Home/Curiosidades/25 conquistas das mulheres no Brasil

25 conquistas das mulheres no Brasil

março 17th, 2012|Curiosidades|70 Comments


No artigo 25 conquistas históricas das mulheres, eu mostrei como as mulheres foram ganhando seu espaço mundo afora, conquistando seus direitos enquanto atrizes de uma história que costuma privilegiar o gênero masculino. Neste artigo, vamos abordar as conquistas históricas das mulheres no Brasil. Estas conquistas são importantes, mas não podemos esquecer dos abusos e injustiças sofridos pela mulher, muitos em nosso país, e que precisam ser erradicados.

PIntura da imperatriz Maria Leopoldina em frente a acessores

– 1822: Maria Leopoldina Josefa Carolina, arquiduquesa da Áustria e imperatriz do Brasil, exerce a regência, em 1822, na ausência de D. Pedro I, que se encontrava em São Paulo. A imperatriz envia-lhe uma carta, juntamente com outra de José Bonifácio, além de comentários a Portugal criticando a atuação do marido e de dom João VI. Ela exige que D. Pedro proclame a independência do Brasil e, na carta, adverte: “O pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece”.

– 1827: surge a primeira lei sobre educação das mulheres, permitindo que freqüentassem as escolas elementares; as instituições de ensino mais adiantado eram proibidas a elas.

– 1879: As mulheres têm autorização do governo para estudar em instituições de ensino superior; mas as que seguiam este caminho eram criticadas pela sociedade.

– 1885: A compositora e pianista Chiquinha Gonzaga estreia como maestrina, ao reger a opereta “A Corte na Roça”. É a primeira mulher no Brasil a estar à frente de uma orquestra. Precursora do chorinho, Chiquinha compôs mais de duas mil canções populares, entre elas, a primeira marcha carnavalesca do país: “Ô Abre Alas”. Escreveu ainda 77 peças teatrais.

– 1887: Formou-se a primeira médica no Brasil: Rita Lobato Velho. As pioneiras tiveram muitas dificuldades em se afirmar profissionalmente e algumas foram ridicularizadas.

– 1917: A professora Deolinda Daltro, fundadora do Partido Republicano Feminino em 1910, em plena República Oligárquica, lidera uma passeata exigindo a extensão do voto às mulheres.

– 1927: O Governador do Rio Grande do Norte, Juvenal Lamartine, consegue uma alteração da lei eleitoral dando o direito de voto às mulheres. O primeiro voto feminino no Brasil – e na América Latina! – foi em 25 de novembro, no Rio Grande do Norte. Quinze mulheres votaram, mas seus votos foram anulados no ano seguinte. No entanto, foi eleita a primeira prefeita da História do Brasil: Alzira Soriano de Souza, no município de Lages – RN.

– 1932: Getúlio Vargas, no início da Era Vargas, promulga o novo Código Eleitoral, garantindo finalmente o direito de voto às mulheres brasileiras. A primeira atleta brasileira a participar de uma Olimpíada, a nadadora Maria Lenk, de 17 anos, embarca para Los Angeles. É a única mulher da delegação olímpica.

– 1933: Nas eleições para a Assembléia Constituinte, são eleitos 214 deputados e uma única mulher: a paulista Carlota Pereira de Queiroz.

– 1937/1945: O Estado Novo criou o Decreto 3199 que proibia às mulheres a prática dos esportes que considerava incompatíveis com as condições femininas tais como: “luta de qualquer natureza, futebol de salão, futebol de praia, pólo, pólo aquático, halterofilismo e beisebol”. O Decreto só foi regulamentado em 1965.

Foto de Eunice Michiles, a primeira senadora do Brasil

– 1948: Depois de 12 anos sem a presença feminina, a delegação brasileira olímpica segue para Londres com 11 mulheres e 68 homens.

– 1960: Durante o Período Democrático, a grande tenista brasileira, a paulista Maria Esther Andion Bueno torna-se a primeira mulher a vencer os quatros torneios do Grand Slam (Australian Open, Wimbledon, Roland Garros e US Open). Conquistou, no total, 589 títulos em sua carreira.

