10 personagens históricos de Assas. Creed

Home » Curiosidades » 10 personagens históricos de Assas. Creed

Como professor nerd que sou, adoro um bom jogo de videogame. Se este jogo tiver elementos históricos, melhor ainda! E não é novidade para ninguém que a série Assassin’s Creed mistura ficção e fatos históricos em um dos melhores jogos já feitos. Resolvi encarar a empreitada e comecei a jogar.

Pois é, o jogo é tão bom que eu platinei o jogo Assassin’s Creed II no ps3, ou seja, consegui conquistar todos os troféus. O jogo tem como cenário a renascença italiana. A imersão é impressionante e o nível de detalhamento é de arrepiar. O próximo passo é detonar os outros jogos da série e não pretendo demorar.

Nesta postagem, vou apresentar para vocês 10 personagens históricos de Assassin’s Creed. Vou acrescentar o papel de cada personagem na trama, para diferenciar um pouco o que é história e o que é ficção. Mas fique ligado com os SPOILERS. As informações foram extraídas e adaptadas do site Assassin’s Creed Wikia Br.

1- Saladino

Saladinho em Assassin's Creed

Na história: Saladino (1138-1193) foi um chefe militar muçulmano que se tornou sultão do Egito e da Síria e liderou a oposição islâmica aos cruzados europeus. No auge de seu poder, seu domínio se estendia pelo Egito, Síria, Iraque, Iêmen e pelo Hijaz. Foi responsável por reconquistar Jerusalém das mãos do Reino de Jerusalém, após sua vitória na Batalha de Hattin e, como tal, tornou-se uma figura emblemática na cultura curda, árabe, persa, turca e islâmica em geral. Saladino, mesmo muçulmano, tornou-se célebre entre os cronistas cristãos da época por sua conduta cavalheiresca.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed, Saladino não faz uma participação direta. No entanto, ele é frequentemente citado por outros personagens, e suas forças estão envolvidas com as de Ricardo Coração de Leão durante a Batalha de Arsuf. Para iniciar a Terceira Cruzada em que o jogo acontece, Saladino e os seus homens derrotaram Guy de Lusignan, rei de Jerusalém, e Reinaldo de Chatillon, na Batalha de Hattin. Apesar de ter sido derrotado três vezes no Acre, Jaffa e Arsuf por Ricardo, Saladino consegue manter Jerusalém sob o controle muçulmano.

2- Ricardo Coração de Leão

Ricardo Coração de Leão em Assassin's Creed

Na história: Ricardo I (1157-1199) foi Duque da Aquitânia, Conde de Anjou, Duque da Normandia e Rei de Inglaterra. Ricardo é também conhecido por vários cognomes, entre eles Coração de Leão, Oc et No (sim e não, em língua provençal) e Melek-Ric (Rei Ricardo) pelos muçulmanos do Médio Oriente, que usavam a sua figura para ameaçar as crianças que se portavam mal. Ricardo foi um dos líderes da Terceira Cruzada e foi na sua época considerado como um herói. Enquanto príncipe, recebeu uma excelente educação, mas sobretudo voltada para a cultura francesa. Ricardo nunca aprendeu a falar inglês e pouca ou nenhuma importância deu à Inglaterra durante a sua vida.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed, O rei Ricardo Coração de Leão aparece como o líder do exército cruzado que está lutando contra Saladino pela Terra Santa, e decidiu tentar retomar Jerusalém para o cristianismo. Seus tenentes são Robert de Sable, Grão-Mestre dos Templários, Garnier de Naplouse, Grão-Mestre dos Hospitalários, William de Montferrat, Senhor Regente do Acre, e Sibrand, Grão-Mestre dos Cavaleiros Teutônicos. O rei faz uma breve aparição durante duas missões no jogo. Primeiro, quando ele é visto discutindo com William e, em seguida, perto do final do jogo em Arsuf, onde confronta pessoalmente Altaïr.

