10 livros de história p/ vestiba e Enem

Home » Livros » 10 livros de história p/ vestiba e Enem

Uma boa preparação para os vestibulares e Enem vai além das aulas em cursinhos e estudo nos livros didáticos. Uma vaga no curso dos seus sonhos exige um conhecimento mais aprofundado sobre temas históricos, uma visão além do superficial.

O próprio Enem, que vem ganhando corpo como processo seletivo (apesar de algumas mancadas do MEC), tem aplicado conceitos que muitas vezes não são abordados pelos professores de História.

Pensando nisso, resolvi fazer uma seleção fera de livros de História essenciais para passar nos vestibulares mais concorridos. O critério que utilizei foi uma análise mais profunda dos temas e macrotemas de História Geral e História do Brasil que são mais cobrados pelas provas de vestibular.

Além disso, faço uma abordagem dos motivos pelos quais recomendamos estes livros. Confira!

1- Impérios Antigos-da Mesopotâmia ao Islã

Capa do livro Impérios Antigos-Da Mesopotâmia à Origem do Islã

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 54,90)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 49,90)

O livro Impérios Antigos-da Mesopotâmia à Origem do Islã, de Eric Cline e Mark Graham, traz uma síntese relativamente breve e, ainda assim, bastante completa do antigo Oriente Próximo, Mediterrâneo e Europa, incluindo o mundo greco-romano, a Antiguidade Tardia e os primórdios do período muçulmano. O livro foi lançado em 2012 e conta com 448 páginas.

Por que recomendamos: Este livro preenche um vácuo deixado nos editais. Geralmente, os editais dos vestibulares e Enem não destacam temas como Pré-História ou História Antiga. Porém, vemos questões sobre estes assuntos caírem com certa frequência. Vale a pena conhecer mais a fundo.

2- A Idade Média-Nascimento do Ocidente

Capa do livro Idade Média-Nascimento do Ocidente

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 48,00)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 48,00)

O livro A Idade Média-O Nascimento do Ocidente, de Hilário Franco Júnior, trata do período entre os séculos IV e XVI, tradicionalmente conhecido por Idade das Trevas, Idade da Fé ou, com mais frequência, Idade Média. Todos são rótulos pejorativos, que escondem a importância daquela época na qual surgiram os traços essenciais da civilização ocidental. O livro foi lançado em 2000 e conta com 208 páginas.

Por que recomendamos: Este livro aborda uma questão que tem sido recorrente em vestibulares: a discussão acerca do termo “Idade Média” ou “Idade das Trevas”. Além disso, analisar este período histórico significa compreender como nasceu a civilização ocidental.

3- As Veias Abertas da América Latina

Capa do livro As Veias Abertas da América Latina

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 44,00)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 44,00)

O livro As Veias Abertas da América Latina, de Eduardo Galeano, é um inventário da dependência e da vassalagem de que a América Latina tem sido vítima, desde que aqui aportaram os europeus no final do século XV. No começo, espanhóis e portugueses. Depois vieram ingleses, holandeses, franceses, norte-americanos, e o ancestral cenário permanece: submissão, miséria, espoliação. O livro foi lançado em 2010 (o original é de 1971) e conta com 392 páginas.

Por que recomendamos: A visão marxista da história ainda prevalece nas universidades brasileiras e, por consequência, nos vestibulares. Neste sentido, o livro analisa a América Latina desde a colonização europeia até a Idade Contemporânea, argumentando contra a exploração econômica e a dominação política.

4- Raízes do Brasil

Capa do livro Raízes do Brasil

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 39,50)

>> Compre na loja Submarino (R$ 39,50)

O livro Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda, é uma das obras fundadoras da historiografia e das ciências sociais modernas no Brasil. A obra aborda aspectos centrais da história da cultura brasileira, como a do homem cordial, incapaz de agir de acordo com a letra da lei, o que explicaria a frouxidão das instituições e da organização social do país. A obra foi lançada em 1997 (o original foi publicado em 1936) e conta com 220 páginas.

