Home/Livros/Livro: Histórias de Guerras e Batalhas

Livro: Histórias de Guerras e Batalhas

setembro 17th, 2012|Livros|21 Comments


O livro História de Guerras e Batalhas, de William Weir, refuta muitos mitos que mantiveram o público desinformado sobre a guerra, a mais perigosa de todas as atividades humanas. Alguns mitos resultam de adulteração deliberada; outros, de ignorância ou intelerância. De qualquer modo, não há substituto para a verdade.

Livro História de Guerras e Batalhas

>> Compre na Livraria Saraiva (R$  62,00)

>> Compre na Loja Submarino (R$  62,00)

O livro foi lançado em 2012 e conta com 248 páginas. Ao ler, você vai saber sobre:

  • A primeira batalha da Guerra de Secessão americana, que envolveu o uso de dois navios de guerra blindados, o Monitor e o Merrimac.
  • Os verdadeiros motivos que levaram o general Custer a perder a sua última batalha.
  • Os fatos por trás da suposta invencibilidade dos tanques alemães e os ataques aéreos americanos mais letais na Segunda Guerra Mundial.
  • As batalhas do mundo antigo, o famoso mito do arco inglês e a suposta superioridade das nações ocidentais desde os primeiros tempos.

Sobre o autor

William Weir escreveu 13 livros antes deste, principalmente sobre crimes e história militar, como “50 Líderes Militares que Mudaram a História da Humanidade” e “50 Batalhas que Mudaram o Mundo”. É ex-soldado, policial do exercito e combatente de infantaria veterano da Guerra da Coréia. É editor industrial aposentado e, como autônomo escreve em revistas.

21 Comments

  1. klaus do iate 17 de setembro de 2012 at 20:12 - Reply

    Tenho o 50 batalhas. A tradução e,m portugeues é ruim. Mas o livro é muito bom ,ainda que o Weir de umas escorreegadas historicas. De todo modo, o Wier me fez pensar que talvez o conceito batalha decisiva seja algo raro. isto é das ditas batalhas decisivas do Weir somente 20% caem na definição de decisiva. Eles podem ser emblematicas de um evento historico, podem ser bonitas do ponto de vista tatico, mas NAO decidiram nada ali em 80% das vezes!

    • Michel Goulart 17 de setembro de 2012 at 20:27 - Reply

      Mas eu acho que esta é uma característica de boa parte dos autores estadunidenses. A escrita é ágil e envolvente, mas falham em alguns aspectos históricos.

    • ossiani 29 de outubro de 2012 at 10:58 - Reply

      O autor ou a tradutora não tem a mínima noção de pesos e medidas. Sobre a batalha de Khe Sanh no Vietnam é registrado que a aviação americana lançou ao redor da base 90 toneladas de bombas, muito mais do que foi despejado na Europa durante a II Guera.
      Um bombardeiro B52 pode carregar 120 toneladas do bombas e o que foi lançado ao redor de Khe Sanh é milhares de vezes acima dessas 90 toneladas…

  2. klaus do iate 17 de setembro de 2012 at 20:13 - Reply

    O Weir também é um pouco tendencioso com as batalhas dos EUA

  3. klaus do iate 18 de setembro de 2012 at 6:57 - Reply

    Ha um livro chamado 100 maiores generais da historia escrito por um britanico a venda atualmente nas melhores livrarias do Brasil : Saraiva, Nobel, Da Vinci. ESqueci o nome do autor , mas é um ingles. Bom, 33% dos generais aborados por ele sao…advinhe, ingleses!

  4. klaus do iate 18 de setembro de 2012 at 7:05 - Reply

    Porque falo que geralmente as batalhas mais citadas nao foram decisivas e na mioria das vezes sao apenas a cereja vermelho sangue de sundae muito grande montado muito antes. Por que se uma batalha decidiu alguma coisa ela deveria responder “adequadamente” a quatro perguntas: 1) O lado mais fraco venceu ou pelo manos as coisas estavam equilibradas justo antes da batalha? (a resposta aqui deveria ser SIM).
    2) Se o resultado fosse invertido, OUTRA batalha teria corrigido as coisas e o rumo final dos acontecimentos seria semelhante ao realmente ocorrido? ( a respota aqui deveria ser NAO)
    3)Se o rumo final fosse também invertido, com vitoria final de quem perdeu, o mundo mudaria muito?(a resposta qui deveria ser SIM)
    4) A batalha como realmente ocorreu mundo o mundo ou só confirmou coisas que estavam ocorrendo? ( a resposta aqui deveria ser SIM).

    • Michel Goulart 18 de setembro de 2012 at 7:13 - Reply

      Esta seria uma aferição para saber se uma batalha foi ou não foi decisiva?