– 1979: Eunice Michilles, então representante do PSD/AM, torna-se a primeira mulher a ocupar o cargo de Senadora, por falecimento do titular da vaga. A equipe feminina de judô inscreve-se com nomes de homens no campeonato sul-americano da Argentina. Esse fato motivaria a revogação do Decreto 3.199.

– 1980: Recomendada a criação de centros de autodefesa, para coibir a violência contra a mulher. Surge o lema: “Quem ama não mata”.

– 1983: Surgem os primeiros conselhos estaduais da condição feminina (MG e SP), para traçar políticas públicas para as mulheres. O Ministério da Saúde cria o PAISM – Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher, em resposta à forte mobilização dos movimentos feministas, baseando sua assistência nos princípios da integralidade do corpo, da mente e da sexualidade de cada mulher.

– 1985: Surge a primeira Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher – DEAM (SP) e muitas são implantadas em outros estados brasileiros. Ainda neste ano, com a Nova República, a Câmara dos Deputados aprova o Projeto de Lei que criou o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. É criado o Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (Unifem), em lugar do antigo Fundo de Contribuições Voluntárias das Nações Unidas para a Década da Mulher.

– 1988: Através do lobby do batom, liderado por feministas e pelas 26 deputadas federais constituintes, as mulheres obtêm importantes avanços na Constituição Federal, garantindo igualdade a direitos e obrigações entre homens e mulheres perante a lei.

– 1990: Eleita a primeira mulher para o cargo de senadora: Júnia Marise, do PDT/MG. Zélia Cardoso de Mello é a primeira ministra do Brasil. Ela assume a pasta da Economia no governo de Fernando Collor (1990-92).

– 1993: Assassinada Edméia da Silva Euzébia, líder das Mães de Acari, o grupo de nove mães que ainda hoje procuram seus filhos, 11 jovens da Favela de Acari (RJ), seqüestrados e desaparecidos em 1990. Ocorre, em Viena, a Conferência Mundial de Direitos Humanos. Os direitos das mulheres e a questão da violência contra o gênero recebem destaque, gerando assim a Declaração sobre a eliminação da violência contra a mulher.

– 1994: Roseana Sarney é a primeira mulher eleita governadora de um estado brasileiro: o Maranhão. Foi reeleita em 1998.

Foto de Nelida Piñon, a primeira mulher na Academia Brasileira de Letras

– 1996: O Congresso Nacional inclui o sistema de cotas, na Legislação Eleitoral, obrigando os partidos a inscreverem, no mínimo, 20% de mulheres nas chapas proporcionais.

– 1996: A escritora Nélida Piñon é a primeira mulher a ocupar a presidência da Academia Brasileira de Letras. Exerce o cargo até 1997 e é membro da ABL desde 1990.

– 1997: As mulheres já ocupam 7% das cadeiras da Câmara dos Deputados; 7,4% do Senado Federal; 6% das prefeituras brasileiras (302). O índice de vereadoras eleitas aumentou de 5,5%, em 92, para 12%, em 96.

– 1998: A senadora Benedita da Silva é a primeira mulher a presidir a sessão do Congresso Nacional.

– 2003: No Brasil do século XXI, Marina Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT) do Acre, reeleita senadora com o triplo dos votos do mandato anterior, assume o Ministério do Meio Ambiente do governo Lula.

– 2010: Dilma Rousseff, é eleita a primeira presidente mulher do Brasil.N

70 Comments

  1. Rafael Frazão Borges da Silva 28 de novembro de 2012 at 18:20 - Reply

    valeu me ajudo no Dever da Casa

  2. Luiz Gustavo 1 de março de 2013 at 20:44 - Reply

    Me ajudou Muito no trabalho de 0 a 10

  3. maria nunes 2 de março de 2013 at 21:30 - Reply

    Valeu mulheres lutadoras e guerreiras a luta continua
    tenho orgulho de ser MULHER

  4. Nilson 8 de março de 2013 at 18:28 - Reply

    meu trabalho vai ser show

  5. cristina heloisa 8 de março de 2013 at 19:49 - Reply

    nossa as mulheres conssequiram tantas coisas. ser mulher e tao bom.tenho orgulho de ser mulher.