Por que recomendamos: Este livro é um clássico da historiografia brasileira e trata da importância do legado cultural da colonização portuguesa e as transferências culturais de Portugal para a sua colônia. Os vestibulares abordam diversidade e pluralidade cultural e este livro ajuda a entender estes conceitos.

5- Getúlio, Uma Biografia [1930-1945]

Capa do livro Getúlio, Uma Biografia (1930-1945)

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 52,50)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 52,50)

O livro Getúlio [1930-1945] – do Governo Provisório à Ditadura do Estado Novo, de Lira Neto, reconstitui os mandatos de Getúlio no Palácio do Catete como chefe do Governo Provisório (1930-1934), presidente constitucional (1934-1937) e, por fim, ditador (1937-1945), bem como os meandros de sua vida privada. A segunda parte da biografia monumental demonstra a astúcia calculista do gaúcho de São Borja em sua plenitude. O livro foi lançado em 2013 e conta com 632 páginas.

Por que recomendamos: Muito simples, trata da ERA VARGAS! Este é um dos temas mais recorrentes no Enem e, sem dúvida, o candidato precisa ter um bom domínio sobre os acontecimentos do período. A Constituição de 1934, a Revolução Constitucionalista, o Estado Novo, a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial. Esta obra trata de tudo isso.

6- História-Das Cavernas ao Terceiro Milênio

Capa do livro História-Das Cavernas ao Terceiro Milênio

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 157,00)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 139,00)

O livro História-Das Cavernas ao Terceiro Milênio, de Myriam Becho Mota e Patrícia Ramos Braick, um programa de História Geral e História do Brasil que abrange o Enem os mais diversos vestibulares do país, reformulado e atualizado; e um estudo do passado com o olhar e o interesse em questões que nos inquietam no presente. O livro foi lançado em 2012 e conta com 632 páginas.

Por que recomendamos: Este é um livro didático aprovado pelo Ministério da Educação (MEC). Traz a história integrada, ou seja, aborda História do Brasil e História Geral junto e misturado, recheado de exercícios úteis para vestibulares, além de explorar as habilidades e competências exigidas no Enem.

7- História-Geral e Brasil

Capa do livro História-Geral e Brasil

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 150,00)

O livro História-Geral e Brasil, de José Geral Vinci de Moraes, apresenta o programa completo de História Geral e do Brasil para o ensino médio. Com análise da nossa história integrada à história mundial, pretende-se possibilitar ao aluno estabelecer relações entre as especificidades da sociedade à qual pertence e a realidade mais ampla em que ela se insere. O livro foi lançado em 2009 e conta com 490 páginas.

Por que recomendamos: Este também é um livro didático aprovado pelo MEC. O diferencial é que este traz, no livro do aluno, várias unidades, compostas por exercícios, ilustrações, quadros, gráficos e várias fontes documentais primárias e secundárias. E os vestibulandos devem saber interpretar fontes documentais.

8- Era dos Extremos

Livro Era dos Extremos

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 67,00)

>> Compre na Loja Submarino (R$ 67,00)

O livro Era dos Extremos, de Eric Hobsbawm, é um testemunho sobre o século XX. Seu tempo de vida coincide com a maior parte da época de que trata o livro, diz o autor na abertura, por isso durante muito tempo se absteve de falar sobre ele. O livro foi lançado em 1996 e conta com 598 páginas.

Por que recomendamos: Este é um clássico da historiografia mundial e queridinho dos vestibulares por vários motivos, dentre eles o fato de Hobsbawm ser historiador marxista e ter testemunhado a maior parte dos fatos históricos destacados no livro. Não deixe de ler, é indispensável!

9- História do Brasil

Capa do livro História do Brasil

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 105,00)

O livro História do Brasil, de Bóris Fausto, narra os fatos mais importantes da história brasileira, cobrindo um período de mais de quinhentos anos, desde as raízes da colonização portuguesa até nossos dias, e analisando minuciosamente as grandes linhas de força que indicam o sentido de nossa formação. O livro foi lançado em 2012 (o original é de 1994) e conta com 688 páginas.

Por que recomendamos: Este é um belo manual de História do Brasil, direcionado para o Ensino Médio e escrito por um dos maiores historiadores brasileiros. O autor se detém menos na análise econômica da história e mais em questões sociais e políticas.