3- Lorenzo de Médici

Lorenzo de Médici em Assassin's Creed II

Na história: Lorenzo de Médici (1449-1492) foi um estadista italiano e soberano da República Florentina durante o Renascimento italiano. Conhecido como Lorenzo, o Magnífico por seus contemporâneos florentinos, foi um diplomata, político e patrono de acadêmicos, artistas e poetas e também mecenas. Sua vida coincidiu com alguns dos pontos altos do início do Renascimento na Itália, e sua morte marcou o fim da chamada Idade de Ouro de Florença. A paz frágil que ele ajudou a manter entre os diversos Estados italianos entrou em colapso depois de sua morte. Está enterrado na Capela Medicea, em sua cidade natal.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed II, Lorenzo de Médici é vítima de uma tentativa de assassinato perpetrada por Francesco De’ Pazzi, que deseja se tornar o governante de Florença. Lorenzo é ferido por dois dos outros conspiradores, Stefano de Bagnone e Antonio Maffei, mas consegue se defender durante um tempo. Em seguida, Ezio salva Lorenzo definitivamente e o escolta para o seu palácio. Uma vez em segurança, Lorenzo continua trabalhando com Ezio, pedindo-lhe para matar vários conspiradores. Como recompensa, além de dinheiro, Lorenzo presenteia Ezio com a capa dos Médici.

4- Leonardo Da Vinci

Leonardo da Vinci em Assassin's Creed II

Na história: Leonardo di ser Piero da Vinci (1452-1519) foi um polímata italiano, que se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. É ainda conhecido como o precursor da aviação e da balística. Leonardo foi descrito como o arquétipo do homem do Renascimento, alguém cuja curiosidade insaciável era igualada apenas pela sua capacidade de invenção. É considerado um dos maiores pintores de todos os tempos e, possivelmente, como a pessoa dotada de talentos mais diversos a ter vivido.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed II, Leonardo conhece Ezio Auditore quando tem de fazer a entrega de quadros para Maria Auditore da Firenze, mãe de Ezio. Depois da execução de Giovanni, Federico e Petruccio Auditore, Leonardo se encontra com Ezio novamente. É requisitado que ele conserte a Hidden Blade que Ezio pegara do baú de seu pai. Leonardo fica fascinado com seu design sofisticado e, após várias horas de trabalho, termina os reparos. No decorrer do jogo, Leonardo decifra códigos e aprimora máquinas e armamentos para Ezio.

5- Rodrigo Bórgia

Rodrigo Bórgia em Assassin's Creed II

Na história: Alexandre VI, nascido Rodrigo Bórgia (1431-1503) foi o 214º papa da Igreja Católica, de 1492 até a data da sua morte. Natural de Valência, estudou na Universidade de Bolonha e adotou o nome de Rodrigo Bórgia ao chegar à Itália. O nome de sua família foi elevado à cátedra do Vaticano com a eleição do seu tio materno, Afonso Bórgia, como Papa Calisto III, por quem foi feito cardeal. Foi sucessivamente elevado a cargos de mais qualidade: bispo, cardeal e vice-chanceler da Igreja. Se tornou um grande diplomata após servir à Cúria Romana durante cinco pontificados, adquiriu experiência administrativa, influência e riqueza, mas não grande poder.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed II, Rodrigo Bórgia aparece na noite anterior ao julgamento da familia Auditore. Quando Ezio vai entregar a evidência que inocenta seu pai pelos crimes de traição para Ulberto, Bórgia aparece encapuzado na escuridão da casa de Ulberto. Na manhã seguinte, ele está no julgamento da familia Auditore, vendo tudo o que acontece. Anos depois, como grande líder da Igreja, ele diz que matou os irmãos de Ezio, juntamente com seu pai, apenas para reforçar o medo dos assassinos em relação a ele.

