sobre ele.

  8. Prof. Adinalzir 13 de Maio de 2011 at 21:10

    Um excelente tema para ser discutido em todas as escolas deste país! Parabéns!

  9. Vitor 24 de Maio de 2011 at 18:36

    Nazistas sangue frio =(

  10. Prof_Michel 24 de Maio de 2011 at 18:38

    Bota sangue frio nisso.

  11. Prof. Adinalzir 25 de Maio de 2011 at 22:05

    Olá! Passando para dizer que estou concorrendo ao Prêmio Top Blog 2011! Conto com seu voto lá no Saiba História! http://migre.me/4B4VR
    Abraços!

  12. anna luiza 27 de Maio de 2011 at 20:08

    Um tema um pouco pesado mas muito bom para mostrar as realidades de antigamente.

    anna luiza

  13. Claudio Moreira Pereira Júnior 1 de junho de 2011 at 16:25

    Bem eu tenho a mesma pergunta que a Luisa, eles não fizeram nada e levam tudo isso porque?

  14. Luisa 7 de junho de 2011 at 12:30

    Seria legal se esse tema fosse para o fórum, o professor não acha? Assim outras pessoas poderiam participar e falar a sua opinião sobre esse tema.
    Luisa Serafim

  15. Rosy 4 de setembro de 2012 at 11:23

    terminei segundo grau a 7 anos, agora resolvir voltar aos estudos, pela primeira vez estou entendendo história, antes eu decorava história!!!esquecia tudo depois, obrigada mesmo! vou recomendar o blogg a todos que eu conheço. PARABENS!!!

  16. Michel Goulart 4 de setembro de 2012 at 13:01

    Opa, legal, Rosy! Seja bem-vinda! 😉

  17. Cassie Okuribi 4 de dezembro de 2012 at 20:25

    A minha professora nao discuti muito esse tema pois acha que é pesado demais…. Mas é parte da história mundial, pq nao discutir e questionar dentro da sala de aula?? : (

  18. Michel Goulart 5 de dezembro de 2012 at 4:48

    Eu acho que deve ser discutido, mesmo que algumas imagens devam ser evitadas, dependendo da faixa etária.

  19. Marcello Carino 22 de julho de 2013 at 17:13

    20.000 campos? Por favor cite as fontes…

  20. Michel Goulart 22 de julho de 2013 at 17:27

    Marcello, foi uma estudante de ensino fundamental que escreveu o comentário, minha aluna há alguns anos. Evidentemente, há um exagero no que se refere à quantidade de campos de concentração.

  21. Lourena Stefany 18 de setembro de 2013 at 14:42

    gostei muito e vou recomenda pera todos meus amigos 😉 🙂 ;D 😀

  22. Bagus 21 de setembro de 2013 at 13:17

    Hi! I just found your blog through the hop. I love your owls! I am likoong forward to reading more of your reviews.If you have time, stop in and say hi to

  23. Saulo 14 de outubro de 2013 at 16:15

    O que mais me impressiona é depois de tudo que a humanidade ja viu nas 2 grandes guerras, Napoleão e inúmeras outras que ja passaram…ainda pensamos em destruir uns aos outros apens por poder….PODER…realmente não dá para entender a natureza humana!

  24. Michel Goulart 14 de outubro de 2013 at 16:16

    Concordo, Saulo

  25. Rogério 14 de outubro de 2013 at 16:47

    Sugiro a leitura do livro: Holocausto, Judeu ou alemão?
    Abraço!

  26. Michel Goulart 14 de outubro de 2013 at 16:56

    Obrigado pela dica, Rogério

  27. Maicon 14 de outubro de 2013 at 17:42

    Não consigo ver as imagens.Como faço para fazer a visita virtual

  28. WILLIAN LOPES IZAGUIRRE 14 de outubro de 2013 at 18:42

    Olá professor, td bem?
    O nazismo e o antissemitismo realmente foram terríveis. Contudo, os judeus também
    apresentaram formas preconceituosas no passado, basta lembrarmos da perseguição aos discípulos de Cristo. O Tratado de Versalhes imposto ao final da Segunda Guerra Mundial também impôs uma humilhação terrível aos alemães, sendo que esses tiveram que arcar com todo o custo da guerra. Não estou defendendo o nazismo, pois o abomino, porém, os “BONZINHOS” de hoje podem ter sido ou serão vilões. Pensem nos “heróis” estadudinenses, o ódio se propaga, infelizmente, tudo é o um jogo de poder e de interesses, muitas vezes interesses que representam a minoria privilegiada.

  29. Roberta Lima 16 de outubro de 2013 at 10:25

    UM ERRO NÃO JUSTIFICA OUTRO..
    a paz não justifica vir da guerra…
    A guerra DEFINITIVAMENTE NÃO É um mal necessário..
    Matar 1 é ser assassino… MATAR MILHARES É Também ser um..