10- Da Revolução Industrial ao Imperialismo

Capa do livro Da Revolução Industrial Inglesa ao Imperialismo

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 64,00)

O livro Da Revolução Industrial Inglesa ao Imperialismo, de Eric Hobsbawm, mostra como a Revolução Industrial encerrou de modo definitivo o lento processo de mudança do feudalismo medieval para o capitalismo moderno. A substituição das ferramentas pelas máquinas, e, por conseguinte, da força humana pela força motriz, configurou um impacto desnorteador sobre os pilares da sociedade inglesa. O livro foi lançado em 2011 e conta com 349 páginas.

Por que recomendamos: Mais um livro de Hobsbawm, este aborda a Revolução Industrial, um dos temas mas cobrados em Enem, vestibulares e concursos. É importante ter uma boa visão acerca deste período histórico, ainda que predomine ainda a visão marxista da luta de classes (burguesia x proletariado).

BÔNUS: Uma Breve História do Mundo

Livro Uma Breve História do Mundo

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 31,80)

O livro Uma Breve História do Mundo, de Geoffrey Blainey, vai entrelaçando a história de um povo a outro, de forma didática e vibrante. Distante de formalismos, instiga e envolve o leitor página por página, levando-o a conhecer e interpretar melhor os fatos que nos trouxeram aos dias de hoje. O livro foi lançado em 2007 e conta com 342 páginas.

Por que recomendamos: Este livro faz uma abordagem resumida de grandes fatos da história da humanidade. Além disso, ajuda a conhecer a formação das comunidades, o auge e a decadência dos grandes impérios, o surgimento das grandes religiões e sua influência na vida das pessoas.

By | 2015-01-24T18:26:01+00:00 3 de Fevereiro de 2014|Categories: Livros|Tags: , , , |22 Comments

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

22 Comments

  1. Antonio Saturnino 6 de Maio de 2014 at 23:42

    São livros bastante cultural, informativo, fundamental para quem quer passar no Enem ou vestibular.

  2. Temistocles Cezar 22 de Maio de 2014 at 14:28

    Para passar no ENEM não precisa de tudo isso. Nem tu leu todas essas obras. Tá me cheirando a merchandising.

  3. Michel Goulart 22 de Maio de 2014 at 21:25

    Claro que tem um pouco de merchandising, afinal, há link para a compra do livro. Porém, o principal objetivo é prencher uma lacuna: a ausência de referências bibliográficas de História para pré-vestibular e pré-Enem. Além disso, ninguém está afirmando que é necessário a leitura integral das obras para passar nos referidos processos seletivos. São apenas sugestões.

  4. Professora Mari 3 de julho de 2014 at 17:36

    Boa Professor Michel!

  5. Higor Cavalcanti 31 de agosto de 2014 at 17:26

    Muito boa lista, vale a pena ler cada um… É muito mais produtivo estudar as matérias de humanas dessa maneira, através de livros que não só recontam a historia, como também analisam socialmente cada acontecimento…

  6. Michel Goulart 31 de agosto de 2014 at 20:30

    Obrigado, Higor. Seja bem vindo!

  7. Hamst 9 de outubro de 2014 at 10:58

    Olá Michel,
    Já fiz vestibular, estou terminando minha graduação em engenharia, mas me despertei para a importância do conhecimento da história do mundo e do Brasil para minha vida, então decidi começar a estudar. Porém uma conta por cima aqui já vi que essa lista fica em uns 900 reais, o que é inviável para mim no momento. Você indicaria algum livro dessa lista que eu possa desenvolver, ou iniciar meus estudos tanto no âmbito nacional quanto internacional, sabendo que minha base de história do ensino médio muito muito ruim, o que geralmente acontece no Brasil.
    Obrigado, lista bem interessante.