  6. gilmar 9 de março de 2013 at 12:11 - Reply

    onde fica nessa história, DIONISIA PINTO LISBOA????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  7. jOÃO 11 de março de 2013 at 3:47 - Reply

    Gilmar.

    NÃO FICA.

  8. aissa 11 de março de 2013 at 11:23 - Reply

    muito legal me ajudou bastante no trabalho de historia

  9. JULIANA 11 de março de 2013 at 15:54 - Reply

    FALTOU MARIA QUITÉRIA, UM ORGULHO PARA A NAÇÃO… E MUITAS OUTRAS MULHERES QUE FORAM ESQUECIDAS…

  10. jhsm 14 de março de 2013 at 18:23 - Reply

    nossa isso nao ajudou nada, nada, nada no meu dever de casa . pelo o amor de Deus

  11. Ana 14 de março de 2013 at 22:02 - Reply

    Estou muito agradecida com esse site me ajudou muito no trabalho de Ensino Religioso Tema:mulheres

    • matheus 13 de março de 2015 at 16:21 - Reply

      Ajudo muito no trabalho de escola

  12. Fabiana,15/03/2013 15 de março de 2013 at 12:51 - Reply

    Seria interessante citar de alguma conquista no aspecto religioso também.

  13. fabricio 9 de abril de 2013 at 14:33 - Reply

    meu trabalho vai fica bom de +

  14. leticia 16 de junho de 2013 at 15:20 - Reply

    valeu ganhei um ponto positivo

  15. caio gome salves 9 de setembro de 2013 at 13:32 - Reply

    gostei muito meu trabalho vai leva 1000

  16. steffane silva rodrigues 27 de setembro de 2013 at 9:20 - Reply

    amei tirei um 10 no meu trabalho. obrigadaaaaaaa

  17. steffane silva rodrigues 27 de setembro de 2013 at 9:26 - Reply

    nossa como nós mulheres já conquistamos muito. hein? amei esse site. e vc? quem reclamou é mau agradecido. viu?

  18. Eva Luíza 16 de outubro de 2013 at 19:39 - Reply

    Faltou a promulgação da Lei Maria da Penha em 2006.

  19. Angela Maria???? 27 de novembro de 2013 at 15:04 - Reply

    obrigada mulheres me ajudou muiito no dever de casa… Nós mulheres temos muito orgulho do que nós vivemos na vida….???

  20. L.Costa 25 de dezembro de 2013 at 18:04 - Reply

    A tenacidade e inteligencia feminina me enchem de orgulho desde sempre, Obviamente faltam mtos dados nessa lista, mas ninguem leria um artigo chamado “As 30000 conquistas historicas das mulheres.. “

  21. GILBERTO WANDERLEY PRISCO 27 de dezembro de 2013 at 18:17 - Reply

    Parabéns pela pesquisa, mas me permito acrescentar outros elementos que poderiam ser acrescentados. Consta que a primeira Ministra do Governo Federal foi Esther de Figueiredo Ferraz, que assumiu em 1982, no Governo João Figueiredo, a pasta da Educação e Cultura. Faltou também registrar a primeira deputada federal, paulista senão me falha a memória, cujo nome é Berta e que integrou o parlamento na década de trinta. É fácil ver isso no Google. Faltou também minha tia avó Julia Wanderley, primeira normalista do Paraná, que sofreu horrores por ter se formado na década de 90 do século XIX professora normalista, até então profissão atribuída apenas aos homens. Foi Ativista do socialismo e defensora das teorias de Charles Darwin, mas faleceu em 1918 precocemente. Montou um colégio em Ponta Grossa , PR. Hoje é considerada um ícone da Educação no Paraná.