  30. Ivanilde 1 de novembro de 2013 at 19:09

    Estou tentando fazer a visita virtual e nao consigo,me pede para instalar un plugin
    eu instalo e nao da certo, podem me orientar ?

  31. adailton 26 de novembro de 2013 at 17:06

    toda moeda tem seus dois lado. não quero aqui defender o regime nazista, mais vamos falar também que as tropas aliadas, russas e americanas mataram

  32. adailton 26 de novembro de 2013 at 17:10

    estupraram e humilharam milhares de civis inocentes. vamos falar sobre isso também? abraços

  33. Guilherme Domingos Osellame 26 de novembro de 2013 at 17:23

    Realmente não podemos deixar de considerar que a segunda guerra mundial, alem de deixar cicatrizes profundas na historia da humanidade, é só mais uma prova, do que o ser humano é capaz para conseguir chegar ao seu objetivo final. A crueldade e a falta de humanismo como certos grupos da sociedade foram tratados, nos mostra a real face do ser humano. Lembro-me agora de dois acontecimentos que marcaram o fim disse triste episodio, causando mais uma dor para a humanidade, as bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki. Mesmo com o fim da guerra se encaminhando, os EUA lançaram estas duas bombas nas cidades citadas, causando, sem duvida, um dos maiores atentados contra à humanidade. O que, de certa forma, me entristece, é o fato de que o alvo foram civis japoneses, que não tinham relação alguma com a guerra.
    Os atentados contra nossa própria espécie não começaram ai, muito menos terminaram neste período. Recordo-me de Czar Nicolau II, dos campos de concentração da Rússia na época e a miséria que assombrava o país. A primeira Guerra mundial, que teve como principal motivo o imperialismo mesquinha, principalmente dos Europeus. A guerra do Viatnã com os efeitos catastróficos da bomba de Napalm e do Agente Laranja.
    O ser humano é tão egocêntrico que simplesmente esquecemos que todos nos pertencemos à mesma espécie e que deveríamos trabalhar juntos para um objetivo comum, não defender idéias mesquinhas e individualistas como defendemos no decorrer de toda história.

  34. Michel Goulart 26 de novembro de 2013 at 18:20

    Grande garoto!

  35. Michel Goulart 26 de novembro de 2013 at 18:20

    Vamos

  36. Guilherme Domingos Osellame 26 de novembro de 2013 at 18:26

    Grande abraço Michel. Saudades das suas aulas.

  37. Michel Goulart 26 de novembro de 2013 at 19:25

    Grande abraço, meu querido. Saudades também!

  38. Armando 27 de novembro de 2013 at 7:43

    Engraçado …

    O genocídio histórico de filisteus, cananeus, amonitas, etc, etc. etc., EM NOME DE DEUS, pelos judeus é visto como um ato TRANS-HERÓICO !

    São dois pesos e duas medidas.

    As pessoas se esquecem que, apesar dos judeus serem perseguidos, eles perseguem até hoje minorias como os palestinos.

    Mais casas de palestinos estão sendo destruídas para construir, PASMEM, 800 casas para judeus.

    O norte do atual Israel nunca foi judeu ( a parte norte do país ). Ela foi anexada recentemente. Nem na torá não consta isso.

    Agora, a lei proíbe debater A ORIGEM ÉTNICA dos ” banksters ” que promoveram a Primeira e a Segunda grande guerras.

    Seria interessante que se abrisse para a humanidade a origem dos mesmos.

    Todos temos o direito de saber a participação de famílias como os Rotschild nos lucros das guerras.

    Sim, guerra gera um dos maiores lucros : aumento de preço de remédios e alimentos, aumento do preço da construção, gastos com construção civil e militar, juros bancários extorsivos, etc.

  39. Gustavo Musse 27 de novembro de 2013 at 17:38

    O mais difícil ao estudar história é enxergar com os olhos do passado. Naquela época a eugenia era muito difundido e levado a sério, o preconceito com os judeus não era apenas dos alemães e, acreditem, se eles tivessem vencido a guerra hoje acreditaríamos que o extermínio foi mal necessário!
    A história é contada pelos vencedores, você será lembrado pelo o que a mídia quiser que você seja lembrado…

  40. sara 27 de novembro de 2013 at 22:39

    Estava lendo essa semana o colecionador de lágrimas de August cury,e o diário de Anne Frank,todos dois falam do holocausto cada um de uma maneira diferente.O que aconteceu não tem explicação é algo maniaco, de uma pessoa totalmente louca,que conseguiu manipular milhares de pessoas e matar outras tantos,que não se importou com ninguém só com ele mesmo porque simplesmente era um fracassado!!!Mim pergunto como isso pode acontecer com a humanidade?

Leave A Comment