Livro: A Era do Capital [1848-1875]

Home » Livros » Livro: A Era do Capital [1848-1875]

O livro A Era do Capital [1848-1875], de Eric Hobsbawm, discorre sobre o período entre a “Primavera dos Povos”, em 1848, e a “Grande Depressão”, que teve início nos anos de 1870. É a história do triunfo global do capitalismo e de uma sociedade que acreditava encontrar o sucesso na livre iniciativa privada e na criação de um mundo de distribuição plena do material, da moral e do conhecimento.

Capa do livro A Era do Capital

>> Compre na Livraria Saraiva (R$ 60,00)

O livro foi lançado em 2009 (o original é de 1962) e conta com 540 páginas. Ao ler, você vai conferir

  • No apagar das chamas revolucionárias (1848), surgiu uma época de relativa paz , um período em que se desenvolveram um novo estilo e uma nova escala de valores que, juntos, formaram “A era do capital”.
  • O livro trata de eventos históricos ocorridos na Europa entre 1848 (Primavera dos Povos) até o início da Grande Depressão, de 1875.
  • É contada a história de uma sociedade que buscava consolidar o processo de transição do feudalismo para o liberalismo clássico, tendo como princípio guia na área econômica a livre iniciativa privada, por meio da qual esperavam conseguir uma melhor distribuição das riquezas materiais.
  • O livro conta como o processo de industrialização afetou essa concepção e modificou esse pensamento no final do período investigado.
  • O autor analisa as contradições do período, com o avanço da ciência, da razão, da economia do capitalismo industrial e das operações militares, que tinham sua origem também em focos reacionários que tinham por objetivo frear muitos desses avanços.
By | 2014-12-16T14:04:57+00:00 22 de dezembro de 2014|Categories: Livros|Tags: , , , , |1 Comment

About the Author:

Professor, historiador e blogueiro, já trabalhei em algumas das maiores escolas públicas e particulares de Santa Catarina. Comecei a lecionar em 2001, sempre preocupado com um ensino caracterizado pela criatividade e inserção de novas tecnologias e metodologias variadas em sala de aula.

One Comment

  1. Klaus do Iate 1 de Janeiro de 2015 at 20:12

    Esta Grande Depressão que é citada não é a da Quebra da bolsa de valores de Nova York, mas é uma das mães da corrida imperialista europeia sobre a Africa. O Capitalismo volta e meia tem crises de consumo abaixo da oferta. Esta foi a apenas a primeira. Além de 1875 e 1929, eu me lembro de cabeça: 1973 e 2008. Ha um pesquisador russo que pensou seriamente sobre esta dinâmica do capitalismo, sem entrar em paixoes capitalismoX comunismo, e chegou a conclusão que a resolução das crises (aumento de consumo) geralmente passa por advento de alguma tecnologia nova (exemplo: internet, fontes energeticas sem petroderivados) ou por uma intervenção dos estados (exemplo: corrida imperialista, new deal). Infelizmente esqueci o nome do pesquisador russo, mas ele é citado pelo Eric Hobsbawn em Era dos Extremos.

Leave A Comment