6- Nicolau Maquiavel

Assassins-Creed-Nicolo-Maquiavel

Na história: Nicolau Maquiavel (1469-1527) foi um historiador, poeta, diplomata e músico italiano. É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna. Se tornou famoso por defender a visão de que um governante, se necessário, deveria ser cruel para obter e manter o poder. Seus críticos o denunciam como um homem que foi desprovido de moralidade, porém, seus admiradores afirmam que ele foi um dos únicos pensadores que verdadeiramente entendiam o mundo político e que teve a coragem de descrevê-lo como ele realmente é. Ajudou a fundamentar o poder do rei, no contexto do Absolutismo Monárquico.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed: Brotherhood, Nicolau Maquiavel, um dos assassinos responsáveis pela introdução de Ezio na ordem, diz que este cometeu um erro grave ao manter Rodrigo Bórgia vivo. Pouco tempo depois, Monteriggioni foi atacada por César Borgia. Após o fim do cerco, Ezio viaja para Roma, mas não consegue chegar devido aos seus ferimentos. Ezio acorda enfaixado em uma casa nos arredores de Roma e descobre que Maquiavel está esperando. Mais tarde, ele se alia a Maquiavel, mas surge uma rivalidade entre eles a respeito de quem seria Grão-Mestre da Ordem do Assassinos, em Roma.

7- Catarina Sforza

Catarina Sforza em Assassin's Creed II

Na história: Catarina Sforza (1462-1509) famosa por sua audácia no amor e na guerra, era filha ilegítima do Duque Galeazzo Maria Sforza, de Milão e de Lucrezia Landriani. Aos 14 anos desposou Girolamo Riario, quando passou a deter, pela união, o título de Senhora de Ímola e Condessa de Forli. Educada na corte milanesa refinada, que no século 15 era admirada por toda a Europa, viveu durante os primeiros anos de casada em Roma, amparada pelos bens e títulos conferidos a Girolamo por seu tio, o papa Sisto IV, cumprindo seus deveres de esposa e mãe e desempenhando papéis em geral reservados aos homens.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed: Brotherhood, Catarina e alguns de seus soldados vão morar temporariamente na Vila Auditore, em Monteriggioni. Enquanto Ezio relaxa em sua banheira após os eventos em Roma, Catarina caminha em sua direção e tira o vestido. Os dois se beijam e dormem juntos. Neste meio tempo, a cidade é cercada pelos Bórgia, sob o comando de César Bórgia. Catarina se juntou a seus soldados fora da cidade, mas foi capturado por alguns dos soldados de César. Em seguida, ela é mantida em cativeiro e testemunha a execução de Mário Auditore.

8- Solimão I

Imperador Solimão I em Assassin's Creed: Revelations

Na história: Solimão I, (1494-1566) foi o décimo sultão do Império Otomano e o de mais longo reinado, que iniciou em 1520 até sua morte em 1566. Ele é conhecido no Ocidente como Solimão, o Magnífico e no Oriente como o legislador, devido à sua reconstrução completa do sistema jurídico otomano. Solimão tornou-se um monarca proeminente da Europa do século XVI, que preside o ápice do poder do império Otomano, militar, político e econômico. Liderou pessoalmente o exército otomano na conquista das fortalezas cristãs de Belgrado, Rodes e a maioria da Hungria.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed: Revelations, Solimão I se torna o alvo de um suposto assassinato que seria cometido pelos bizantinos durante uma exposição cultural realizada no Palácio Topkapi. Os assassinos turcos conseguiram se infiltrar no palácio e afugentar os algozes. Porém, um dos guardas percebeu a presença de um corpo no palácio, iniciando uma grande confusão e permitindo uma nova investida contra o rei. Ezio Auditore conseguiu controlar os ânimos exterminando o templário que tentava atacar Solimão I. A partir daí, os dois se tornaram amigos.

9- Samuel Adams

Samuel Adams em Assassin's Creed III

Na história: Samuel Adams (1722-1803) foi um político dos Estados Unidos da América, considerado um dos founding fathers de seu país. Foi governador de Massachusetts e primo de John Adams, segundo presidente dos Estados Unidos. Foi o grande promotor da independência do seu pais, e possivelmente a ele se deve a constituição da “Festa do Chá de Boston”, que lutou para derrubar o monopólio do chá, detido pela metrópole britânica. A perseguição que lhe moveram deu origem à primeira escaramuça da Guerra da Independência, tendo Samuel Adams prestado valorosos serviços à causa das colônias rebeldes.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed III, Samuel Adams salva a pele de Connor quando este é incriminado pelos templários após o Massacre de Boston. A partir de então, Adams se torna um grande aliado. Durante este tempo, Connor testemunha uma crescente dissidência entre os colonialistas após a implementação da Lei do Chá, acabando por participar na Festa do Chá de Boston, depois de descobrir que William Johnson passou a fazer contrabando de chá britânico para financiar a compra de terras pertencentes à tribo de Connor.