  22. rhvbdrbhdhdf 21 de fevereiro de 2014 at 10:53 - Reply

    muito ruim tirei zero no meu trabalho kara que isoo

    • Michel Goulart 21 de fevereiro de 2014 at 13:31 - Reply

      Para tirar zero, provavelmente seu trabalho foi ruim, pois a postagem é ótima.

  23. vinicius menegaro 23 de fevereiro de 2014 at 11:06 - Reply

    professor … me ajudou mt 🙂 éra tarefa de portugues mas ajudou …

  24. Rivania 6 de março de 2014 at 15:37 - Reply

    adorei esse site! parabéns pra nós mulheres!!!!

  25. Thainá 10 de março de 2014 at 21:43 - Reply

    Me ajudou muito no meu trabalho!!
    Foi o site mais completo sobre essa materia “As 25 conquista das mulheres do Brasil!!!Muito bom!!!
    Agradeço pela ajuda http://www.historiaduriosidades/25-conquistas-historicas-das-mulheres-no-brasil/igital.org/c

  26. Bruna Fonseca 6 de junho de 2014 at 10:53 - Reply

    foi muitoo bom tenho que fazer um jogo sobre a evolução sobre as mulheres , e esse foi o melhor site que achei muitooo obrigado

  27. maria 29 de agosto de 2014 at 15:34 - Reply

    Gostei muito do assunto ajudou bastante obrigado bjs.

  28. Beatriz 26 de outubro de 2014 at 12:35 - Reply

    Obrigada, me ajudou muito ,em uma questão de historia.

  29. Muito bom . Onde esta a referencia? 4 de dezembro de 2014 at 22:55 - Reply

    realmente é muito bom,

  30. LUCINÉA IGLESIAS 4 de fevereiro de 2015 at 15:43 - Reply

    Amei o Blog…. quer compartilhamentos em email. por favor

  31. Nicole 10 de fevereiro de 2015 at 18:57 - Reply

    qual foi o primeiro nome do carnaval

  32. Nicole 10 de fevereiro de 2015 at 19:02 - Reply

    urgente

  33. michelly sillva 6 de março de 2015 at 1:06 - Reply

    acho que me ajudou muito no trabalho ……

  34. Shaine Araujo 7 de março de 2015 at 19:34 - Reply

    Tenho orgulho de ser mulher! Parabéns pela postagem.

  35. Zilmar Martinuzzo 8 de março de 2015 at 10:35 - Reply

    Tem dados contraditórios com outros site: nome da 1ª prefeita eleita no RN e data da eleição. Não conferem como os dados do site da prefeitura da cidade onde ocorreu esse fato histórico.

  36. Renan Penna 8 de março de 2015 at 17:38 - Reply

    A primeira senadora do Brasil foi a Princesa Isabel.

  37. Conquistas recentes :( 10 de setembro de 2015 at 20:34 - Reply

    Faltou as conquistas recentes!!!

  38. jucia da silva 16 de setembro de 2015 at 8:25 - Reply

    É muito legal conhecer as leis das mulheres.eu mim orgulho em ser mulher.

  39. sarah ferreira e gabrielly lima 18 de setembro de 2015 at 8:32 - Reply

    amei, nos ajuda muito

  40. Ana Carolina A.S Vassoler Bruna Macedo Milagre 18 de setembro de 2015 at 8:49 - Reply

    Amei me ajudou muito obrigado eu e minha amiga me passa seu nome

  41. bruna e carol 18 de setembro de 2015 at 8:56 - Reply

    me ajudou muito no dever e minha amiga

  42. João 27 de setembro de 2015 at 17:15 - Reply

    Cadê as referências?

  43. Thaai 20 de outubro de 2015 at 20:34 - Reply

    Otimo , amei acho que vai me ajudar nas prova do Enem !!!!

