Home/Curiosidades/Darwin, Macacos e a Psicologia Comparada

Darwin, Macacos e a Psicologia Comparada

Abril 12th, 2017|Curiosidades|1 Comment


Nesta postagem sobre Darwin, Macacos e a Psicologia Comparada, você vai entender a forma como a teoria da seleção natural tornou possível avanços na área da psicologia, através da psicologia comparada entre seres humanos e animais.

As informações e imagem foram extraídas do livro A HISTÓRIA DA PSICOLOGIA, de Anne Rooney.

Em 1859, foi lançado o livro A Origem das Espécies, pelo naturalista Charles Darwin (1809-1882). Através dele, Darwin propunha a evolução do ser humano, por meio da seleção natural a partir de um ancestral em comum.

A polêmica do macaco

A introdução das ideias de Darwin gerou grande polêmica ligada à origem do homem, levantando críticas, sátiras e ironias, como pode ser observado na imagem abaixo. Na representação, há um macaco com um placa que questiona: Eu sou um homem e um irmão ao mesmo tempo? (tradução livre).

Darwin, Macacos e a Psicologia Comparada

Charge de 1861 ridicularizando a seleção natural

No rodapé da imagem, a ironia continua: “Sou um sátiro ou um homem? Peço a Deus que alguém me explique e defina o meu espaço no mundo. Sou um homem em forma de macaco, ou um macaco em forma de homem?” (tradução livre).

Psicologia comparada

A teoria de Darwin também teve impacto na área da psicologia. A seleção natural eliminou, pela primeira vez na história, a diferença entre seres humanos e animais. Isto abriu espaço para a psicologia comparada, um campo da psicologia que estuda as diferenças de comportamento entre os diversos seres vivos.

De fato, vinte anos depois da publicação de A Origem das Espécies, foi inaugurado o primeiro laboratório de psicologia experimental.

One Comment

  1. HUMBERTO DOS SANTOS DA SILVA 12 de agosto de 2017 at 11:44 - Reply

    muito interessante …gostei bastente

Leave A Comment