  8. Lúcio Sátiro 7 de novembro de 2014 at 10:58

    A maioria, é lixo. Lixo cultural, influenciado mais por ideologia e uma visão unilateral do autor, do que pela verdade dos fatos históricos. O Marxismo é uma chaga na História humana. É uma doença mental fanatizadora, é de um messianismo que concorre com as mais aguerridas seitas religiosas. Foi por causa da aplicação do Marxismo na prática, que foram mortos violentamente mais de 110 milhões de seres humanos e o cara vem recomendar essa ideologia absurda e criminosa, disfarçada sob o canto da sereia do discurso bonitinho mas mal intencionado em uma pretensão de perpetuação do poder. Eric Hobsbowm foi um pilantra. Ao ser indagado sobre se a morte de dezenas de milhões de seres humanos pelos comunistas seriam justificadas caso o Comunismo tivesse tomado o mundo, ele afirmou com um categórico SIM. O fato de o autor da matéria afirmar que o livro Era dos Estremos é o “queridinho” dos vestibulares, só confirma a suspeita de que o MEC adota essas porcarias por que quer doutrinar crianças e adolescentes com essa criminosa ideologia. Duvido que O Livro Negro do Comunismo- Crimes, Terror e Repressão seja citado na lista, ou um para didático como O Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo. Ah, vai morar em Cuba ou na Coreia do Norte, porra.

  9. Silvio Luiz Rodrigues Da Silva Júnior 25 de dezembro de 2014 at 7:29

    Olá, tudo bem? Tenho 14 anos, e sou um apaixonado por História em geral. Amo de verdade, rsrs.. estou pensando em fazer faculdade de História você me recomenda?

  10. Amarildo Alexandre 7 de Janeiro de 2015 at 22:05

    sem dúvida! são ótimos livros, mas para nós que conhecemos a história, sabemos das possibilidades e impossibilidades de fatos verídicos terem acontecidos ou não, portanto, sejamos coerentes em nossas colocações, até para mostrar que um dia fomos a escola aprender alguma coisa.

  11. gustavo 17 de Fevereiro de 2015 at 11:46

    incrível , obras sejam literárias ou didáticas são obras vinculadas a produção cultural de seu tempo. Quando NIstche escreveu o crepúsculo dos ídolos já afirmava o fim da ideologia e das representações sagradas, assim entendida como representações humanas tomadas como sagradas , não apenas hagiografias ou contos da vida de santos, mas de representações humanas tomadas como sagradas por muito tempo .A política liberal de direita ,dominou os cenários por muito tempo século XIX e primeira metade do século XX.contudo sua falta de respostas válidas as classes trabalhadoras , rurais ,divulgaram idéias populistas, comunistas, anarquistas, golpistas, nazistas,sionistas,o que colocou em risco o próprio sistema MArx virou uma fonte de consulta necessária a época pois propunha em seus textos, uma visão de mundo alternativa, mais comunitária, contudo mesmo está visão do mundo tinha como fim mesmo , que não estudado por ele, a ditadura do proletariado.Ditaduras militares das décadas de 60 e 70 a escola das nações, entre outros modelos também lutavam pela supremacia ideológica. No Brasil na década de 90 a redemocratização , trouxe a possibilidade na figura de Lula de maior distribuição de renda inclusive aos nordestinos não só ao sul e sudeste como a república da primeira metade do século XX contudo a falha no planejamento e as altas expectativas além da podridão do poder é independente as aquilo que se espera das pessoas ninguém em sã consciência vai fingir que não entende o que passamos atualmente no Brasil mas o conhecimento histórico fornecido por estes autores é fundamental para entender como chegamos até aqui , concordo que o marxismo não é capaz de tornar o utópico em real, mas o liberalismo também não é entender a produção humana como processual , é fundamental os ídolos morreram como afirmou nosso amigo citado antes , mas vc tão radical propõem que explicação no lugar ?ou pretende queimar obras por não concordar com elas? assim como fez Adolphinho na Alemanha ?o conhecimento está ai para que as pessoas se apropriem , até mesmo para se poder fazer uma crítica tão chula e rasa, como a sua , não existe almoço grátis , e saídas mágicas só quem conseguiu foi Harry Houdini , você é parente dele, se não a única saída é a utilização do raciocínio filosófico, racional, político, as obras são importantes sim o que você fará com elas mesmo que seja para ler obras como estás politicamente incorretas que já li também é problema seu , mas o conhecimento filtra asneiras e defende o sujeito que lê de radicais de qualquer tipo de formação de esquerda ou de direita, afinal política não tem ligação com o sagrado esse pensamento é meio que ligado as tribos estudadas por Malinowski, mas isso não faz sentido já que vc leu o livrao patrocinado pela folha de São Paulo o que o torna mais sábio que todos estes autores citados na seleção.Aliás parabéns pela seleção. Comprarei e lerei todos.