10- George Washington

George Washington em Assassin's Creed III

Na história: George Washington (1732-1799) foi um político e militar americano, foi o primeiro presidente constitucional dos Estados Unidos e também foi comandante do Exército Continental na Guerra da Independência dos Estados Unidos, de 1775 a 1783. Seu papel na revolução e na subsequente independência e formação dos Estados Unidos foi significativo, e é visto pelos americanos como o “Pai da Pátria”. Os historiadores consideram que a maior realização de Washington foi ter conseguido manter a união de um exército mal armado, acatando deliberações de um congresso dividido.

No jogo: [SPOILER] Em Assassin’s Creed III, George Washington é vítima de uma tentativa de assassinato perpetrada por Thomas Hickey. Antes que isso aconteça, Connor localiza Hickey em Nova Iorque, mas ambos são capturados e presos. Os Templários decidem culpar Connor sobre o plano de matar Washington, sentenciá-lo à forca sem julgamento e aproveitar assim a oportunidade para, simultaneamente, também assassinar George Washington. No entanto, Connor é libertado durante a sua execução e, no fim, consegue salvar o futuro presidente dos Estados Unidos.

By | 2012-12-27T14:10:30+00:00 27 de dezembro de 2012|Categories: Curiosidades|Tags: , |29 Comments

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

29 Comments

  1. Tamires 27 de dezembro de 2012 at 22:02

    Sou viciada nos livros,adorei este post, parabéns !!!

  2. Liih 29 de dezembro de 2012 at 16:57

    Eu sou hiper mega viciada na série de Assassin’s Creed *——–*
    E hiper mega adorei o post, parabéns!! \o/

  3. Michel Goulart 29 de dezembro de 2012 at 17:16

    Wowww o/

  4. João Paulo Bussons 31 de dezembro de 2012 at 13:28

    Cara, ficou mt fantástico, adorei as postagens.
    Principalmente a parte que fala sobre Maquiavel, magnifico.

  5. Klaus do Iate 5 de Janeiro de 2013 at 17:55

    Poxa ,nao conheço o jogo ,mas fiquei tentado a conhece-lo. Michel, a gente podia falar um pouco da historica seita dos Assassinos e sau relação com drogas, mongois e cruzados, nao?

  6. Michel Goulart 6 de Janeiro de 2013 at 14:53

    Rapaz, você acredita se eu disser que já escrevi sobre a ordem de Hassan Ibn Sabbah?

  7. Klaus do Iate 8 de Janeiro de 2013 at 18:54

    Claro! Ta aqui no Historia Digital este teu texto?

  8. Michel Goulart 9 de Janeiro de 2013 at 6:08

    Não, tá pronto e vai ser publicado semana que vem

  9. Klaus do Iate 9 de Janeiro de 2013 at 8:21

    Transmimento de pensaçao! Passando dum polo a outro, mestre Michel, vc recebeu por Email os textos de Lutero e Cortez?

  10. Halem shake 18 de Março de 2013 at 19:50

    Cara ouvi dizer que lucrecia e cesare tambem existiam procede isso ?

  11. Deivison 18 de Março de 2013 at 20:16

    Benjamin Franklin e Thomas Jefferson ???

  12. Michel Goulart 18 de Março de 2013 at 20:18

    Sim, Lucrécia era irmã de Cesare Borgia.

  13. Danilo 18 de Março de 2013 at 20:26

    Cara, sou mt fã de AC, tenho todos os livros, ja lidos de ponta a ponta
    e todos os jogos originais, tbm, todos zerados em 100%.