  5. klaus do iate 18 de setembro de 2012 at 7:08 - Reply

    O Weir mesmo dá estimulo que o leitor crie sua propria lista de batalhas decisivas. Mas o que fiz foi pedir a varios amigos estudiosos de historia militar que respondessem as quatro perguntas para as 50 batalhas do Weir e para quaisquer batalhas que lembrassem e o resultado foi os apenas 20% que te falei. Conclusao: decisoes tomadas ANTES da batalha propriamente dita foram mais fundamentais que a paulada na horaH. As batalhas quue alcançaram o perfil sim-nao-sim-sim , eu enviei a voce por Email ha algum tempinho

    • Michel Goulart 18 de setembro de 2012 at 7:14 - Reply

      Quem são estes seus amigos estudiosos de história militar? Conheci alguns quando morei no Rio de Janeiro.

  6. klaus do iate 18 de setembro de 2012 at 9:55 - Reply

    Gente da comundade orkutiana Historia Militar e Estrategia (HME), pessoalmente somente conheci um deles que morava no Leblon

  7. klaus do iate 19 de setembro de 2012 at 8:26 - Reply

    Esta seria uma aferição para saber se uma batalha foi ou não foi decisiva?
    Isto mesmo, prof. Mas reconheço que nao é muito facil responder a algumas delas.Tem que conhecer muito a época.

  8. klaus do iate 19 de setembro de 2012 at 8:28 - Reply

    ERRATA:
    A batalha como realmente ocorreu MUDOU o mundo ou só confirmou coisas que estavam ocorrendo? ( a resposta aqui deveria ser SIM).

  9. klaus do iate 19 de setembro de 2012 at 8:31 - Reply

    O autor ingles tendencioso de OS 100 MAIORES LIDERES MILITARES DA HISTORIA é Nigel Cawthorne

  10. Klaus do Iate 19 de setembro de 2012 at 15:27 - Reply

    33 em 100! Pode??

  11. Klaus do Iate 12 de março de 2013 at 15:56 - Reply

    Este livro do Weir: ” Histórias de guerras e batalhas: Verdades reveladas…”
    acabou perpetuando alguns mitos tb. como “houve um genocidio dos paraguaios”, embora pelo menos nao caiu no mito: ” a Inglaterra mandou seus 3 câes platinos dilacerar a Prussia Platina” ou ” os Lopez implantaram uma modernização e a felicidade para o povão paraguaio”. Ou ” Houve um dirigivel sem motor na guerra da Secessão” ou “os hunos heftalitas eram altaicos como os de Atila”

  12. Klaus do Iate 12 de março de 2013 at 15:59 - Reply

    e continua…”Estribos sao necessarios para cargas de cavalaria.” ” Iberos (da peninsula iberica) participaram de momento importante da batalha de Adrianopolis”

  13. Klaus do Iate 12 de março de 2013 at 16:04 - Reply

    Entretanto o Weir reve com humildade e sabedoria algumas de suas posições do livro anterior 50 Batalhas: A batalha de Maratona,490aC não foi decisiva, afirma no Historias de batalhas e…

  14. Klaus do Iate 12 de março de 2013 at 16:28 - Reply

    Mas ele foi brilhante explicando que: 1)A superioridade militar ocidental NAO é mais antiga que a adoção maciça da polvora pelos ocidentais. Que ela NADA tem a ver com disciplina ou implacabildade maiores.2) Que NAO houve uma era da cavalaria europeia por superioridade intrinseca da cavalaria 3) Que armadura de placa NAO era pesadissima e obsoleta
    4) Que o arco ingles NAO era o melhor do mundo em sua época
    5) Constatinopla NAO foi conquistada graças aos canhoes gigantes otomanos
    6) Que primeiro duelo de navios blindados, nem o primeiro uso de submarinos militares NAO ocorreram na Guerra Civil Americana
    7) O fuzil longo americano da guerra de independencia NAO era o melhor do mundo na sua época
    8) Os patriots durante a guerra de independencia NAO eram uma minoria, NAO lutavam sempre escondidos e NAO lutavam sempre em batalha aberta.
    9) Hitler NAO era um idiota militar e NAO era um genio militar
    10) Sioux NAO venceram Custer porque tinham mais rifles de repetiçao, NEM porque Custer NAO levou metralhadoras e espadas
    11) MacArthur NAO era o maior genio militar americano
    12) Eisenhower NAO terminou a Guerra da Coreia
    13) Os bombardeios nucleares da 2aGG NAO foram os ataques mais letais da guerra.
    14) Ttruman NAO acabou com racismo dentro das Forças Armadas americanas
    15) Os blindados alemaes na 2a GG NAO sao a causa do sucesso da blitzkrieg inicial
    16) A pistola .45 NAO nasceu para parar o ataque de fanaticos islamicos das Filipinas
    17) Baionetas AINDA sao fundamentais
    18) Ataques nortevietnamitas a belonaves americanas NAO provocaram a entrada dos EUA na guerra do Vietnam
    19) Inimigos viets em Kha Sahn NAO estavam cercados, enquanto houve uma ofensiva geral viet no sul durante reveillon
    e outros mitos…

  15. Klaus do Iate 12 de março de 2013 at 16:30 - Reply

    Supervaleu comprar este livro!

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.