Home/Livros/Livro: Os botões de Napoleão

Livro: Os botões de Napoleão

junho 28th, 2015|Livros|7 Comments


No livro Os botões de Napoleão-17 moléculas que mudaram a História, Jay Burreson e Penny Le Couteur fazem uma fascinante análise de 17 grupos de moléculas que – como o estanho dos botões dos uniformes do exército napoleônico que se desintegraram no frio do inverno russo – influenciaram a história mundial e produziram grandes feitos e avanços.

Livro: Os botões de Napoleão

 >> Compre na Livraria Saraiva
>> Compre na Loja Submarino

O livro foi lançado em 2006 e contém 344 páginas. Ao ler, você vai conferir

  • A noz-moscada – importante especiaria comercializada na Expansão Marítima – desenvolve o isoeugenol, composto químico que repelia pulgas e podia proteger as pessoas desses insetos que transmitiram a peste bubônica. Isto agregava valor econômico à especiaria.
  • A piperina – composto que dá as propriedades da pimenta – acaba se relacionando às bolsas de valores, à medida que os investimentos para ir comprá-la no Oriente eram muito altos e exigiam a participação de muitos investidores no empreendimento.
  • Os romanos ricos armazenavam vinhos em recipientes de chumbo, que produz envenenamento e interfere diretamente no sistema nervoso, o que talvez ajude a explicar as excentricidades de imperadores como Nero e Calígula.
  • o estanho – material usado nos uniformes das tropas napoleônicas – se esfarela a temperaturas muito baixas. Esse fenômeno químico pode ter contribuído na derrota do imperador francês na campanha da Rússia, em pleno e glacial inverno.

Obs: Pessoal, não nos responsabilizamos caso haja falta de exemplares, pois depende do estoque da loja. Além disso, podem ocorrer eventuais alterações nos valores mencionados.

7 Comments

  1. Klaus do Iate 29 de junho de 2015 at 8:15 - Reply

    Dá muita vontade de comprar. Mas há duas ressalvas. 1)Quando não exisita botoes entre gregos e mesmo entre primeiros russos, ninguem deixou de lucrar com Russia e não acredito na Grand Armee, não existissem agulhas e linhas para costurar roupas sem botão. Qualquer destas explicações simplistas para explicar derrota napoleonica na Russia, menospreza a enorme importnãncia de decisões erradas de Napoleão e acertadas de Kutuzov.2) Quanto ao envenenamento crônico pelo adoçante acetato de chumbo, os proprios romanos sabiam que a coisa fazia mal e publicaram isto em seus manuais médicos da época. Sem contar que as doideiras destes imperadores foram narradas por seus inimigos políticos. Uma análise atual mais imparcial e somada a dados arqueologicos diz que o governo destes foi médio a ruim , porem dificilmente horrivel ou causador de fim do império..

    • Michel Goulart 30 de junho de 2015 at 16:11 - Reply

      Perfeito! Acho que tem que relativizar o papel do estanho na derrota de Napoleão.

  2. Klaus do Iate 6 de julho de 2015 at 8:27 - Reply

    Quanto a existencia de moleculas que mudaram a história é algo inegavel ( o amido, o etanol, a cafeina) já foram objeto de listas aqui mesmo no no grande Historia Digital! Dá-lhe, mestre Michel! Na vanguarda.

  3. MALU BAOLY 11 de julho de 2015 at 16:25 - Reply

    NÃOGOSTEI

  4. klausprovenzano@hotmail.com 20 de agosto de 2015 at 10:47 - Reply

    Voltaire na veia: defenderei até o fim teu direito de dizer besteiras.

  5. klausprovenzano@hotmail.com 20 de agosto de 2015 at 10:47 - Reply

    Mesmo porque o que é veneno prauns, é remédio pra outros.

  6. klausprovenzano@hotmail.com 20 de agosto de 2015 at 11:25 - Reply

    Mesmo porque o que é veneno pra uns, é remédio pra outros.

Leave A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.