    Adorei seu post, sou um fã da Saga AC e tbm mt fã do Leonardo da Vinci, chamo ele de mestre xD

    Obrigado por esse post mt legal cara 😀

  14. Michel Goulart 18 de Março de 2013 at 20:39

    Obrigado, mestre

  15. Daniel 19 de Março de 2013 at 2:30

    Também sou fã de AC e com esse post aprendi coisas que ainda não sabia. Obrigado !

  16. Diego Jorge 25 de Março de 2013 at 22:23

    Incrível como um jogo de videogame consegue fazer com que tantas pessoas se interessam por fatos históricos e pessoas de antiguidade

    Esse jogo é demais, comprei quase todos no Steam (falta o 3… e os próximos que lançarão)

    Parabéns pelo post e obrigado pelas informações Professor!

  17. Michel Goulart 26 de Março de 2013 at 5:27

    Com certeza, eu também tenho todos da coleção.

  18. gabriel 3 de Abril de 2013 at 17:49

    cade ohhhhhhhh tio MARIO

  19. Silas 4 de Abril de 2013 at 10:29

    Hei, tô me graduando em história ano que vem (assim espero) e tô pensando em fazer o TCC sobre games, ainda não sei que tema vou abordar, mas pega o meu email pra gente conversar melhor!

    bass-belmont@hotmail.com

  20. leo 10 de Abril de 2013 at 9:51

    oi

  21. Michel Goulart 14 de Abril de 2013 at 8:55

    Não há nenhuma referência histórica relacionada com o tio Mario Auditore.

  22. alice 4 de julho de 2013 at 15:17

    legal me ajudou pra prova vlw

  23. Renan 7 de outubro de 2013 at 22:30

    Eu amo esse jogo,sou muito fã mesmo,o melhor jogo que já joguei e o melhor jogo do mundo na minha opinião!!! Parabéns,ficou show.

  24. . 28 de Março de 2014 at 22:27

    adorei o post mas, e Charles Lee? Ele de fato existiu.

  25. Maquiavel 22 de julho de 2014 at 13:22

    Excelente post! Ótimas imagens (criação visual)!

  26. Belmira Dimas 15 de Fevereiro de 2015 at 4:28

    Para quem está ainda pensando em jogar assassins creed, alerto: VOCÊ VAI FICAR VICIADO pois é um dos dois games mais incríveis que já joguei. Assassins creed III e assassins creed IV black flag são sem dúvida os melhores. Outro game que possui a mesma qualidade e genialidade é a TRILOGIA MASS EFEECT. è incrivel a qualidade gráfica , os cenários que faz com que o jogador se sinta imerso e enserido no cenário do game. São dois games inteligentes, onde o jogador não apenas sai por aí dando tiros, mas aprende e reflete sobre cada assunto abordado no game onde aprende a refletir sobre várias coisas de forma inteligente e interessante.

  27. Belmira Dimas 15 de Fevereiro de 2015 at 4:35

    Para quem está ainda pensando em jogar assassins creed, alerto: VOCÊ VAI FICAR VICIADO pois é um dos dois games mais incríveis que já joguei. Assassins creed III e assassins creed IV black flag são sem dúvida os melhores. Outro game que possui a mesma qualidade e genialidade é a TRILOGIA MASS EFEECT. è incrivel a qualidade gráfica , os cenários que faz com que o jogador se sinta imerso e enserido no cenário do game. São dois games inteligentes, onde o jogador não apenas sai por aí dando tiros, mas aprende e reflete sobre cada assunto abordado no game onde aprende a refletir sobre várias coisas de forma inteligente e interessante.Eu me apaixonei por essas duas sagas geniais!

  28. cesar 22 de Março de 2015 at 21:00

    Jogo desde o primeiro e sou muito viciado. Tanto que comecei a colecionar actions (bonecos) da série fabricados por um empresa americana com semelhanças impressionantes. Próximo passo é adquirir toda a série em livros.

  29. Yuri 3 de Maio de 2015 at 23:10

    Em Assassin’s Creed IV Black Flag,teve algum personagem que existiu de fato?

Leave A Comment