  12. Liliane Leite 20 de Fevereiro de 2015 at 21:52

    Se alguém quiser me doar o História-Das Cavernas ao Terceiro Milênio, agradeceria : 3 Estou precisando de um livro de História.

  13. Fernando Oliveira 22 de Março de 2015 at 23:25

    Obrigado pelas dicas!
    Eu não vou fazer Vestibular, mas gosto muito de História.
    O que você acha do livro “História Geral e do Brasil” de Cláudio Vicentino e Gianpaolo Dorigo, Editora Scipione?
    Desde já agradeço pela sua atenção.

  14. Michel Goulart 24 de Março de 2015 at 15:20

    Bom livro

  15. Edson Rodrigues Ramalho de Almeida 9 de Abril de 2015 at 19:18

    Boas dicas, Michel Goulart!

    Tenho 07 dos 10 livros indicados e asseguro que são literaruras excepcionais. Não sou marxista e não fui influenciado por essa ideologia na academia, nem tampouco hoje. Porém reconheço que os marxistas escrevem muito bem e, se bem orientados por nós, nossos alunos poderão realizar bons estudos a partir das leituras marxistas. Tenho Hobsbawm como maior escritor de história do século XX.

    Outra coisa: Não existe produção literária desprovida de ideologias e interesses.

    Abração!

  16. Henrique 26 de Abril de 2015 at 10:08

    Bom dia,o que o professor acha do livro , Brasil uma história;de Eduardo Bueno.o professor acha que o autor detém uma análise profunda de nossa história assim como Bóris Fausto? e o Livro – Uma Breve História do Brasill, Mary Del Priore e Renato Venâncio. para concurso em todas as áreas e tbm magistério , o senhor recomenda qual bibliografia?

  17. Heber Harada 3 de novembro de 2015 at 10:08

    Bom dia Michel! Obrigado pelas dicas! Aos 40 anos, carreira profisional em consolidação, estou retomando um velho sonho: fazer minha segunda faculdade. Optei por me preparar de forma autônoma. Em se tratando de História, qual sua opinião sobre os livros do Luiz Koshiba (História: origens, estruturas e processos), e do Gilberto Cotrim (Historia global: Brasil e geral)?

  18. Raquel 7 de Maio de 2016 at 16:56

    A maioria desses livros estão disponíveis em pdf na internet. Graças a Deus! Já pensou ter que pagar para ler adorador de genocidas?! Oremos por esses jovens que estão sendo fortemente doutrinados nas universidades e escolas do Brasil!

  19. Michel Goulart 8 de Maio de 2016 at 10:27

    Concordo em parte. Sim, boa parte do que se pede nos vestibulares está vinculado a interpretação marxista da História. Por outro lado, ler só o que nos convém ideologicamente também limita nossa capacidade de interpretação.

  20. Antonio Luiz 18 de Maio de 2016 at 23:20

    Boa professor, livros citados de ótimo conhecimento acadêmico, A Era dos Extremos então, alucinante. Para os demais que procuram por conhecimento da historia e historiografia, indico: Uma breve Historia do Sec XX, e sapiens: uma breve historia da humanidade, do profº Blainey, e do profº Noah Harari respectivamente… valeu profº Michel…

  21. Bianca 3 de Fevereiro de 2017 at 2:33

    http://estudandoemhouse.blogspot.com.br/ Livros para quem vai estudar em casa, dicas e muito mais

  22. Rogerio 10 de setembro de 2017 at 13:08

    “Uma Breve História do Mundo”. Tu não cursou História, né!?

Leave A Comment