  44. filipi amaral 27 de outubro de 2015 at 22:16 - Reply

    vai me ajudar no trabalho de 0 a 10

  45. Mariana Meneses 15 de novembro de 2015 at 17:43 - Reply

    Uau adorei!!!! Me ajudou bastante na minha lição de casa!! Para os falaram sobre dados que faltaram, muito bem lembrado mas ninguém iria ler 1.000.000 de historias sobre mulheres,não sou maior ou menor do que ninguém mas para alguem que faz trabalhos de lingua portuguesa e ainda erra um comentário já é demais…. Tirando esses contra tempos o site é maravilhoso!!!

  46. Pedro Augusto 6 de fevereiro de 2016 at 6:56 - Reply

    Eu faço a seguinte pergunta: desses direitos conquistados pelas mulheres, quantos elas devem de fato à militância de grupos feministas como FEMEN e cia limitada? O próprio direito ao voto foi manobra do governador Juvenal, em outras palavras, um homem rs. A eleição da presidenta ou mesmo a inclusão da mulher no ambiente de trabalham se devem muito mais a transformação e amadurecimento da sociedade do que a um topless ou sutiã queimado em praça pública rs.

  47. RAFAELA 8 de março de 2016 at 20:30 - Reply

    AJUDOU MUITO NO TRABALHO DA ESCOLA

  48. Beatriz 10 de março de 2016 at 20:13 - Reply

    Nossa, me ajudou no meu tcc… obrigada mesmo

  49. Wdson 20 de março de 2016 at 15:36 - Reply

    Nossa tu falo sobre uma das maiores terroristas do mundo DILMA

  50. minha mae 18 de maio de 2016 at 15:16 - Reply

    me ajudou muito obg

  51. foficha 15 de junho de 2016 at 10:21 - Reply

    po eu fui emprimir e so consiqui emprimir os comentarios que bosta , deculpa estar sem acento meu teclado ta sem.

  52. Spy X 19 de agosto de 2016 at 20:11 - Reply

    Valeu,me ajudou no dever de história!B<)

  53. Henrique Silva de Castro 15 de novembro de 2016 at 13:41 - Reply

    muito bom muito bom

  54. ghger 16 de novembro de 2016 at 12:32 - Reply

    muito bom, mas não me ajudou nada no dever de casa

  55. Karina 5 de janeiro de 2017 at 8:46 - Reply

    fontes??

  56. ADRIAN MATHEUS LOPES SILVA 7 de março de 2017 at 19:32 - Reply

    Nossa cara ajudou bastante no DV de casa

  57. Juliana 8 de março de 2017 at 2:41 - Reply

    Muito bom, porém encontro nele um pequeno erro de Geografia: LAGES fica em SC, não em RN…

  58. larrisa kelly 11 de março de 2017 at 9:56 - Reply

    Muito = bom esse sait

  59. Zé da paçoca 12 de março de 2017 at 16:26 - Reply

    COMUNISMO JÁ

  60. bruno 14 de março de 2017 at 12:38 - Reply

    Tantas conquistas, sem precisar de feministas incubadas.

  61. sophia carvalho 21 de março de 2017 at 16:38 - Reply

    nossa esse site e muito bom vou tirar 10 no trabalho

    me ajudou muito .Valorize a mulher que vc tem em

    tem em casa amanha ela nao pode estar ai tenho

    orgulho de ser mulher

  62. Maria Eduarda 22 de novembro de 2017 at 19:08 - Reply

    Nossa!! Muito bom! Foi o site mais completo que achei. Tirei 10 no meu trabalho.

  63. Paola 4 de março de 2018 at 14:32 - Reply

    Na vdd não Deolinda é leolinda daltro

  64. Joice 23 de setembro de 2018 at 12:58 - Reply

    Boa tarde.. vou usar esse site para meu tralho de conclusão da pós mas eu preciso referenciar quem escreveu o texto acima poderia me passar?

  65. Joice 23 de setembro de 2018 at 13:01 - Reply

    Boa tarde.. vou usar esse site para meu tralho de conclusão da pós mas eu preciso referenciar quem escreveu o texto acima poderia me passar?
    as referencias? a Fonte?
    desde ja agradeço

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.